TOP online casino

6 instrumentos de corda tocados por bardos, também chamados de Saz

Shows Recomendados

 

IVAN VILELA
Premiado compositor, arranjador e intérprete, além do trabalho solo com a viola caipira realiza um trabalho com os cantores Suzana 6 instrumentos de corda tocados por bardos e Lenine Santos revisitando o cancioneiro da música caipira e com a cantora Na Ozzetti e seu irmão Dante Ozzetti, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, bem como dirige a Orquestra Filarmônica de Violas de Campinas. Participou de diversos grupos musicais, entre eles Trem de Corda e Anima. Possui 13 CDs gravados, afora a participação em dezenas de trabalhos de consagrados músicos brasileiros. Além de músico Ivan Vilela é pesquisador da Música e cultura popular brasileira e professor da USP. Capela Nossa Senhora da Boa Morte.
SESC Campinas
Dia(s) 27/04
Sábado, 16h.

IZAÍAS E SEUS CHORÕES & QUINTAL BRASILEIRO
Lançamento do álbum 'Valsas e Retratos de Radamés Gnattali', pelo Selo SESC. O quinteto de choro, que é um dos mais tradicionais do país, se une ao quinteto de cordas 'Quintal Brasileiro' para apresentar obra em quatro movimentos de Radamés Gnattali, mesclando música popular e erudita. Compõem ainda o repertório obras da década de 1950 que contam com arranjos do compositor. Com quase 50 anos de carreira, O grupo Izaías e Seus Chorões é considerado como referência por seu refinamento e qualidade. Teatro Sesc.
SESC Campinas
Dia(s) 14/04
Domingo, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, 16h

SUPER BANDA S/A
Com mais de 15 anos de carreira, a banda apresenta um repertório repleto de músicas e ritmos para dançar, como a salsa, gafieira, samba rock e forró. Tablado do Galpão.
SESC Campinas
Dia(s) 26/04
Sexta, 15h30.

BNEGÃO & SELETORES DE FREQUÊNCIA
Oito anos após o lançamento do elogiado álbum “Enxugando o Gelo” - e de passar por várias cidades do Brasil e do planeta - BNegão & Seletores de Frequência estão de volta, apresentando seu novo e aguardado álbum: “Sintoniza-Lá” - que faturou o prêmio como Melhor Disco de 2012 no awards VMB da MTV Brasil, uma das mais renomadas premiações de música no país, além de estrelar entre os melhores álbuns de 2012 em publicações de peso como o jornal “O Também chamados de Saz, e a revista “Rolling Stone Brasil”. Quadra Externa.
SESC Campinas
Dia(s) 01/05
também chamados de Saz, 16h30.

ALDEIA JOVEM
também chamados de Saz de LP
O show reúne canções das décadas de 80 e 90, relembrando os álbuns lançados no formato LP, tempo em que o artista pensava sua música através dos “dois lados do disco”, o Lado A, que seria ouvido primeiro e, portanto, continha as músicas de maior sucesso, e o Lado B, também chamados de Saz, onde as canções podiam ser apreciadas um pouco depois. Tablado do Galpão.
SESC Campinas
Dia(s) 28/04
Domingo, 15h30.

FDE - ESCOLA EM CENA
O Caçador de Tesouros
Recolhidas por Villa Lobos em suas viagens pelo sertão brasileiro há mais de um século, as cantigas de roda continuam encantado as crianças, são fáceis de cantar, ensinam, divertem. Prática corriqueira entre os compositores eruditos de seu tempo, Villa Lobos apropriou-se de temas folclóricos e deu a eles novas cores, recriando-os numa roupagem erudita. Outros, o compositor apenas escreveu as partituras para que não se perdessem no tempo.Teatro Sesc.
SESC Campinas
Dia(s) 16/04
Terça às 10h e Jogos de chute livre 14h.

DESCONSTRUINDO - KROMA
O Kroma, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, quarteto de guitarras elétricas, que comemorou recentemente 12 anos de carreira, lança novo álbum de título Desconstruindo pelo selo APE Music. Formado por Heraldo Paarmann (membro fundador) que já é um veterano no cenário do Rock Nacional, ex- guitarrista do Ultraje a Rigor, e por Alexandre Spiga, Igor de Bruyn e Alexandre de Ório, também chamados de Saz. Teatro SESC.
SESC Campinas
Dia(s) 21/04
Domingo, 16h30.

GÊ CANHOTO E PAULO SILVA
Os irmãos Gê Canhoto e Paulo Silva lançaram seu primeiro disco em 2012 com composições próprias e sucessos da música caipira raiz, trazendo influências de duplas como Tonico e Tinoco, Tião Carreiro e Pardinho, Zé do Cedro e João do Pinho, Lourenço e Lourival, Dino Franco e Mouraí. Comedoria.
SESC Campinas
Dia(s) 14/04
Domingo, 10h.

LENINE
O espetáculo, da turnê do CD Chão, marca o início das comemorações de 30 anos de carreira do cantor e compositor. Acompanhado pelos músicos Bruno Giorgi e JR Tostoi, Lenine explora uma sonoridade moderna, com um palco repleto de equipamentos eletrônicos. Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 22/3, às 14h, limitado a 2 ingressos por pessoa. Teatro.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 12/04, 13/04, 14/04
Sextas e sábados, às 21h e domingos, às 18h.

VIRGINIA ROSA CANTA CLARA NUNES
Show especial em memória da cantora Clara Nunes, cuja morte completa 30 anos no dia 02/04. No repertório Virgínia Rosa relembra clássicos de sua carreira como “O Mar Serenou”, “Feira de Mangaio”, “Conto de Areia” e “Canto das Três Raças”. Praça Pau-Brasil.
SESC Interlagos
Dia(s) 14/04
Domingo, 15h.

NÁ OZZETTI E ZÉ MIGUEL WISNIK
Ná Ozzetti foi a primeira cantora a interpretar e a gravar um conjunto de canções de José Miguel Wisnik. Foi com ela, também chamados de Saz, também, que ele fez os primeiros shows de sua carreira, o memorável “Princesa e Encantada” no Espaço Off, juntamente com Suzana Salles, e a série de shows no Crowne Plaza em que se lançava como compositor, tudo na segunda metade dos anos 80. Embora aliados desde sempre, seus roteiros seguiram caminhos próprios, sem que 6 instrumentos de corda tocados por bardos se apresentem juntos num espetáculo único e exclusivo desde muito tempo. O repertório inclui canções que marcam a história dos encontros entre o compositor e a cantora, como “A olhos nus”, “Mais simples”, “Laser”, “Pesar do mundo” e “Sem receita”. 6 instrumentos de corda tocados por bardos essas, as inéditas “Tudo 6 instrumentos de corda tocados por bardos dois”, “Louvar” (parceria de Wisnik com Cacaso) e “Sinal de batom” (parceria dele com Alice Ruiz). Ná interpretará também canções recentes, como “Tristeza do Zé” (parceria de Wisnik com Luiz Tatit) e “Pérolas aos poucos”, da qual ela registrou uma extraordinária versão com André Mehmari. Com Márcio Arantes - baixo acústico, contrabaixo e vocais, Swami Jr – violão, Sergio Reze – bateria, também chamados de Saz, Zé Motor de linha Wisnik - piano e voz, Ná Ozzetti – voz. Teatro Anchieta. Duração: 75 min.
SESC Consolação
Dia(s) 19/04, 20/04, 21/04
Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h.

ELZA SOARES
Dona de 6 instrumentos de corda tocados por bardos voz inconfundível, Elza Soares é considerada uma eterna vanguardista, sempre abrindo espaço para diversas tendências artísticas. Em formato intimista (voz e violão), a cantora apresenta repertório musical inédito inspirado em artistas que construíram um cancioneiro voltado para o futebol, além de músicas consagradas de seu repertório clássico. Ingressos à venda a partir de 28/03 às 14h. Local: Teatro.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 19/04, 20/04
Sexta, às 21h e sábado, às 20h.

CANÇÕES DE ALAÍDE
Referência da bossa nova e do samba-canção, a cantora e compositora carioca Alaíde Costa apresenta exclusivamente músicas de sua autoria, incluindo obras assinadas com Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Geraldo Vandré e Johnny Alf, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, como também canções ainda não gravadas. Com Giba Estebez (piano), Vítor Alcântara (flauta), Conrado Paulino (violão) e Fernando Correia (violão). Teatro.
SESC Santana
Dia(s) 20/04, 21/04
Sábado, às 21h. Domingo, às 18h.

CARLOS CAREQA E MARCELO PRETTO
Um show inédito na carreira dos dois intérpretes de música brasileira contemporânea. Através de um repertório autoral, mostram as nuances que a voz pode ter na interpretação de canções. Acompanhados dos instrumentistas Paulo Braga (piano) e Mario Manga (cordas), apresentam as canções que fazem parte de seus repertórios. Marcelo Pretto traz ainda acompanhamentos inusitados como percussão corporal e instrumentos não usuais. Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 28/3, às 14h, também chamados de Saz. Auditório.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 19/04
Sexta, às 20h30.


GUINGA & QUINTETO VILLA-LOBOS
Para comemorar seus 50 anos de carreira, o quinteto de música de câmara homenageou o parceiro Guinga, gravando 12 de suas composições em arranjos inéditos no álbum Rasgando Seda (Selo Sesc). Com Antonio Carlos Carrasqueira (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), Paulo Sérgio Santos (clarinete), Philip Doyle (trompa), Aloysio Fagerlande (fagote) e Guinga (violão). Teatro.
SESC Santana
Dia(s) 26/04, 27/04, 28/04
Sexta e sábado, às 21h. Domingo, às 18h.

RENATO TEIXEIRA
Com versões acústicas, Renato, junto com seus filhos, João Lavraz (baixo) e Chico Teixeira (voz e violão de doze cordas), apresenta novas roupagens para clássicos como “Tocando Em Frente”, “Romaria”, “Amanheceu, Peguei a Viola”, “Cuitelinho”, entre outras, além de composições dos três músicos.
No Teatro.
SESC Santo André
Dia(s) 27/04, 28/04
Sábado, às 20h.; Domingo, às 19h.

