TOP online casino

Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita

Neste capítulo abordaremos tudo sobre a escrita musical da mão esquerda. Preste bastante atenção, visto que esse é um assunto fundamental para o prosseguimento de seus estudos:

Escrita musical da mão esquerda: 1) Usamos a clave de fá na quarta linha. 2) A extensão real dos baixos vai de dó a si O dó que completa a oitava é o mesmo dó inicial, ou seja, tocamos o mesmo botão. Como as notas (baixos e contrabaixos) possuem em si três ou quatro oitavas (conforme vimos na última aula), quando tocamos o segundo dó temos a impressão de que ele é mais agudo.

Partitura 1

3) Como os acordes da mão esquerda já estão prontos, ou seja, se você quer o acorde de dó maior basta apertar um botão que este botão aciona as notas correspondentes ao acorde lá dentro da caixa, não há necessidade de se escrever todas as notas do acorde. Então usamos a seguinte convenção: - até a 3ª linha da pauta escrevemos as notas referentes aos baixos e contrabaixos; os contrabaixos são assinalados com um tracinho embaixo da nota ou do dedilhado; - quando há um solo nos baixos e a escrita ultrapassa a 3ª linha, usa-se colocar, no início do solo, Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita, as iniciais maiúsculas B.S. que quer dizer "solo dos baixos"; - da 3ª linha para cima, as notas representam os acordes. Se o acorde for maior, não se escreve nada em cima da nota. Se for menor, indicamos com um m. Se for acorde de sétima da dominante, colocamos um 7. Se for diminuto, escevemos dim. - A terceira linha, portanto, serve para escrever os baixos e contrabaixos e também os acordes. Exemplo:

Partitura 2

- para saber qual é o acorde a ser executado, temos que nos guiar pela nota correspondente ao acorde, pois o baixo pode mudar. Exemplo:

Partitura 3

E agora, depois de tanto blá blá blá, que tal começarmos a praticar um pouco? Vamos lá, ouça com atenção as gravações correspondentes ao que está escrito nas pautas Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita e depois tente tocar. Os números colocados abaixo das notas referem-se ao dedilhado, ou seja aos dedos que devem ser usados para tocar cada botão. Ah, só mais uma observação. - em geral, os baixos e contrabaixos se tocam com o 4º dedo; - os acordes maiores, com o 3º dedo; os menores e os de sétimas, com o 2º dedo; - o 5º dedo se usa para os baixos e contrabaixos mais distantes; - o 1º dedo (polegar) e usado apenas como apoio e também para apertar o botão geral de escape do ar.

Exercício nº 1. Ritmo de valsa. Dó maiorValsa - Dó Maior

»»»Clique aqui para escutar a Valsa em Dó Maior

Exercício nº 2. Ritmo de valsa. Dó menor

Valsa - Dó Menor

»»»Clique aqui para escutar a Valsa em Dó Menor

Capítulo 5: Vamos juntar as mãos?

Agora que você já praticou bastante o ritmo de valsa na mão esquerda, vamos começar a juntar as mãos. Os seis primeiros exercícios que preparei para hoje são muito fáceis. Veja só:
  • vamos utilizar apenas as cinco primeiras notas da escala de dó maior – dó, ré, mi, fá, sol.
  • o dedilhado (ou seja, o dedo que você deve usar para tocar cada nota) encontra-se em cima das notas.
  • você deve tocar bastante somente a mão direita antes de tentar juntar com os baixos. Esse é o passo mais difícil para quem está começando a tocar o acordeom: a coordenação entre a mão esquerda, que além de executar as notas também tem que coordenar o movimento de entrada e saída de ar no fole, e a mão direita. Por tanto, não canso de repetir: ESTUDE MUITO A MÃO DIREITA ANTES DE TENTAR JUNTAR COM OS BAIXOS.
  • a mão direita deve ficar o mais relaxada possível, os dedos um pouco flexionados, levemente pousados sobre as teclas.
  • tente juntar um compasso de cada vez. Vá com calma e lembre-se que novos mecanismos levam um certo tempo para serem automatizados pelo nosso cérebro. Depois de treinar bastante, quando a gente menos espera, o movimento acontece. É como aprender a andar de bicicleta, ou a dirigir um automóvel.
  • os seis exercícios de hoje estão em dó maior, Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita. A melodia (mão direita) foi feita em cima daquela seqüência de baixos que você já estudou na última aula.
  • comece tocando bem devagar, ouvindo a gravação. Quando se sentir bem seguro, comece a tocar mais rápido.
  • então, mãos à obra e boa sorte!