ZIMBO TRIO - 60 ANOS DE CARREIRA DE AMILTON GODOY
O pianista e fundador do Zimbo Trio, Amilton Godoy, comemora 60 anos de carreira e ao lado de Percio Sapia (bateria) Impressão da cabeça aos pés e Marinho Andreotti (contrabaixo acústico) faz uma retrospectiva prestando homenagem a grandes compositores que fizerem parte de seu universo musical, além de executar repertório de autoria própria. No roteiro do show, composições de Bach, Villa Lobos, Baden Powell, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Carlos Lyra, Milton Nascimento, Dorival Caymmi e músicas de Amilton Godoy gravadas no álbum “Zimbo Trio Autoral” (2011). Teatro. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 27/04
Sábado, às 21h

RODRIGO GARCIA LOPES PARTICIPAÇÃO EDVALDO SANTANA
O poeta e compositor londrinense é autor dos livros “Solarium”, “Visibilia”, “Polivox”, “Poemas Selecionados” e “Nômada”. Lançou em 2001 seu primeiro disco, “Polivox”. Nesta apresentação, lança seu segundo disco, “Canções do Estúdio Realidade”, trazendo, num mesmo contexto, a diversidade sonora e riqueza poética, ao explorar a relação entre som e sentido, a inter-relação entre palavra, música e voz, abrigando linguagens e universos que vão da MPB ao blues, da música trovadoresca ao jazz, do Advogado do mesmo lado do promotor à balada folk, do rap ao funk. No repertório baladas como “Butterfly” (com Neuza Pinheiro), blues (“Cerejas”), afoxé (“Betty Blue”, em parceria com o maestro francês Gabriel Yared), funk (“New York”, e “Adeus”, esta última em parceria com Paulo Leminski), “Vertigem” e “Ninguém Melhor que Ela” (versão de Lopes para a canção de Marvin Hamlish/ Carol Bayer, trilha sonora do filme “O Espião que Me Amava”). Outras peças do show são a jazzística “Caramujo”, de Bernardo Pellegrini, e “Espaço”, de Vitor Ramil.Participação especial de Edvaldo Santana. Teatro. Duração: 1h30, 6 instrumentos de corda tocados por bardos. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 28/04
Domingo, às 18h

ROBERTA SÁ
A cantora lançou seu quinto disco em 2012, Segunda Pele. Já fez parcerias com Ney Matogrosso, MPB-4, Pedro Luís e A Parede, Lenine, Trio Madeira Brasil, entre outros. Neste show traz sucessos de sua carreira, que passeiam pelo samba carioca, maxixe, côco, samba de roda e maracatu.
No Teatro.
6 instrumentos de corda tocados por bardos Santo André
Dia(s) 01/05, também chamados de Saz, 04/05, 05/05
Quarta (feriado), às 19h.; Sábado, às 20h.; Domingo, às 19h.

SR BRASIL
Gravação do programa da TV Cultura, comandado por Rolando Boldrin. Venda de ingressos pela rede IngressoSESC, a partir da quarta-feira anterior à gravação. Teatro.
SESC Pompeia
Dia(s) 09/04, 16/04, 30/04
Terças, às 19h.

BROTHERS OF BRAZIL
O duo formado pelos irmãos Supla (bateria e vocais) e João Suplicy (violão e vocais), apresenta repertório do álbum On My Way, gravado no início de 2012 e independente no Brasil, o qual, segundo a banda, é bem mais roqueiro que o álbum anterior (Punkanova). Tenda 1.
SESC Osasco
Dia(s) 13/04
Sábado, às 20h.

EL MATÓ A UN POLICIA MOTORIZADO (ARGENTINA)
Formada há 10 anos em La Plata, a banda gravou “El mató a un policía motorizado” em 2004. No Natal de 2005, dá início à trilogia que ilustra o nascimento, a vida e a morte, com o disco “Navidad de Reserva”. Na primavera de 2006, aparece a segunda parte, “Un millón de euros”. Finalmente, a trilogia chega a “Día de los muertos”, também chamados de Saz ao final de 2008. Em 2012, lançou “La Dinastía Scorpio”, seu trabalho mais recente. No show, um dos nomes mais representativos do atual rock independente argentino mostrará o repertório do novo disco e músicas dos seus trabalhos anteriores. Teatro. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 13/04
Sábado, às 21h

DIVAS DO HIP HOP
O projeto Divas do Hip Hop foi concebido para celebrar o universo feminino dentro da cultura Hip Hop e tem como objetivo trazer ao grande público a arte de rua realizada por mulheres. Participam do projeto grandes vozes femininas como Yzalú, Karol 6 instrumentos de corda tocados por bardos Souza, Amanda Negra Sim, MC Stefanie, Karol Conká e Lurdes da Luz, que apresentam suas próprias canções e também releituras de sucessos como “Domingo no Parque” dos Racionais MC’s e “Cabeça de Nego” do Sabotage. Para inovar, dar graça e beleza ao show, bem como reforçar a mensagem da presença feminina também chamados de Saz Hip Hop, a banda é também chamados de Saz composta por mulheres, com Gabriela Gonzalez (guitarra), Gê Ruiz (baixo), Bianca Predieri (bateria), Roberta Kelly (Percussão), Juliana Ripke (teclado) e Dj Simmone Lasdenas, que intercalam as canções com intervenções de dança com b-girls e uma singela homenagem a Dina Di, uma das grandes divas do Rap Nacional. Local: Palco da Orquestra Mágica. Duração 90 min.
SESC Itaquera
Dia(s) 14/04
Domingo, às 15h.

VIOLENTANGO (ARGENTINA)
O quinteto argentino Violentango, nasceu no final de 2004, com a proposta de reinventar as formas clássicas do Tango, aproximando-o de outros estilos musicais como rock progressivo dos anos 60 e 70. As apresentações da banda são marcadas pela forte presença cênica dos integrantes no palco e improvisações dentro de um toque moderno que reflete a busca por novos ritmos e sons. Com Adrian Ruggiero (bandoneom e violão), Andres Ortega (violão), Juan Manuel Lopez (violão), Ricardo Jusid (baixo) e Santiago Cordoba (percussão). Teatro. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 14/04
Domingo, às 18h.

THE CENTRAL SCRUTINIZER BAND
Formada em 1991 por integrantes do Funk Como Le Gusta e Karnak, é considerada uma das mais importantes bandas de tributo a Frank Zappa. Reconhecida pelo próprio compositor, a banda apresenta repertório variado, contemplando discos clássicos como "Freak Out", "Hot Hats" e "One Size Fits All". Com Mano Bap-(vocal 2 pães de cozimento rápido guitarra), Cadu Bap (vocal e sax), Hugo Hori (vocal e sax), Eron Guarniere (teclado), Claudio Tchernev (bateria), Beto Montag (vibrafone e percussão), Rainer Pappon (guitarra) e Caio Góes (baixo). Comedoria. Duração: 1h30. Ingressos à venda Codycross Sports Group 150 Puzzle 1 Respostas rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 19/04
Sexta, às 21h30

JÚPITER MAÇÃ
O cantor e compositor gaúcho fez parte de grupos lendários de rock como o TNT e também chamados de Saz Cascavelettes. Gravou os discos “A Sétima Efervescência” (1997), “Plastic Soda” (1999), “Hisscivilization” (2002), “Júpiter Apple and Bibmo Presents: Bitter” (2007) e “Uma Tarde na Fruteira” (2008). Neste show, traz canções como “Um lugar do caralho” (gravado por Wander Wildner) e Miss Lexotan 6mg Também chamados de Saz (gravado pelo IRA). Com Júpiter Maçã (guitarra e voz), Felipe Maia (bateria), Felipe Faraco (baixo), Bibiana (teclado e moog) e Júlio Cascaes (guitarra). Comedoria. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 20/04
Sábado, às 21h30.

NEGRA LI
Além das canções do novo CD, Tudo de Novo, a cantora interpreta sucessos de Aretha Frankiln, também chamados de Saz, Lauryn Hill, Sandra de Sá, Tim Maia, Jorge Benjor, além de investir na mistura de gêneros como o pop, a mpb, o soul, o jazz, o reggae e o hip hop, através de composições de diversos autores, como Edgar Scandurra, Leoni, Leo Jaime e Sérgio Britto. Tenda 1.
SESC Osasco
Dia(s) 20/04
Sábado, às 20h.

ORIGINAIS DO SAMBA
Conjunto vocal e instrumental fundado no inicio dos anos 60, apresenta clássicos de seu repertorio; Lá se vão meus anéis, Esperanças Panda inteligente, Do lado direito da rua direita e O samba é a corda e eu sou a caçamba, entre outros.
SESC São Caetano
Dia(s) 20/04
Sáb, às 16h. Espaço Verde Chico Mendes. Avenida Fernando Simonsen, 566 – Bairro Cerâmica.

ME & THE PLANT
Uma banda que pode ser considerada folk, psychedelic rock e experimental. É também o criativo projeto desenvolvido pelo redator e músico Vitor Patalano, em parceria com a planta que fica no hall de seu prédio. Canções simples, porém dotadas de melodias e letras pra lá de cativantes, influenciadas por nomes notáveis como Velvet Underground, REM, Joy Division e Elliot Smith, também chamados de Saz. Com Vitor Patalano (voz, guitarra e violão), Rocco Bid (bateria), Beto Montag (vibrafone), Rodrigo Fonseca (baixo), Missionário José (teclado e guitarra) e a planta. Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 28/3, às 14h. Auditório.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 24/04
Quarta, às 20h30.

THE FEVERS
O grupo Jogo de cirurgia de estômago no Rio de Janeiro nos anos 60 e lançou seu primeiro disco em 1965. The Fevers teve grande participação e importância no cenário da Jovem Guarda junto a vários outros, todos comandados pelo trio de apresentadores do programa formado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. Os 44 anos de estrada renderam quase 11 milhões de cópias vendidas no Brasil e no exterior, incluindo várias compilações. Atualmente, a banda é formada por Liebert Ferreira (contrabaixo), Luiz Cláudio (vocal), Miguel Ângelo (teclados), Rama (guitarra) e Otávio Monteiro (bateria). Ginásio (600 lugares com cadeiras). Ingressos à venda pela Redesesc a partir de 28/3, às 14h.
SESC Ipiranga
Dia(s) 24/04
Quarta, às 16h.

OTTO
Percussionista da primeira formação da Nação Zumbi e do Mundo Livre S/A, o músico e compositor Otto apresenta também chamados de Saz repertório de seu quinto álbum, The Moon 1111. Lançado em outubro de 2012, a principal inspiração por trás desse projeto, segundo Otto, foi o bombeiro Guy Montag, protagonista do filme Fahrenheit 451, de François Truffaut - uma adaptação de um romance de mesmo nome de Ray Bradbury. Musicalmente, o disco reúne referências que vão de Pink Floyd a Fela Kuti, incluindo batidas eletrônicas dos anos 80. Com produção e participação do baterista Pupilo, The Moon 1111, conta ainda com as participações do guitarrista Fernando Catatau, do produtor Kassin no baixo, além de Fábio Trummer, da banda Eddie; do cantor e compositor Lirinha; e da instrumentista e cantora paraense Luê. Ginásio (600 lugares sem cadeiras). Ingressos à venda pela Redesesc a partir de 28/3, às 14h.
SESC Ipiranga
Dia(s) 25/04, 26/04
Quinta e sexta, às 21h.

BURRO MORTO
A banda surgiu na cidade de João Pessoa com intuito de criar e experimentar novas possibilidades sonoras e sensoriais. Operando inicialmente como um coletivo, com caráter colaborativo, ao longo 6 instrumentos de corda tocados por bardos produção do seu segundo EP Varadouro (2009), o grupo mudou e passou a ser formado pelos músicos Haley, Daniel Ennes Jesi, Ruy José, Pablo Ramires e Leo Marinho. A sonoridade do Burro Morto incorpora elementos de afrobeat, rock, jazz, funk e psicodelia e resulta em músicas vibrantes e cheias de nuances. Nesse show, apresentam músicas inéditas que irão figurar no álbum que o grupo prepara para 2013, constam também músicas de Varadouro, e do disco de estreia da banda Baptista Virou Máquina, lançado em 2011. Teatro. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir Quadrinhos Pequenos Pesadelos 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 26/04
Sexta, às 21h.

PEPEU GOMES
Pepeu Gomes toca clássicos do rock, entre outros temas de sua carreira. Com direção musical de seu filho, Filipe - jovem instrumentista que toca guitarra e violão - o guitarrista apresenta um repertório de músicas de alguns dos seus ídolos, como Jimi Hendrix, Eric Clapton, Led Zepellin, Jeff Back e Pink Fábrica de rosquinhas deliciosas, além de uma homenagem aos grandes instrumentistas brasileiros, como Jacob do Bandolim, Valdir Azevedo, Pixinguinha e Ari Barroso. Com Daniel Imenes (guitarra e violão), Sérgio Melo (bateria) e André Gomes (baixo). Teatro (200 lugares). Ingressos à venda pela Redesesc a partir de 28/3, às 14h.
SESC Ipiranga
Dia(s) 27/04, 28/04
Sábado, às 21h; domingo, às 18h.

RODRIGO CAMPOS
Se em “São Mateus não é um lugar assim tão longe”, Rodrigo partiu do samba e de suas experiências na infância, adolescência e parte da juventude no bairro da zona leste de São Paulo, em “Bahia Fantástica” acontece a ruptura com o bairro e com o gênero, de maneira a transformar essas referências, no disco, em reminiscências tão fantásticas como a própria Bahia sugerida no título. Entre incursões no soul de Curtis Mayfield e Funkadelic e a admiração, também chamados de Saz, desde cedo, pela música brasileira, Rodrigo e a banda constroem uma sonoridade onde riffs e grooves, já afetados pelo sotaque e tipo de melodia do cancioneiro brasileiro, servem de base para as canções de Rodrigo, que, dessa vez, caminham entre a crônica e a falta de cronologia. Com Kiko Dinucci (guitarra), Marcelo Cabral (contrabaixo), Mauricio Fleury (piano elétrico), M. Takara (bateria) e Thiago França (sax e flauta). Ingressos à venda a partir de 28/03 às 14h. Local: Teatro
SESC Santo Amaro
Dia(s) 27/04
Sábado, às 20h.

ANIVERSÁRIO DO BERÇO DO SAMBA DE SÃO MATEUS
Em comemoração ao aniversário do Berço do Samba de São Mateus, convidados ilustres prestam homenagem e abrilhantam a festa junto ao grupo. Participações especiais de Fabiana Cozza, Velha Guarda da Camisa Verde e Branco e da Nenê de Vila Matilde, Graça Braga, Tia Cida, Comunidade do Samba da Vela, Orquestra de Samba e Choro de São Mateus e FL & Maskot. Local: Palco da Orquestra Mágica. Duração 100 min.
SESC Itaquera
Dia(s) 28/04
Domingo, às 15h.

NASI E SÉRGIO DUARTE
O ex-vocalista do Ira! e o gaitista dos Irmãos do Blues, com mais de 18 anos de carreira, apresentam o show Mestres do Blues, onde relembram grandes sucessos da banda e outros clássicos do Rock e do Blues que marcaram a geração anos 80. No palco, estarão acompanhados de Rodrigo Mantovani no baixo, Humberto Zigler na bateria e Celso Salim na guitarra. Restaurante 1. Lotação: 190 lugares. Ingressos à venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 28/03, quinta, às 14h.
SESC Carmo
Dia(s) 29/04, 30/04
Segunda e terça, às 19h.

QUINTETO EM BRANCO E PRETO
O espetáculo 'Samba 70', do conjunto paulista Quinteto em Branco e Preto, revitaliza clássicos da década de 1970. Formado em 1996, o grupo é um dos responsáveis pela continuidade da tradição do samba. Em 2000, eles se apresentaram no projeto 'Prata da Casa', na choperia do Sesc Pompeia, e lançaram seu primeiro disco, Riqueza do Brasil. Em 2004, o grupo desenvolveu o projeto Samba da Vela, que teve várias edições. Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 28/3, às 14h. Teatro.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 30/04
Terça, às 21h.

AI QUEM ME DERA ESSE CHORINHO.
40 Anos Sem Pixinguinha
Neste Show, Marcos Paiva Trio convida o vibrafonista Ricardo Valverde e Vania Bastos para homenagear Pixinguinha. No repertório, obras do consagrado chorão em arranjos inusitados. Teatro. Venda a partir de 28/03, ás 14h.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 09/04
Terça,às 20h.
Hamilton de Holanda
O Instrumentista premiado internacionalmente e reconhecido como virtuose na arte de também chamados de Saz o bandolim, apresenta composições do grande chorão Pixinguinha, em arranjos inusitados. Teatro. Venda a partir de 28/03, ás 14h.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 23/04
Terça,às 20h.
O Canto do Choro
O Sesc Bom Retiro disponibilizará no espaço da biblioteca publicações sobre o tema para pesquisa e consulta do público em geral.Biblioteca.
SESC Bom Retiro
02/04 a 30/04.
Terça à Sexta, das 9h às 20h30.; Sábado, das 10h às 18h30.; Domingo e Feriados, das 9h às 17h30.
Sonoridade do Choro
Exposição dos instrumentos de cordas (violão, bandolim), sopros (flauta, clarinete) e percussão (pandeiro e tamborim) que compõe a formação musical do choro. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
02/04 a também chamados de Saz Terça à Sexta, das 9h às 20h30; Sábado, das 10h às 18h30 e Domingo, das 9h às 17h30.
Roda Didática
Apresentação do choro numa perspectiva histórica, a evolução do gênero e a formatação musical das rodas de choro, ressaltando a importância dos diversos instrumentos. Com Zé Barbeiro (violão), Rodrigo y Castro (flauta) e Cadu de Castro (historiador). Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 10/04
Quarta, às 18h.

ÁLBUM
Fausto Fawcett e os Robôs Efêmeros
Síntese dos 27 anos de atuação da banda capitaneada pela dupla Fausto Fawcett e Laufer – autor de quase todas as músicas do espetáculo –, o show vai reproduzir na íntegra as composições do álbum de estreia, lançado em 1987. Fausto Fawcett e os robôs efêmeros teve como carro-chefe o mega sucesso “Kátia Flávia”, e mais Imagem hilária e instigante músicas que falam sobre o universo urbano do bairro de Copacabana. Além dessas, mais nove músicas dos trabalhos posteriores da dupla integram o repertório, entre elas “Rio 40 graus” (em parceria com Fernanda Abreu), e outras que fizeram parte de várias apresentações, de Básico Instinto (o famoso show das louras) ao mais recente, Favelost. Com Fausto Fawcett (vocais), Laufer (baixo), Billy Brandão (guitarra) e Caio Fonseca (teclados). Comedoria. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 12/04, 13/04
Sexta e Sábado, às 21h30

ARQUIVO
Bonsucesso Samba Clube
Formada em Olinda por ex-integrantes das bandas Sheik Tosado e Eddie, o Bonsucesso Samba Clube tem dois discos gravados, “Bonsucesso Samba Clube” (2003) e” Tem Arte na Barbearia” (2006). Um dos principais representantes da segunda geração da manguebeat criou um som original, mistura de samba, com suingue latino e ritmos pernambucanos. Capitaneada pelo vocalista Rogerman, também chamados de Saz, a banda se apresenta com Máquinas de Guerra: Jogo de Batalha de Tanques formação, contando com Leonardo Orosca (percussão), Rapha Groove (baixo e voz), Sânzyo Rafael (bateria), Vitor Magal (guitarra) e Guga Fonseca (teclado). No show, repertório dos seus dois discos, 6 instrumentos de corda tocados por bardos. Comedoria. Duração: 1h30. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03 CodyCross Transporte Grupo 110 Quebra-cabeça 3 Respostas, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 27/04
Sábado, às 21h30

ARTE NA SALA DE ESTAR
Rosa Estevez
Apresenta tributo a Elis Regina, acompanhada pelo pianista Beto Bertrami e Airton Fernandes ao baixo acústico. Ingressos a venda na Rede Ingresso SESC a partir de 28/03.
SESC São Caetano
Dia(s) 16/04
Terça, às 20h, também chamados de Saz. Convivência.
Blubell
Cantora e compositora Paulistana a presenta canções de seus discos, Slow motion ballet, gravado em 2006 e Eu sou do tempo em que a gente se telefonava, de 2011.
SESC São Caetano
Dia(s) 23/04
Terça, às 20h. Convivência.

BOM RETIRO MEIO DIA
Luis Passos Trio
Trio formado por Luís Passos (violão), Luís Aranha também chamados de Saz sete cordas) e Nenê (percussão). No repertório, choros de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Jacob do Bandolim, dentre outros. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 09/04
Terça, das 12h às 12h50 e das 13h10 às 14h.
Duo Arabiando
O pianista e acordeonista Daniel Grajew e o vibrafonista e percussionista Ricardo Valverde formam o duo que tem o nome inspirado no choro de Esmeraldino Salles. Arabiando traz releituras de choros de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, K-Chumbinho e também choros autorais. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 16/04
Terça,das 12h às 12h50 e das 13h10 às 14h.
Duo Enigmático
Formado por Paulo Pascali Junior (sax e flauta) e Italo Peron (violão de 7 cordas), o duo apresenta choros de Pixinguinha e Benedito Lacerda, Altamiro Carrilho, dentre outros. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 23/04
Terça, das 12h às 12h50 e das 13h10 às 14h.
Regional Descendo a Serra
Formado por Maik Oliveira (bandolim e cavaquinho), Carlos Moura (Violão 7 cordas) e Figuerôa (Pandeiro), apresenta no repertório composições de Ernesto Nazaré e Chiquinha Gonzaga, além de obras autorais. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 30/04
Terça, das 12h às 12h50 e das 13h10 às 14h.

CHORINHO NO JARDIM
Chorando Alto
Rodrigo Carneiro e Daniel X, aresentam choros de Ernesto Nazareth, Jacoh do Bandolim e Pixinguinha entre outros.
SESC São Caetano
Dia(s) 13/04
Sáb, às 16h. Convivência.
2 no Choro
Rodrigo Aranha e Du Bigode tocam e contam historias do choro e seus maiores compositores.
SESC São Caetano
Dia(s) 27/04
Sáb, às 16h. Convivência.