Vamos juntar as mãos, pessoal?

Seis exercícios preliminares em dó maior

Exercício preliminar nº 1.
Exercício 1
»»»Clique aqui para escutar a midi
Exercício preliminar nº 2.
Exercício 2
»»»Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 5: Vamos juntar as mãos? - Continuação

Exercício preliminar nº 3.
Exercício 3
»»»Clique aqui para escutar a midi
Exercício preliminar nº 4.
Exercício 4
»»»Clique aqui para escutar a midi
Exercício preliminar nº 5.
Exercício 5
 »»»Clique aqui para escutar a midi
Exercício preliminar nº 6.
Exercicio 6

»»»Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 6: Vamos juntar as mãos em Dó menor ?

Vamos continuar com nossos Exercícios Preliminares, que estão nos preparando para as futuras músicas que tocaremos.

Continuaremos utilizando as cinco primeiras notas da escala e o mesmo dedilhado. Só que hoje vamos utilizar a escala de dó menor. Isso mesmo! Serão os mesmos Exercícios Preliminares, só que tocaremos o mi bemol ( a nota preta que fica entre o ré e o mi). È que a escala de dó menor possui três bemóis: o si bemol, o mi bemol e o lá bemol.O mecanismo de estudo continua o mesmo: praticar primeiro a mão direita, bem devagar. Aos poucos vai acelerando o andamento. Juntar a mão esquerda quando estiver tocando sem errar.Já que utilizei o recurso de transformar em dó menor os exercícios preliminares das aulas anteriores, aproveitem para observar e perceber a diferença entre um tom maior e um tom menor.Por hoje é só. Continuem enviando seus e-mails com sugestões e notícias sobre o aprendizado de vocês.

Vamos juntar as mãos em tom menor?

Seis exercícios preliminares em dó menor (Cm)

  Exercício preliminar nº 1.
Exercício 1
 »»»Clique aqui para escutar a midi  Exercício preliminar nº 2

Capítulo 6: Vamos juntar as mãos em Dó menor ?- Continuação

  Exercício preliminar nº 4.
Exercício 4
 »»»Clique aqui para escutar a midi  Exercício preliminar nº 5.
Exercício 5
 »»»Clique aqui para escutar a midi Exercício preliminar nº 6.
Exercício 6
»»»Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 7: Vamos tocar essa música ?

Olá pessoal, no capítulo desse mês vamos estudar uma valsa muito interessante. - A mão esquerda é muito fácil, utilizamos apenas os seguintes acordes:
  • Fá maior (fica embaixo do Dó)
  • Si bemol maior e Si bemol menor (embaixo do Fá)
  • Dó sétima
- Já na mão direita, você CodyCross Paris Grupo 244 Quebra-cabeça 2 Respostas necessitar de mais estudo. O procedimento é o mesmo:
  • estudar bastante a mão direita separadamente, antes de juntar com a mão esquerda. Os números que se encontram em cima das notas referem-se aos dedos que devem tocar cada nota (dedilhado).
Espero que vocês sejam persistentes e tenham logo um bom resultado.
»»» Clique aqui para escutar a midiVamos a Valsa:

Capítulo 8: Acompanhamento para músicas em                     compasso binário e/ou quartenário


O triângulo na mão esquerda

Chamamos de triângulo a uma forma básica de acompanhamento que serve para músicas em compasso binário ou quaternário. Recebe esse nome porque a seqüência de notas que tocamos forma mesmo o desenho de um triângulo conforme você pode observar nos gráficos Balanço final se seguem. Basta seguir o esquema abaixo e você Jogo de confeitaria tocar. Depois ouça a gravação do triângulo em dó maior. Pratique bem só a mão esquerda. Por fim toque a música que se segue.Boa sorte!
!º) com o 4º dedo toca a nota dó2º) com o 3º dedo toca o acorde de dó maior3º) com o 2º dedo toca a nota sol4º) com o 3º dedo toca de novo o acorde de dó maior
 Triângulo