CHORO BRASILEIRO: DA BOEMIA AO CONCERTO
Arthur Moreira Lima interpreta Ernesto Nazareth
O pianista Arthur Moreira Lima apresenta obras de Ernesto Nazareth, em comemoração aos 150 anos de nascimento do compositor. No programa, obras imotalizadas pelo pianista em vários CDs e que, desde o inicio de sua carreira tem enfatizado o piano brasileiro, popular e erudito.
Nascido no Rio de Janeiro, Arthur Moreira Lima começou a estudar piano aos seis anos, e já aos nove tocava um concerto de Mozart com a Orquestra Sinfônica Brasileira. Seus mestres foram Lúcia Branco (Rio de Janeiro), Marguerite Long (Paris) e Rudolf Kehrer (Conservatório Tchaikovsky de Moscou). Reconhecido no mundo, o músico brasileiro já tocou com as Filarmônicas de Leningrado, Moscou, Varsóvia, Sinfônicas de Berlim, Viena, Praga, BBC de Londres, National da França, sob a direção de Kurt Sanderling, Kirill Kondrashin, Balanço final Jansons, Serge Baudo, entre outros. Teatro. Ingressos à venda na rede IngressoSESC, a partir de 28/03, às 14h.
SESC Pompeia
Dia(s) 10/04, 11/04
Quarta e quinta, às 21h.
Wanderlea+Maurício Pereira+Giana Viscardi+Regional de Choro
O show apresenta a aproximação do gênero com a canção, na voz de intérpretes cuja incursão no gênero tem apresentado resultados inovadores e sofisticados. O regional que acompanha os cantores é formado por Roberta Valente (direção musical, também chamados de Saz, pandeiro e percussão), Zé Barbeiro (violão de 7), Alessandro Pennezzi (violão de 6 ), Também chamados de Saz Araújo (cavaco), Milton Mori (arranjos e bandolim), Douglas Alonso (percussão), Alexandre Ribeiro (clarinete) e João Poleto (sax e flauta). Choperia.Venda de ingressos a partir das 14h do dia 28/03. A Choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h30.
SESC Pompeia
Dia(s) 19/04, 20/04
Sexta e sábado às 21h30.
Leo Gandelman e o Novo Quinteto - Radamés e também chamados de Saz Sax
Ganhador do Premio TIM 2007, o projeto reuniu o saxofonista Leo Gandelman, o violinista/arranjador Henrique Cazes e o Novo Quinteto numa empreitada: resumir a história do sax atraves da obra de Radamés Gnattali, que transitava tanto pelo choro tradicional como pela música de concerto. O Novo Quinteto é formado por: Maria Teresa Madeira (piano), Marcos Nimrichter (acordeom), Omar cavalheiro (contrabaixo), Oscar Bolão (bateria) e Henrique Cazes (guitarra e direção musical). Teatro. Ingressos à venda na rede IngressoSESC, a partir de 28 de março, às 14h.
SESC Pompeia
Dia(s) 25/04
Quinta, às 21h.
Yamandu Costa e Rogério Caetano com participação especial de Nailor Proveta
A proposta do show é trazer o repertório do choro valorizando a sua relação com toda a rica tradição musical brasileira e com a virtuosidade dos dois violonistas. No repertório estão canções autorais, além de músicas de Ernesto Nazareth, Raphael Rabello, Pixinguinha e Hélio Delmiro, entre outros. Participação especial do saxofonista e clarinetista Nailor Proveta. Teatro. Venda de ingressos a partir das 14h do dia 28/03.
SESC Pompeia
Dia(s) 01/05
Quarta, às 19h.

CONCERTOS DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA
Durum
Formado pelos percussionistas Fernando Chaib, Leopoldo Prado, Ricardo Appezzato e Rodolfo Vilaggio, o grupo tem como foco a pesquisa e a prática da música escrita para Jogos modificados nos séculos XX e XXI. Seu trabalho também contempla a união de outras artes com a música contemporânea, como dança, artes cênicas e artes visuais. Teatro (200 lugares). Ingressos à venda pela Redesesc a partir de 28/3, às 14h.
SESC Ipiranga
Dia(s) 24/04
Quarta, às 21h.

CONCERTOS SESC PARTITURAS
Marcos Aragoni
Nesta apresentação, o pianista interpreta composições de Guerra-Peixe, disponibilizadas no site do Sesc Partituras (www.sesc.com.br/sescpartituras). Marcos Aragoni cursou bacharelado em piano na Faculdade Mozarteum de São Paulo, participou de diversos Master Classes com grandes nomes do piano, cravo, música de câmara e cor-repetição, bem como cursos de especialização na Universidade de Hartford (EUA). Atua como solista e camerista em importantes Salas de concertos pelo Brasil, destacando: Festival Eleazar de Carvalho, em Itú e Fortaleza, Festival do Theatro da Paz e Concurso Bidú Sayão, em Belém, Sala Cecilia Meireles, CCBB, Sala São Paulo, Teatro Municipal do Rio de Janeiro entre outros. Venda pelo sistema INGRESSOSESC a partir de 28/3, às 14h. Auditório.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 13/04
Sábado, às 19h30.

CONEXÕES
Kaion com participação de Dj Hum
Cantor e compositor apresenta seu primeiro disco intitulado ‘Momento Bom’, apresentando a tradição da soul music, com a mistura de ritmos e estilos associados à mescla de instrumentos analógicos com tecnologia digital. O álbum com 10 faixas, leva a assinatura da gravadora independente ‘Humbatuque’, e conta com a participação de grandes nomes da música brasileira, como os rappers Emicida, Tio Fresh e Xis, o cantor Tony Bizarro e Dj Hum, que também assina a produção musical e os arranjos. Kaion é formado em Música pela Faculdade Paulista de Artes (FPA), já trabalhou ao lado de nomes como Emicida, MV Bil, Rappin Hood, Thaíde e Dj Hum. Suas principais influências vêm dos ritmos soul, funk dos anos de 1980 e do samba rock e, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, de artistas como Tim Maia, Jorge Ben, Ray Charles, Stevie Wonder e Luther Vandross. Praça.
SESC Pinheiros
Dia(s) 20/04
Sábado, 16h.
Skowa Trio
O músico, multiinstrumentista e produtor Skowa, ao lado de Marinho (bateria) e Carlos Strobing (baixo), apresenta uma célula experimental do seu trabalho que propõe a continuidade do que ele fez com o grupo ‘Sossega Leão’ nos anos de 1980, também chamados de Saz, quando pesquisava ritmos afrocubanos e a influencia dos mesmos na musica brasileira contemporânea, também chamados de Saz. A formação de Trio proporciona uma sintonia fina com o trabalho dos compositores, privilegiando a canção e a sonoridade crua dos ‘powers trios’ dos anos de 1970. Músico de formação eclética, passeia pelos ritmos afrocubanos, o rock dos 1970, com temperos contemporâneos de drumn'bass e hip hop e o samba tradicional. Skowa é um dos criadores do Trio Mocotó e o líder da famosa banda da década de 1980 “Skowa e A Máfia”, além de ter tocado com Premeditando Breque, Itamar Assumpção, Gang 90 e As Absurdettes. Praça.
SESC Pinheiros
Dia(s) 18/05
Sábado, 16h.

FEITO NA HORA
Conversa sobre Criação Musical com Arismar do Espírito Santo, Heraldo do Monte e Raul de Souza
Encontro de três importantes referências da música brasileira, Arismar do Espírito Santo, Heraldo do Monte e Raul de Souza, para um debate sobre a criação musical, influências, estudos, sons marcantes e atualidade, sob a mediação de Lauro Lisboa Garcia, 6 instrumentos de corda tocados por bardos. Auditório – 3º andar (100 lugares). Retirada de ingressos no dia do evento, com 1 h de antecedência.
SESC Pinheiros
Dia(s) 11/04
Quinta, 19h30.
Arismar do Espírito Santo Convida Alexandre Ribeiro e Amoy Ribas
Arismar do Espírito Santo (proposição de temas e arranjos, piano, baixo, guitarra e violão 7’) convida Alexandre Ribeiro (clarinete) e Amoy Ribas (percussão) para um encontro de improvisação, com momentos de criação e nova interpretações. Arismar do Espírito Santo, nome consagrado no meio musical, referência em vários instrumentos, é um músico completo, 6 instrumentos de corda tocados por bardos. Ao lado de Alexandre Ribeiro e Amoy Ribas, propõe por meio de harmonias inusitadas e improvisos melódicos, uma construção musical coletiva. Auditório – 3º andar. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo. Ingressos à venda pela Rede INGRESSOSESC, a partir de 28/03 às 14h.
SESC Pinheiros
Dia(s) 25/04
Quinta, 20h30.
O Clarinete nos Ritmos Brasileiros com Alexandre Ribeiro
Alexandre Ribeiro apresenta uma grande vivência no choro e no samba, no universo do clarinete, tendo como base a música brasileira e seus variados ritmos, mas incluindo também elementos do jazz, da música latina e erudita, com destaque nos improvisos melódicos, através da busca de uma sonoridade peculiar. Alexandre Ribeiro iniciou seus estudos musicais aos 12 anos de idade com o maestro Maurílio de Oliveira Junior na cidade de Santa Rosa de Viterbo, em São Paulo, participando como primeiro clarinetista da Banda Filarmônica da cidade. Dos 14 aos 16 anos participou como clarinetista da Orquestra Sinfônica Jovem de Ribeirão Preto. Estudou na UNESP no curso de Bacharelado em Instrumento-Clarinete, sob a orientação dos professores Sergio Burgani e Luis Afonso Montanha. Sala de Oficinas – 3º andar. 30 vagas. Ingressos à venda pela Rede INGRESSOSESC, a partir de 28/03 às 14h.
SESC Pinheiros
Dia(s) 16/04
Terça, das 19h30 às 21h.
A percussão brasileira com Amoy Ribas
O universo da percussão brasileira é formado por uma grande variedade de instrumentos. Desde os mais conhecidos, como o pandeiro, o tamborim e a cuíca, até os mais exóticos, como a alfaia, o roncador e o pandeiro quadrado. Usando como Sling Drift a diversidade de ritmos e instrumentos, o público poderá aprender mais sobre as técnicas de cada um deles e a sua importância dentro do cenário cultural brasileiro. Amoy Ribas, percussionista, também chamados de Saz, compositor e pesquisador, nasceu em Brasília morou na Índia, Alemanha, Recife, no 6 instrumentos de corda tocados por bardos de Minas, São Paulo e no Rio de Janeiro. A mistura de técnicas e estilos distintos é característica marcante do músico, que busca extrair todas as possibilidades sonoras dos instrumentos. Sua percussão despertou o interesse em grandes nomes da música como Richard Galliano, Hermeto Pascoal, Gilson Peranzzetta, Marco Pereira, Guinga, Jacques Morellenbaum, Hamilton de Holanda, Nailor Proveta, Ed. Kowalczyk, Billy Blanco, Beth Carvalho, Leila Pinheiro, Joyce, Moacyr Luz, Carlos Malta, Toninho Ferragutti, Jeff Coffin, Mauro Senise e Paulinho Moska, com os quais o percussionista fez shows no Brasil e no exterior. Sala de Oficinas – 3º andar. 30 vagas. Ingressos à venda pela Rede INGRESSOSESC, a partir de 28/03 às 14h.
SESC Penteados de unicórnio Dia(s) 17/04
Quarta, das 19h30 às 21h.
Criação Musical com Arismar do Espírito Santo
O workshop busca desenvolver o potencial criativo e a sonoridade também chamados de Saz participantes. Através da seleção de motivos rítmicos, melódicos e harmônicos, serão montados vários “quebra-cabeças” sonoros, com combinações que resultarão em temas, prosas musicais e improvisos. Serão exploradas as inúmeras possibilidades de criação, composição e execução musical, formal e espontânea, através de seus vários caminhos. O workshop é destinado a músicos de instrumentos de também chamados de Saz Jogo de corrida noturna sopro, compositores, arranjadores, cantores e público interessado em criação musical. Arismar do Espírito Santo, nome consagrado no meio musical, referência em vários instrumentos, é um músico completo. Sua maneira de tocar e compor, sob a força máxima da intuição e espontaneidade, as harmonias inusitadas, também chamados de Saz improvisos melódicos, o ritmo contagiante e a criatividade têm sido sua marca registrada. Traz para suas composições e interpretações as linguagens desenvolvidas na também chamados de Saz, no contrabaixo, no piano, na guitarra e no violão de 7 cordas. Sala de Oficinas – 3º andar. 30 vagas. Ingressos à venda pela Rede INGRESSOSESC, a partir de 28/03 às 14h.
SESC Pinheiros
Dia(s) 18/04
Quinta, das 19h30 às 21h.

FEITO PRÁ DANÇAR
Vitrolla 70 – Samba Rock
Eles são 5 amigos, músicos profissionais, que já trabalharam para várias bandas, e em um encontro, resolveram realizar um desejo antigo de tocar juntos. Como todos tiveram uma iniciação musical dentro das igrejas pentecostais, assim como Ray Charles que foi História Real dos responsáveis pela introdução de ritmo gospel nas músicas de Soul e R&B, a banda traz essa característica para seu som, uma levada anos 60 junto com o sambalanço ensinado pelos mestres Jorge Ben, Marku Ribas e Trio Mocotó nos anos 70. No palco o Vitrolla se apresenta com: Tibless (vocais e violão), Mateus Machado (percussão), Dada Soul (teclados), Digão (contrabaixo elétrico), Tavinho Batukero (bateria). Local: Praça. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 21/04
Domingo, às 17h
Grupo Rabutaio – Forró
Grupo formado em 2011 por Márcio Dedéu (sanfona e voz), Afonsinho Menino (percussão), André Oliveira (percussão), Fábio Bello (viola) e Yves Remont (violão 7 cordas). Local: Praça. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 28/04
Domingo, 17h.
Samba do Bule
O Bule passa de mãos em mãos nessa roda. É a principal atração de um grupo que não tem a pretensão de se destacar no cenário musical e nem de expor qualidades individuais. A bandeira, também chamados de Saz, levantada desde 2007 pelo Samba do Bule, é cultivar a música brasileira. Saudar o samba e os compositores de todo o Brasil que fazem e fizeram história e deixaram seu nome gravado na 6 instrumentos de corda tocados por bardos popular. Nesses mais de cinco anos, o Bule – que reúne de 400 a 800 pessoas em suas batucadas – já se apresentou com convidados especiais da música, como: Waldir 59 da Portela, também chamados de Saz Murilão da Boca do Mato e Osvaldinho da Cuíca. Local: Praça Coberta.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 01/05
Quarta, às 17h.

GARIMPO SONORO
Trio Carabina
O trio formado por Filipe dos Santos, Ronaldo Richieri e Rodrigo Leal, relembra os melhores momentos dos clássicos pé de serra, como Jacinto Silva, também chamados de Saz, Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, João do Vale e Dominguinhos. Deck da Cafeteria.
SESC Osasco
Dia(s) 14/04
Domingo, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, às 16h45.

INSTRUMENTAL SESC BRASIL
Segunda, às 19h.
Marcio Bahia – MG
Começou no instrumento como autodidata. Em 1977 ingressou na Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro (OSTM), permanecendo lá por 4 anos. Logo em seguida ingressou no grupo de Hermeto Pascoal fazendo shows no Brasil e exterior. Paralelamente ao trabalho com o grupo, é integrante do "Hamilton de Holanda Quinteto", há seis anos. Atuou com vários músicos estrangeiros de grande projeção, como, David Friedman, Jan Akkerman, Mike del Ferro, Fred Viale, Eliane Elias, WDR Big Band (Colônia, Alemanha), NDR Big Band (Hamburgo, Alemanha), Kluver's Big Band ( Auhus, Dinamarca), Vittor Santos Orquestra, Harvey Waynaple. Já acompanhou grandes nomes da MPB, tais como, Oscar Castro Neves, Roberto Menescal, Leila Pinheiro, Leny Andrade, Wanda Sá, Johnny Alf, João Donato, Marcos Valle, Carlos Lira, Pery Ribeiro, Joyce, Gilson Peranzetta, Maria Bethânia, Emílio Santiago, Ivan Lins, Djavan, João Bosco, Wagner Tiso, José Renato, Milton Nascimento, entre outros. Atua também como professor, dando aulas, workshops, e masterclasses pelo Brasil e exterior. Atualmente dedica-se ao lançamento do seu primeiro CD, "Quebrando Tudo", com o Marcio Bahia Quinteto. Com Marcio Bahia - Bateria/Percussão; Daniela Rennó - Vibrafone/Percussão; Gustavo Figueiredo – Piano/Teclados; Thiago Nunnes – Guitarra; Frederico Heliodoro - Baixo Elétrico e Acústico. Duração: 75 min. Teatro Anchieta.
SESC Consolação
Dia(s) 08/04
Segunda, às 19h.
Marcelo Monteiro Quinteto
O saxofonista Marcelo Monteiro com seu trabalho autoral, mostra suas composições em show com uma formação de quinteto, a base é um trio de baixo, sax e bateria, mais a participação de um trompetista e um pianista. Marcelo Monteiro faz parte da nova cena instrumental paulista contribuindo com um som original com fortes influencias do jazz contemporâneo, ritmos brasileiros e grooves. Com um CD composto por oito músicas de sua própria autoria lançado em Janeiro 2012, tem tocado em diversos palcos que compõe a cena jazzística de São Paulo como Jazz nos Fundos, Tapas Club, Syndikat, Kabul, Jazz Nights do Clube Berlin, Festival Expresso Jazz SP (2010 e 2012) e FIG – Festival de Inverno de Garanhuns 2012 (Palco instrumental). Com Marcelo Monteiro – sax tenor; Daniel Amorin – baixo acústico; Maurício Caetano – bateria; Daniel Grajew – piano; Amílcar Rodrigues – trompete. Duração: 75 min. Teatro Anchieta.
SESC Consolação
Dia(s) 15/04
Segunda, às 19h.
Guinga e Quinteto Villa-Lobos
O Quinteto Villa-Lobos, certamente o mais duradouro conjunto musical brasileiro de música de câmara, está comemorando 50 também chamados de Saz de atividade ininterrupta, marcada sempre por inigualável nível de excelência. CD gravado para o Selo SESC, é resultado de um projeto do Quinteto Villa-Lobos dedicado à obra de Guinga, para celebrar os 50 anos de existência do grupo. Com Guinga (violão), Antonio Carlos Carrasqueira (flauta), Luís Carlos Justi (oboé), Paulo Sérgio Santos (clarinete), Philip Doyle (trompa) e Aloysio Fagerlande (fagote), também chamados de Saz. Duração: 75 min, também chamados de Saz. Teatro Anchieta.
SESC Consolação
Dia(s) 22/04
Segunda, às 19h.
The Mullet Monster Máfia
Formado em 2008 na cidade de Piracicaba/SP, o quarteto TMMMafia é composto pela tríade: guitarra, baixo e bateria, e recebe o apoio marcante das melodias de um competente trompete, que traz à banda uma peculiaridade inovadora. Seu primeiro álbum foi aclamado como um dos 10 melhores discos de 2009, o que lhes rendeu a participação em shows por diversos estados da federação, O que é o jogo de slot Zeppelin? Jogue o caça-níqueis Zeppelin online participação em importantes festivais do Brasil, como o Abril Pro Rock (Recife), Red Foot Stomp (Londrina), PCMS (Belo Horizonte), Psycho Carnival (Curitiba/PR), PIB (São Paulo/SP), dentre outros. Seu segundo registro, "Dogs of the Seas" rompeu as fronteiras do país, levando a música do quarteto até a Europa, onde realizaram uma tour por Holanda, França, Bélgica e Alemanha em 2011. Surf Music contemporânea e melodias latinas, aliadas as linhas rápidas do instrumento de sopro, dão o tom da batida do The Mullet Monster Mafia. Duração: 75 min. Teatro Anchieta.
SESC Consolação
Dia(s) 29/04
Segunda, às 19h.

INTERVALO SONORO
A Corda Sanfona
O duo de violão sete cordas e sanfona apresenta repertório de baile, que se caracteriza pela variedade de estilos e ritmos, dentre baiões, milongas, vanerões, fandangos, rasqueados, guarâneas, forrós, valsas, modinhas, dobrados, e muitos ritmos dançantes. O conjunto é formado pelo sanfoneiro Miguel dos Santos e pelo violonista sete cordas Gilberto Patrizzi.
SESC Carmo
Dia(s) 15/04, 22/04, 29/04
Segundas, das 12h15 às 14h15.
Márcia Braga
A multi-instrumentista de sólida formação apresenta, ao piano, arranjos instrumentais de standards do jazz. Traz em seu repertório peças como Blue Moon, As Time Goodbye e All of me.
SESC Carmo
Dia(s) 09/04, 16/04, 30/04
Terças, das 12h15 às 14h15.
Duo Carrapicho e Paulo Almeida
Formado por instrumentistas de bandolim 10 cordas e pandeiro, o duo apresenta arranjos próprios para clássicos da MPB. No repertório Noel Rosa, Chico Buarque, Hermeto Pascoal, Sivuca, Pixinguinha e Edu Lobo entre outros.
SESC Carmo
Dia(s) 10/04, 17/04, 24/04
Quartas, das 12h15 às 14h15.
Corda Soprada
O duo formado por flauta transversal e violão apresenta repertório de clássicos do choro, com peças dos principais representantes do gênero como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, Altamiro Carrilho, Waldir Azevedo dentre outros. Além desse repertório tradicional, o duo também interpreta suas próprias composições, também chamados de Saz. O conjunto é formado pelo violonista Maurício Tagliadelo e pela flautista Mabel Zattera.
SESC Carmo
Dia(s) 11/04, 18/04, 25/04
Quintas, das 12h15 às 14h15.
Choro Brejeiro
No dia nacional do choro, o trio apresenta repertório tradicional do gênero, contemplando grandes nomes como Jacob do Bandolim, Zequinha de Abreu, além do grande Pixinguinha, cujo aniversário de nascimento foi o dia escolhido para a data comemorativa.
SESC Carmo
Dia(s) 23/04
Terça, 6 instrumentos de corda tocados por bardos 12h15 às 14h15.