Triângulo de fá maior

!º) com o 4º dedo toca a nota fá2º) com o 3º dedo toca o acorde de fá maior3º) com o 2º dedo toca a nota dó4º) com o 3º dedo toca de novo o acorde de fá maior
Triângulo
!º) com o 4º dedo toca a nota sol2º) com o 2º dedo toca o acorde de sol 73º) com o 3º dedo toca a nota ré4º) com o 2º dedo toca de novo o acorde de sol 7
Triângulo

Triângulo em C Mão Esquerda

Triângulo
»»» Clique aqui para escutar a midi

Juntando a mão Direita

TriânguloTriângulo

»»» Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 9: Praticando o Triângulo                    

Desculpem a minha ausência neste último mês. Precisei resolver alguns problemas particulares que me tomaram muito tempo. Agora que já está tudo bem,vamos retomar as nossas aulas. Como tiveram bastante tempo para estudar o triângulo, devem estar craquesnão é mesmo?Hoje trouxe pra vocês duas canções que todo brasileiro conhece, com certeza, e que podem ser acompanhadas com o triângulo na mão esquerda.A primeira é uma cantiga de roda: A canoa virou. Vocês podem reparar que o ritmo é de uma marchinha, em compasso binário. Vocês podem aproveitar para tocar outras marchinhas que vocês conhecem usando o triângulo na mão esquerda.A segunda música é de Lupicínio Rodrigues e chama-se Felicidade. Está escrita em compasso quaternário, por isso escrevemos o acompanhamento na mão esquerda em semínimas. Mas é só a forma que muda. O sistema de acompanhamento é o mesmo triângulo que vocês já aprenderam.Então, vejam a partitura e ouçam o som.

»»» Clique aqui para escutar a midi

»»» Clique aqui para escutar a midi

MúsicaMúsicaOlá, queridos internautas

Capítulo 10: Triângulo em Tom Menor                    


Triângulo de lá menor nos baixos

!º) com o 4º dedo toca a nota lá2º) com o 2º dedo toca o acorde de lá menor3º) com o 3º dedo toca a nota mi4º) com o 2º dedo toca de novo o acorde de lá menor

Triângulo de ré menor

!º) com o 4º dedo toca a nota ré2º) com o 2º dedo toca o acorde de menor3º) com o 3º dedo toca a nota lá4º) com o 2º dedo toca de novo o acorde de ré menor

Triângulo de dó menor

!º) com o Jogo Bitcoin dedo
toca a nota dó2º) com o 2º dedo toca o acorde de menor3º) com o 3º dedo toca a nota sol4º) com o 2º dedo toca de novo o acorde de dó menor
Hoje vamos aprender como se tocam os acordes menores usando o triãngulo. O dedilhado é igual ao que usamos para tocar o triângulo com acorde de sétima, só que não esticamos tanto o segundo dedo. Vejam o quadro abaixo que vocês vão entender logo logo. Vamos começar com o acorde de lá menor, que é o tom relativo de dó maior ou seja, é o tom menor que possui a mesma armadura de clave de dó maior. Se você não sabe ainda o que é um tom relativo, vale a pena dar uma olhada em algum livro de teoria musical.
»»» Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 10: Triângulo em Tom Menor (Continuação)                    

Depois de praticar bem só a mão esquerda, toque a pequena melodia que se segue para exercitar as duas mãos. Clique aqui para escutar a midi
»»»
Agora você vai aprender a tocar uma das músicas brasileiras mais belas, tanto no que se refere à melodia, quanto a letra, que é poesia pura. Vai exigir um pouco mais de estudo. Comece tocando só a mão direita, bem devagar. Os números abaixo das notas referem-se ao dedilhado. Depois junte as mãos, bem devagar. Essa música pode ser tocada bem lenta ou mais rápida. Depende da interpretação de cada um.