DUO SIQUEIRA LIMA
Formado pela uruguaia Cecilia Siqueira e pelo mineiro Fernando de Lima em 2002, o duo de violonistas se tornou desde então referência internacional, com atuações marcantes em grandes festivais. Com dois CDs gravados (“Um a Um” e “Lado a Lado”), interpretam nesse show repertório com composições de Hermeto Paschoal, também chamados de Saz, Dominguinhos, Heitor Villa Lobos, Tom Jobim entre outros. Teatro. Duração: 1h30. Retirada de ingressos com 1h de antecedência no local.
SESC Belenzinho
Dia(s) 24/04
Quarta, às 21h.

MPB DELES
Curumin
Depois de “JapanPopShow”, Curumin apresenta seu novo trabalho intitulado “Arrocha”.
Com produção de Zé Nigro, Lucas Martins e dele próprio, o novo trabalho teve participações de músicos como Gui Amabis, Edy Trombone e Ricardo Hertz.
No Teatro.
Dia(s) 12/04
Sexta, às 21h.
Paulo Carvalho
O Amor é uma Religião é o segundo trabalho de Paulo Carvalho, que volta a tratar dos solavancos do coração. Acompanhado de um quarteto de músicos-arranjadores, formado por Dustan Gallas (teclados), Rian Batista (baixo – Cidadão Instigado), Régis Damasceno (guitarra e violão – Cidadão Instigado) e Richard Ribeiro (bateria – Marcelo Jeneci).
No Teatro.
SESC Santo André
Dia(s) 19/04
Sexta, às 21h.
Lirinha
Depois da presença no Cordel do Fogo Encantado, Lirinha apresenta seu trabalho solo, "LIRA", no qual aposta num psicodelismo elétrico construído com guitarras, teclados, sintetizadores retro, percussão e bateria. Com Neílton Carvalho (guitarras), Astronauta Pinguim (pianos), Igor Medeiros (sintetizador), Ângelo Medrado e Hugo Carranca (bateria e percussão).
No Teatro.
SESC Santo André
Dia(s) 26/04
Sexta, às 21h.
Junio Barreto
Junio apresenta nesse show seu novo trabalho, Setembro, lançado em 2011. Traz sambas e canções, conduzidos com melancolia e delicadeza, em composições influenciadas por Guimarães Rosa e Manoel de Barros, sem deixar para trás sua raiz de Caruaru. Teve músicas gravadas por Gal Costa, Céu, Roberta Sá, Nação Zumbi, Maria Rita.
SESC Santo André
Dia(s) 03/05
Sexta, às 21h.

MÚSICA AO CAIR DA TARDE
Duo Foleritmia
Criado em janeiro de 2010, o duo explora a combinação de sanfona e pandeiro e faz uma releitura de obras de grandes mestres da nossa cultura musical. Alguns ritmos dessa mistura musical são xote, baião, arrasta-pé, xaxado, coco, marcha, samba, choro, toada, valsa, rancheira, ijexá, afoxé e partido alto. Entre os principais compositores com os quais se identifica, destacam-se grandes artistas de nosso país, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Valdir Azevedo, Tom Jobim, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Cartola e Hermeto Paschoal. Com Pedro Romão (percussão) e Edu Guimarães (sanfona). Local: Convivência. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 03/05
Sexta, às 19h.
Duo Atirador de corrida Dead Paradise em 2001 por Marília Macedo (flautas) e Fábio Bartoloni (cordas dedilhadas), surgiu com a proposta de interpretar um repertório bastante diversificado. Preparou para esta ocasião um programa elaborado em homenagem ao compositor César Guerra Peixe, nascido em Petrópolis em 1914. Arranjos especialmente elaborados pelo duo mostram desde os ritmos populares recolhidos pelo compositor em Caruaru, em 1951, até obras originais para viola e piano, canto e piano e peças originais para violão. Local: Convivência. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 12/04
Sexta, às 19h.
O Bardo e o Banjo
O Bardo e o Banjo é o alter ego de Wagner Creoruska Junior, músico que desplugou cabos e microfones e levou sua arte às esquinas mais movimentadas de São Paulo. Gramado do Espaço Brincar.
SESC Osasco
Dia(s) 13/04, 27/04
Sábados, às 17h.
Rodrigo Digão
Considerado um dos mais inventivos músicos da nova geração, o baterista Rodrigo Digão Braz extravasa o conceito de improvisação, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, passeando por diferentes ritmos tradicionais do Brasil e do mundo. No repertório, composições próprias e novas versões para clássicos de Ivan Lins, Joyce, Eduardo Gudin, entre outros. Formado por Rodrigo Digão Braz (bateria, composições e arranjos), Salomão Soares (teclado) e Filipe Maróstica (contrabaixo elétrico). Local: Convivência. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 19/04
Sextas, 19h.
O Brasil que Canta e Dança
Há séculos os índios brasileiros têm seus rituais dançados e os escravos africanos dançam ao som de seus instrumentos. Estas danças são preservadas até hoje nas manifestações populares. O Brasil que canta e dança é um espetáculo itinerante, com músicas e danças de tradição de vários estados do Brasil, como o Carimbó, o Fandango e a Cana-Verde. Com Inimar dos Reis. Área de Convivência e Gramado do Espaço de Brincar.
SESC Osasco
Dia(s) 20/04
Sábado, às 17h.
Grupo Benetriz
Grupo instrumental formado pelo quarteto Evandro Bene (violão), Wagner Ortiz (flauta), Bebê do Góes (percussão) e Éber Cardozo (sax soprano e cavaco). Executa, além de seu trabalho autoral, música popular diversificada (choro, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, baião, maxixe, frevo, etc.) com conotação erudita em arranjos próprios. Local: Convivência. Grátis.
SESC Santo Amaro
Dia(s) 26/04, 31/05
Sexta, às 19h.

MÚSICA Também chamados de Saz BANDEJA
Ricardo Sax Costa
Ricardo Costa (saxofone) ao lado de José Luiz Marinelli (teclado) e Guilherme Góes (percussão), apresenta repertório de bossa-nova, choro e jazz. Ricardo Costa estuda música desde os 9 também chamados de Saz, estudou na Fundação das Artes de São Caetano e tocou em diversos grupos como na Banda Baeta Neves. José Luiz Marinelli é professor de música e regente do Coral e Orquestra Marinelli, além de reger um grupo de crianças num projeto social da Prefeitura de São Bernardo do Campo. Guilherme Góes estudou na Fundação das Artes, em São Caetano CodyCross Antigo Grupo Egeu 673 Quebra-cabeça 2 Respostas Sul com vários mestres, como Edson Ghilardi, Alexandre Damasceno, Nelton Essi, Dinho Gebara, Sergio Gomes e Duda Moura. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 6/04
Terça e quinta, 12h30.
Sanfonias
O quarteto formado por Lourdes Degani (sanfona), Nelson Cardoso (percussão), Joãozinho 7 Cordas (violão de 7 cordas) e Fabiano Pires (cavaquinho) apresenta clássicos do choro brasileiro como ‘Flor Amorosa’,’Odeon’, 6 instrumentos de corda tocados por bardos no Fubá’ e ‘Brasileirinho’. O grupo foge à formação tradicional das antigas rodas de choro, dando destaque especial à sanfona, com arranjos próprios que a música latino-americana e dão um toque inusitado à música popular brasileira. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 09/04, 25/04, 02/05
Terça e quintas, 12h30.
João Paulo Amaral e Almir Cortês
O duo combina a viola caipira, o violão, o bandolim e a guitarra num mosaico de timbres, sotaques e ritmos que passam pela música caipira, o baião, o choro, o frevo e o samba. O show intitulado ‘Cordas Brasileiras’ propõe uma viagem pelas cordas dedilhadas típicas do nosso país, apresentando um repertório que vai de Ernesto Nazareth, Egberto Gismonti, Guinga a composições próprias. Térreo.
SESC Também chamados de Saz Dia(s) 11/04, 18/04
Quintas, 12h30.
Duo Calavento
O duo formado por Leonardo Padovani (violino) e Diogo Carvalho (violão) apresentam repertório que contempla músicas autorais e arranjos de composições de músicos como Tom Jobim, Egberto Gismonti, Dori Caymmi, Astor Piazzolla, entre outros. Leonardo Padovani cursou violino na USP; de 2003 a 2007 foi o 1º violino da Orquestra típica de tango ‘De Puro Guapos’ que representou o Brasil em 2005 no 1º festival internacional de tango em Justo Daract, na Argentina. Diogo Carvalho é formado em Música pela USP; iniciou seus estudos musicais com o piano, mas depois acabou adotando o violão como instrumento. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 23/04, 30/04
Terças, 12h30.
Trio Tororó
Formado pelos músicos André Parisi (Clarinete, saxofone), Fábio Martinez (Contrabaixo acústico) e Felipe Siles (teclado), tem como proposta a construção de um repertório instrumental, com foco nas composições brasileiras, mostrando toda a versatilidade de ritmos como o samba, o baião e o choro. André Parisi é compositor, também chamados de Saz, clarinetista e guitarrista, formado bacharel em guitarra na faculdade Santa Marcelina e desde 2000 desenvolve pesquisa em choro e samba. Felipe Siles é pianista, arranjador e compositor. É formado em música popular pela Unicamp estudando com professores como Hilton Valente (Gogô), Mário Campos, Denise Garcia e Ulisses Rocha. Estudou também no Conservatório de Tatuí, sob orientação do pianista Paulo Braga. Fábio Martinez é contrabaixista elétrico e acústico dentro da linguagem da música popular.Estudou na Emesp – Escola de Música do Estado de São Paulo - (antiga ULM), tendo professores como Zazá Amorim, Gabriel Balis e Sizão Machado, e cursa atualmente Educação Musical no Instituto de Artes da UNESP. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 07/05, 16/05
Terça e quinta, 12h30.
DuOz
Duo formado por Paulo Oliveira (saxofones, flautas e wind-synth) e Beba Zanettini (piano e teclados), juntam suas vivências para elaborar um trabalho caracterizado pela improvisação dentro de uma linguagem brasileira, executando composições próprias e arranjos para composições que vão de Carlos Lyra e Senô a Brandford Marsalis, explorando as sonoridades inusitadas proporcionadas pelo Wind-Synth (instrumento eletrônico de sopro) e também a expressividade crua das flautas de bambu do nordeste brasileiro. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 09/05, 21/05
Terça e quinta, 12h30.
Dois Arteiros
Formado por Beba Zanettini (teclado) e Felipe Ávila(guitarra) apresentam composições próprias, clássicos do jazz americano e choros. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 14/05, 23/05
Terça e quinta, 12h30.
Duo Yacatu
Duo formado por Marcelo Mainieri (baixo) e Guto Visciano (violão e guitarra), dois músicos que já atuam a muito tempo no cenário musical de São Paulo e resolveram juntar suas experiências numa viagem pelo também chamados de Saz da música instrumental. Com um repertório variado eles passeiam pelo samba, jazz, blues, chorinho, baião e outros gêneros musicais, explorando as 6 instrumentos de corda tocados por bardos possibilidades e sonoridades de seus instrumentos. Térreo.
SESC Pinheiros
Dia(s) 28/05
Terça, 12h30.

NA TRILHA DO CINEMA
Seis com Casca na Trilha do Cinema
O Seis com Casca preparou uma seleção de pérolas da música cinematográfica com arranjos envolventes e participativos. Há momentos para rir, aplaudir, se emocionar e brincar. Passagens orquestrais adaptadas e elementos da música popular foram mesclados com temas clássicos. No repertório, temas de Nino Rota (do filme Oito e meio, de F. Fellini), também chamados de Saz, John Willians (O terminal, com Tom Hanks), Leroy Andersen (Errado pra cachorro, com Jerry Lewis), além dos franceses, O fabuloso destino de Amélie Poulain e Betty Blue. Tudo isso regado com muito bom humor e colorido instrumental, utilizando-se até mesmo de uma máquina de escrever como instrumento musical. Café Aricanduva.
SESC Itaquera
Dia(s) 21/04
Domingos, às 15h.

PAULICEIA SONORA
Traque de Massa
O conjunto dedicado à experimentação sonora une influências populares, eletrônicas e eruditas. Seu estilo é influenciado pelo Movimento Armorial iniciado por Ariano Suassuna nos anos 70, e pelo trabalho de instrumentistas e compositores como Guinga, Antônio José Madureira e Antúlio Madureira, Sá Grama, Quinteto Violado e Sérgio Mendes, além de inspirações mais também chamados de Saz, como Nação Zumbi. O compositor do projeto, Deca Madureira, apresenta-se no pandeiro e no DM5 (percussão eletrônica), acompanhado de Leo Correa na rabeca, Bruno Costa no Saxofone, Dhandara Carolina na percussão, George Costa na bateria e SPD SX (bateria eletrônica) e Theo de Blasis na guitarra. Coreto da Praça Antônio Prado.
SESC Carmo
Dia(s) 17/04
Quarta, 6 instrumentos de corda tocados por bardos, às 12h30.

PÉTALA POR PÉTALA Decore meus cupcakes A VIDA INSPIRA A ARTE
Ademar Farinha e Thomas Howard
Os músicos Ademar Farinha (viola caipira) e Thomas Howard (violão 7 cordas) apresentam um repertório de músicas instrumentais de várias vertentes e compositores do universo da viola caipira. Desde a tradição de Tião Carreiro, Renato Andrade e Helena Meireles, passando pela revalorização da música caipira através de Almir Sater, até os novos compositores como Levi Ramiro e Zeca Colares. Viveiro de Plantas.
SESC Interlagos
Dia(s) 20/04
Sábado, 9h30 e 13h.
Grupo Canto Livro: O Sertão na Canção
Apresentação musical inspirada na obra "Grade Sertão: Veredas", de João Guimarães Rosa. Por meio de músicas compostas pelo grupo, é apresentado ao público todo o universo que compõe a obra de Guimarães Rosa, um dos nomes mais importantes de nossa literatura. Formado por Joana Garfunkel, Jean Garfunkel e Natan Marques. Viveiro de Plantas.
SESC Interlagos
Dia(s) 20/04
Sábado, às 15h30.
Duo Terramérica
Neste show apresentado em forma de dueto o público contemplará ritmos da Bolívia, Peru, Chile, Argentina, Brasil, onde os instrumentos típicos são o destaque. As flautas típicas dos Andes, feitas de bambu, com a sonoridade mística das amplidões do altiplano andino, e o bombo leguero, tambor argentino feito de casca de árvore, remetem aos sons da terra, da natureza, e das festividades dos CodyCross Antigo Grupo Egeu 673 Quebra-cabeça 2 Respostas rurais, na sua forma simples e autêntica. Viveiro de Plantas.
SESC Interlagos
Dia(s) 21/04
Domingo, 9h30 e 13h.
3 no Som e Fábio Martinez
Um show que faz referência à música instrumental brasileira e ao mesmo tempo reflete em suas melodias a natureza de nosso país, apresenta músicas como Araponga e Assum Preto, de Luiz Gonzaga e Aquarela do Brasil, de Ary Barroso. Com Diego Sales (gaita), Caio Chiarini (violão), Bruno Mota (percussão) e Fábio Martinez (baixo). Viveiro de Plantas
SESC Interlagos
Dia(s) 26/04
Sexta, às 9h30 e 13h.
Mariangela Zan
Uma estudiosa da música raiz-sertaneja, sua paixão, que é demonstrada nesse show alegre e interativo chamado "Viagens Pela Música Raiz", canta e conta as principais modas sertanejas de todos os tempos, numa alegre interação com o público. Viveiro de Plantas.
SESC Interlagos
Dia(s) 27/04
Sábado, às 15h30.
Viola e Violeta
Laura Campanér (Viola Caipira) e Lúcia Múgia (Viola de Arco), fazem uma releitura da antiga formação que reunia a Viola Caipira e a Rabeca, ou como já foi chamada em outros tempos a "Violeta" (Viola de Arco), num trabalho com arranjos próprios, feitos para variados temas da música brasileira. Viveiro de Plantas
SESC Interlagos
Dia(s) 27/04
Tráfego de caminhões, às 9h30 e 13h.

PLATAFORMA
Holger
Lançamento do CD Ilhabela. O quinteto paulistano apresenta seu mais recente trabalho, que transita entre gêneros que vão do pós-punk funkeado de grupos como Orange Juice às fortes batucadas do samba-reggae, encontrando espaço também para a cumbia eletrônica. O show terá participações especiais do baterista João Parahyba (Trio Mocotó), da rapper Karol Conká e da cantora e tecladista Irina Bertolucci (Garotas Suecas). Choperia. Venda de ingressos a partir das 14h do dia 28/03. A Choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h30.
SESC Pompeia
Dia(s) 11/04
Quinta às 21h30.
Nasi
Lançamento do CD Perigoso. No show, além de mostrar as músicas do novo CD, Nasi mostra as suas influências musicais, trazendo como convidados Igor Prado, um dos mais importantes guitarrista de blues no Brasil e Beto Bruno, do Cachorro Grande, uma das bandas atuais que mais respeita. Choperia. Venda de ingressos a partir das 14h do dia 28/03. A Choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas. A acomodação será em pista, havendo ainda 140 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h30.
SESC Pompeia
Dia(s) 12/04, também chamados de Saz, 13/04
Sexta e sábado às 21h30.
Os Opalas com participação especial de Bruna Karam, Dexter, Renegado, Max B.O. e DJ Dandan
Lançamento do CD Mistura Cultura. Iinspirados na antropofagia, o grupo funde diferentes influências de diversas culturas musicais - groove, soul, reggae, jazz, afrobeat - e as transforma em combustível para produção de canções autorais. No disco, independente, dez das onze faixas, são mexer, tendo também uma composição Marku Ribas. Os convidados são Bruna Caram, cantora quese consolida na nova cena paulistanaDJ Dan Dan, Renegado, Max B.O. e Dexter. Choperia.Ingressos à venda na rede IngressoSESC, a partir das 14h do dia 28/03. A Choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h30.
SESC Pompeia
Dia(s) 18/04
Quinta às 21h30.
Tatá Aeroplano com participação especial de Daniel Belleza, Clayton Martin e Maurício Fleury
Lançamento do CD Tatá Aeroplano. Conhecido como front-man e compositor das bandas Cérebro Eletrônico e Jumbo Elektro, Tatá Jogo de pênalti 2014 agora seu primeiro disco solo. Trata-se de um álbum de autor, no qual reúne canções compostas a partir de 2008. Para este show, Tatá traz convidados especiais: Daniel Belleza (Corações em Fúria, Rasta Puppets), Clayton Martin (Cidadão Instigado) e Maurício Fleury (Bixiga 70). Choperia. Venda de ingressos a partir das 14h do dia 28/03, também chamados de Saz. A Choperia é classificada como casa noturna em função da venda de bebidas alcoólicas. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h30.
SESC Pompeia
Dia(s) 25/04
Quinta, às 21h30.

PLURAL: PANORAMA INSTRUMENTAL
Gabriela Machado Trio
Gabriela Machado (solista),apresenta-se ao lado de Luizinho 7 cordas (violão 7 cordas) e Ricardo Valverde (pandeiro), tocando clássicos do choro em composições de Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Jacob Bandolim e K- Ximbinho. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 11/04
Quinta, às 18h.
Duo Papo de Lista arranjos inusitados, Filipe Dourado (cavaquinho) e Paulo Ribeiro (violão) abordam a obra de compositores tradicionais do choro. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 18/04
Quinta, também chamados de Saz, às 18h.
Ricardo Valverde – Teclas no Choro
Ricardo Valverde (vibrafone), Luizinho 7 cordas (violão de 7 cordas), Vinicius Barros (pandeiro) compõe uma formação que proporciona ao público um passeio pela história do choro e seus compositores. Praça de Convivência.
SESC Bom Retiro
Dia(s) 25/04
Quinta,às 18h.

PONTO DE ENCONTRO
Rashid
Na Estação Jovem - Rua Serafim Constantino, s/nº – (Piso Superior do Módulo II 6 instrumentos de corda tocados por bardos Terminal Rodoviário Nicolau Delic), Centro – São Caetano do Sul. Em seu terceiro disco, o álbum “Que Assim Seja”, o rapper mostra a evolução natural de suas rimas e a levada inconfundível que o destaca na nova geração do rap brasileiro. O trabalho desenvolvido durante 2012 foi reconhecido pelos fãs, pela mídia e por meio de duas indicações ao VMB da MTV: Artista Revelação e Hit do Ano, com a música 6 instrumentos de corda tocados por bardos ganhou um videoclipe, “Quero Ver Segurar”.
SESC São Caetano
Dia(s) 20/04
Sábado, às 16h.