»»» Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 11: Rimo Ternário(como acompanhar a melodia)                    

Oi, pessoalAqui estamos nós com mais novidades para vocês.Hoje vamos voltar ao ritmo ternário e estudar uma valsa brasileira bem antiga. O critério que estou usando para a escolha de uma música para o curso é que ela seja de boa qualidade, que talvez possa ser conhecida por ser tradicional, que possa ser tocada com uma harmonia simples e cuja melodia seja de fácil execução. O objetivo é que vocês conheçam os recursos que o instrumento oferece e possam partir para a escolha do seu próprio repertório.A novidade de hoje refere-se a como vamos acompanhar a melodia. Vocês estão lembrados daquela aula em que estudamos a forma de escrever os baixos? Lembram dos exemplos? Pois hoje vamos aplicar aquele conhecimento. Nós dissemos que, até a terceira linha da pauta escrevemos as notas, Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita. A partir da terceira linha escrevemos os acordes. Podemos tocar um acorde invertido (por exemlo: Cm/Eb, ou seja, quero tocar um dó menor com o baixo em mi bemol).Então eu escrevo, na pauta dos baixos, o mi bemol numa linha suplementar inferior e, na linha suplementar superior eu escrevo o dó, com um "m" em cima, para indicar que o acorde é menor. É isso que vai acontecer com o acompanhamento da valsa de Gastão Lamounier. Teremos três tipos de acordes;* acorde na posição fundamental --- Gm; Dm; A7; D7.
  • acorde invertido ----- Gm/Bb (sol menor com o baixo em si bemol, que será tocado
(3ª menor no baixo) com o 5º dedo, conforme está explicado na pauta. Você tem que abrir um pouco a mão para alcançar o si bemol, que fica em baixo do fá)Dm/F ( o mesmo procedimento)
  • acorde invertido ------- A7/C# ( a terça maior fica na fileira dos contrabaixos, atrás
(3ª maior no baixo) do lá. É tocado com o 4º dedo).
  • acorde invertido-------A7/E ( a 5ª do acorde é a nota imediatamente superior à nota
(5ª no baixo) fundamental do acorde. É tocada com o 3º dedo.Então, o que muda é o baixo: pode ser a nota fundamental do acorde ou não, Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita. Agora, o acorde, continua o mesmo. A cifra Gm/Bb eu toco: si bemol, acorde de sol menor duas vezes, e assim por diante. Estas explicações estão também na pauta.Aqueles que possuem um acordeom pequeno, sem os contrabaixos, podem tocar o acorde no estado fundamental.Espero que vocês tenham entendido !

»»» Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 12: Rimo Binário(como acompanhar a melodia)                    

Prezados alunos Depois desta longa ausência,por motivos alheios à minha vontade, estamos de volta ao nosso mini curso de acordeom. Hoje vamos falar de um assunto muito interessante. Todos já devem estar tocando muito bem o triângulo. Com certeza já pesquisaram músicas que podem ser acompanhadas por ele. Pois bem: fazendo algumas mudanças na estrutura rítmica do triângulo, podemos usa-lo para tocar uma infinidade de ritmos, brasileiros ou não. É isso que vamos começar a ver na aula de hoje. 1) Para tocar marcha-rancho, ciranda de Pernambuco ou marchinha de carnaval, podemos usar a seguinte variação :
OBS. Como você pôde observar, ás vezes tocamos os dois compassos que formam esta estrutura rítmica com um mesmo acorde, às vezes tocamos cada compasso com um mesmo acorde. Depende da harmonia da música. O exercício que se segue é para ser tocado somente com os baixos. Vocês devem estar muito firmes com esse ritmo antes de tocar qualquer música.
»»» Clique aqui para escutar a midiEcomo o carnaval já está bem próximo, que tal aprendermos algumas marchinhas tradicionais do carnaval carioca? ALLAH-LA-Ô ( Haroldo Lobo e Nássara)
»»» Clique aqui para escutar a midiAllah-la-ô ô ô ô ô Balanço final ô ô Mas que calooooooor Atravessamos o deserto do Saara O sol estava quente E queimou a nossa cara Allah-la-ô ô ô ô ô ô ô ô Mas que calooooooor Jogo de caracol bob do Egito E muitas vezes nós tivemos que rezar Alá, Alá, Alá meu bom Alá Mande água pra Ioiô Mande água pra Iaiá Alá meu bom Alá Allah-la-ô ô ô ô ô ô ô ô Mas que calooooooor OBS. As marchinhas de carnaval também podem ser tocadas com o triângulo simples. Depende do andamento que você quer tocar, da interpretação que você vai dar.