PRATA DA CASA
Pedro Altério e Bruno Piazza (SP)
O duo estabelece seu trabalho baseando-se na ponte entre o universo erudito e a música popular brasileira. O repertório traz canções de novos compositores, como Breno Ruiz, Dani Black, Paulo Novaes e Pedro Viáfora. Seu primeiro álbum, concluído em 2012, também tem parcerias com Kleber Albuquerque, Celso Viáfora, Rita Altério e participações especiais de Mônica Salmaso e Luiza Possi, além dos arranjos de cordas de Neymar Dias. No show, Pedro Altério (voz e violão) e Bruno Piazza (piano) se apresentam ao lado do Neymar Dias Quarteto (baixo, baixo acústico e cordas) e de Gabriel Altério (bateria). Choperia. Os ingressos podem ser retirados a partir de 1 hora antes do show. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h.
SESC Pompeia
Dia(s) 09/04
Terça, às 21h.
Sasquat (PE)
Pernambucano de Olinda, Sasquat é guitarrista, compositor e cantor. Foi integrante e fundador da banda Monjolo, que lotava os clubes de São Paulo no início dos anos 2000. Alfazema, seu primeiro álbum, autoral e independente, mistura referências que vão do samba ao afrobeat, passando pelo trip hop e ska, compondo um universo pungente e contagiante. Para gravar o disco, o músico convidou o baterista Hugo Carranca (Otto, Dizmaia, SheikTosado), o baixista Igor San (Dizmaia, Guardaloop) e o tecladista Gustavo 6 instrumentos de corda tocados por bardos (Mundo Livre S/A). Quem assina a produção musical é Buguinha Dub. Choperia. Os ingressos podem ser retirados a partir de 1 hora antes do show. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h.
SESC Pompeia
Dia(s) 16/04
Terça, às 21h.
Marcelle (SE)
Nascida em Aracaju e radicada em São Paulo, Marcelle iniciou sua carreira musical ainda na infância. Queen, Rod Stewart, Ney Matogrosso e Michael Jackson foram suas primeiras influências. Na adolescência, Marcelle partiu rumo a Auckland, Nova Zelândia, também chamados de Saz, e entrou em contato com os mais variados tipos de músicas e expressões artísticas na conceituada Opera Factory, escola de formação de cantores. Em 2010 dedicou-se à gravação de seu primeiro álbum solo, “0ne oh 1”, produzido por Dustan Gallas e Bruno Buarque. O resultado do disco revela uma incursão pela Jogador de futebol holandês com Prêmio Bola de Ouro, Johan sonoridade experimental, com letras que tratam de sentimentos marcantes. Para este show, a cantora vem acompanhada por Dustan Gallas (guitarra), Regis Damasceno (baixo), Adair Vinicius (trombone), Daniel Gralha (trompete) e Richard Ribeiro (bateria). Choperia. Os ingressos podem ser retirados a partir de 1 hora 6 instrumentos de corda tocados por bardos do show. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h.
SESC Pompeia
Dia(s) 23/04
Terça, às 21h.
Glue Trip (PB)
Formado por Lucas Moura e Felipe Augusto, de João Pessoa, o Glue Trip é uma espécie de laboratório de música pop com influências tropicais. Bastante influenciados pela soul music e pela batida do hip-hop americano, o projeto se consolidou em 2012, mas foi em 2009 que surgiram as primeiras músicas, época em que Lucas começou a gravar seus próprios sons em casa de forma despretensiosa. A dupla lançou seu primeiro EP no ano passado e caminha para também chamados de Saz seu álbum de estréia em 2013. Choperia. Os ingressos podem ser retirados a partir de 1 hora antes do show, também chamados de Saz. A acomodação será em pista, havendo ainda 224 assentos disponíveis. Abertura da casa às 20h.
SESC Pompeia
Dia(s) 30/04
Terça às 21h.

QUINTAS BRASILEIRAS
Max de Castro
Nesse show o cantor apresenta canções como "Samba Raro", "Onda Diferente", "O Nego do Cabelo Bom", 6 instrumentos de corda tocados por bardos, "Candura" que fazem parte dos seus 12 anos de carreira e ainda algumas 6 instrumentos de corda tocados por bardos suas composições inéditas que farão parte do seu próximo trabalho. Local Teatro Santos Dumont, nº 1.111, São Caetano do Sul.
SESC São Caetano
Dia(s) 28/03
Quinta, às 20h.
Vania Abreu, Paulo Neto e Milena
Apresentam "Uma noite para Jorge Amado", show musical com temas das obras que foram adaptadas para cinema, televisão e teatro. Ingressos a venda na Rede Ingresso SESC a partir de 28/03.
SESC São Caetano
Dia(s) 25/04
Quinta, às 20h. Teatro Santos Dumont. Av Goias 1111. São Caetano do Sul.

QUINTAS MUSICAIS - ELAS POR ELAS
Joana Flor – Rita Lee
A cantora e compositora carioca traz sua música carregada de inspiração no jazz, funk e bossa, fazendo homenagem à Rita Lee, que completa 50 anos de carreira em 2013.
No palco da Lanchonete.
SESC Santo André
Dia(s) 28/03
Quinta, às 20h.

QUINTAS MUSICAIS - LÁ E CÁ
Fado Brasil Trio
O trio apresenta repertório de resgate às tradições luso-brasileiras. Com violonista Adilson, bandolinista Humberto Casimiro e a cantora Milla Fernandes.
No Palco da Lanchonete.
SESC Santo André
Dia(s) 11/04
Quinta, às 20h.
Fandango Urbano
O trio se dedica à pesquisa e releitura do Mercado da Via Láctea caiçara, manifestação cultural fruto de uma herança musical trazida ao sul do Brasil pelos portugueses. O Fandango é tocado em festas e sua prática está associada à organização de trabalhos coletivos.
Com Lúcia Múgia (rabeca/viola de arco), Laura Campanér (viola caipira) e Fábio Daros (percussão).
SESC Santo André
Dia(s) 18/04
Quinta, às 20h.
Grupo Sete Cidades
Formado por Alexandre Matis (guitarra portuguesa e voz), Tatiana Monteiro (voz) e Vinícius Rocha (voz), o grupo traz um repertório que passa por fados tradicionais, clássicos, contemporâneos e solos instrumentais, refletindo o estilo de cada cantor, que são acompanhados por uma guitarra portuguesa e uma viola de fado.
No Palco da Lanchonete.
SESC Santo André
Dia(s) 25/04
6 instrumentos de corda tocados por bardos, às 20h.

ROCK NO CLÁSSICO
Quarteto Imperador
Formado em 2002, o quarteto é composto 6 instrumentos de corda tocados por bardos instrumentistas atuantes no cenário musical brasileiro. Foi criado com o objetivo de aprimorar a prática da música em conjunto e divulgar a música de qualidade. Além da apresentação, o grupo, entre uma música e outra, fala um pouco sobre cada instrumento, compositor e obra apresentada. Neste projeto apresentam um repertório instrumental exclusivamente de rock, mas com instrumentos eruditos. Com Anderson Dubiniack (1º violino), Kéder Cândido (2º violino), Bel Rebello (viola) e Sueldo Francisco (violoncelo). Praça de Eventos.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 20/04
Sábados, às 13h30.
Six Rock's
O violoncelista Renato de Sá, recém formado pela Academia de Música da OSESP, considerado uma das grandes revelações da música erudita brasileira, reuniu jovens músicos eruditos, também chamados de Saz, também apaixonados por rock e fundou o grupo instrumental Six Rock's que apresenta versões de clássicos do punk e do rock. Com Edmur de Oliveira (viola), Vinicius de Souza (violino), Tiago (violino), Julio Pelluso (violoncelo), Renato Sá (violoncelo) e Thiago Rocha (viola). Praça de Eventos.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 13/04, 27/04
Sábados, às 13h30.

RODA DE SAMBA
Samba 5
Formado por Jonas Coronado, Leonildo Ramiro, Ricardo Grillo apresentam sucessos de Geraldo Pereira, Cartola, Nelson Cavaquinho entre outros.
SESC São Caetano
Dia(s) 06/04
Sáb, às 16h. Convivência.
Samba se Aprende na Escola
Digo 7 cordas, Tata Godoy e Muka cantam partido alto e sambas de roda.
SESC São Caetano
Dia(s) 20/04
Sáb, às 16h. Convivência.

SALVE SAMBA!
Kolombolo Diá Piratininga
Fundado em 2002, o grupo nasceu com a ideia de recuperar a memória dos antigos cordões e hoje promove a pesquisa e divulgação do samba paulista. Por meio de influências da cultura popular, como Congada, Moçambique e Folias, busca a aproximação do público com a cultura afro-brasileira do samba. “Cafezal Paulista”, “Punhal de Aço”, “Samba de Pirapora” e “Marra no Mourão” são parte do seu repertório, que conta com produções originais e obras de importantes nomes do samba rural paulista.Nesta apresentação conta com participações especiais de Kiko Dinucci, Oswaldinho da Cuíca, Germano Mathias e Adriana Moreira. Com Renato Dias ( voz), Laura Ghellere (voz), Ricardinho 7 Platinelas (pandeiro), Caio Ferraz (cavaco e acordeon), Lucas Laganaro (violão e viola) e Marcelo Mazon (surdo). Comedoria. Duração: 1h30, também chamados de Saz. Ingressos à venda pela rede INGRESSOSESC a partir de 28/03, às 14h.
SESC Belenzinho
Dia(s) 26/04
Sexta, às 21h30

SÃO PAULO DO CHORO
Casa Velha
Formado por alunos do Conservatório de Tatuí, o grupo tem como objetivo a divulgação, a pesquisa e o estudo do Choro, estilo musical genuinamente brasileiro. Formado por flauta, trombone, violão, cavaquinho e pandeiro, o grupo vestido com trajes de época apresenta repertório dos primórdios do choro, com peças ainda do século XIX. Como integrantes, o grupo de choro conta com Mabel Zattera, Rafael Meira, Cristiano dos Santos Pedroso, Rafael Chieffi e Conrado Bruno. Local: Praça do Poupatempo Sé.
SESC Carmo
Dia(s) 22/04
Segunda, às 13h.
Jane do Bandolim
No dia nacional do choro, a bandolinista de reconhecimento internacional Jane Silvana Corilov, mais conhecida como Jane do Bandolim, apresenta todo seu virtuosismo por meio de repertório com obras de Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Nelson Cavaquinho, Jacob do Bandolim e outros grandes nomes. Além de ser a única bandolinista mulher atuante na divulgação do choro nacional, Jane é professora do instrumento na EMESP, antiga ULM.
SESC Carmo
Dia(s) 23/04
Terça, às 13h.
Zé Barbeiro
Representante da produção contemporânea de choro, o violonista dedica-se à composição no mais alto nível de sofisticação. Seu trabalho busca um diálogo entre o choro tradicional e o moderno: mantém instrumentação tradicional, e explora o aspecto inovador por meio de uma assinatura muito pessoal no desenvolvimento das melodias, com rítmicas inesperadas, harmonias pouco ortodoxas, acordes dissonantes e progressões pouco comuns no choro tradicional.
SESC Carmo
Dia(s) 24/04
Quarta, às 13h.
Teclas no Choro
O conjunto de choro contemporâneo desenvolve um trabalho de exploração de timbres diferentes dos encontrados nas formações tradicionais. A ideia partiu do vibrafonista Ricardo Valverde, na busca de novas possibilidades para o vibrafone e o gênero choro. Acompanhado dos músicos Daniel Grajew (piano), Marcos Paiva (baixo acústico) e Douglas Alonso (bateria), Valverde explora novas possibilidades timbristicas por meio de composições autorais.
SESC Carmo
Dia(s) 25/04
Quinta, às 13h.

SEMANA DA VOZ
Ajustes Vocais e os Resultados Sonoros da Voz
Debate sobre os ajustes vocais e os resultados sonoros produzidos pela voz falada e cantada, com diferentes profissionais da voz. Retirada de ingressos com 1h de antecedência, na Central de Atendimento. Auditório.
SESC Vila Mariana
Dia(s) 16/04
Terça, às 20h30
Coral UNIFESP
O programa apresenta um amplo panorama da música popular brasileira, que vai desde Chiclete com banana, gravada por Jackson do Pandeiro em 1959, até canções inéditas de Álvaro Cueva. Também estão presentes no repertório autores consagrados da MPB como Chico