Capítulo 13: Praticando com músicas                    

Prezados alunos Aproveitando o ritmo que estudamos na última aula, hoje vamos aprender uma ciranda do folclore de Pernambuco.Chama-se Praia de Janga e a letra segue abaixo. PRAIA DE JANGA Eu fui à praia de Janga Pra ver a ciranda No seu cirandar.  O mar estava tão belo E um peixe amarelo Eu vi navegar Não era peixe, não era Era Iemanjá, rainha Dançando a ciranda, ciranda   (bis ) No meio do mar

»»» Clique aqui para escutar a midi

Capítulo 14: O Xote Nordestino                    

Aqui estamos com mais uma aula do nosso mini curso. Hoje vamos estudar o gostoso ritmo do xote do nordeste. É mais uma variação do nosso já velho conhecido  triângulo da mão esquerda. Como sempre, vamos fazer alguns exercícios e depois vamos aplicar o que aprendemos estudando a maravilhosa canção de Luiz Gonzaga e Zé Dantas chamada Sabiá.

Volto a lembrar que estamos oferecendo sugestões de acompanhamento que podem ser enriquecidas e modificadas por cada um de vocês. Em se tratando de acordeom, os melhores mestres são mesmo os Jogo de Vestir Barbie Estilo Rock populares, os sanfoneiros que nos enlouquecem nas festas de São João de Campina Grande e outras cidades brasileiras. Sempre que puderem ouçam seus discos, assistam seus shows.

Vamos, então, a nossa aula de hoje. São três variantes que, depois de bem executadas, vocês podem empregar conforme o arranjo que quiserem fazer.

Ritmo de xote nº 1  - a mão esuerda faz o triângulo simples. A mão direita faz o acompanhamento.

)

»»» Clique aqui para escutar a midi

Ritmo de xote nº 2 (baixos) – variante do triângulo. Vamos exercitar primeiro só Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita mão esquerda, bem devagar.

 

»»» Clique aqui para escutar a midi

Ritmo de xote n° 2 com acompanhamento da mão direita.

    

      »»» Clique aqui para escutar a midi

Ritmo de xote nº 3 (baixos) 

        Obs. - Esta variante do triângulo também é Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita utilizada para acompanhar o ritmo de  baião.

         

     

»»» Clique aqui para escutar a midi


Ritmo de xote nº 3   com acompanhamento da mão direita.

   

»»» Clique aqui para escutar a midi

Vamos empregar o que aprendemos na nossa música Sabiá. Ela também pode ser tocada com ritmo de baião, um pouco mais rápida. Coloquei, abaixo da partitura comum (duas primeiras pautas : mão direita – melodia;  mão esquerda – acompanhamento dos baixos) uma pauta para a mão direita, caso vocês queiram cantar ou então acompanhar um cantor, ou tocar com outro instrumento fazendo a melodia. Neste caso, a mão esquerda continua seguindo a segunda pauta, com clave de fá.

»»» Clique aqui para escutar Instrumento de sopro tocado deslizando para a esquerda e para a direita midi

Capítulo 15: ÚLTIMA AULA                    

Chegamos, enfim, à última aula deste mini-curso de acordeom. Nosso objetivo foi apresentar, de maneira bem objetiva, algumas das possibilidades de execução desse instrumento maravilhoso, tão rico e tão brasileiro. Espero que tenha servidoprincipalmente, como estímulo para que todos prossigam estudando e se aperfeiçoando. Apresento, no final desta aula, uma pequena CodyCross Japão Grupo 569 Quebra-cabeça 4 respostas que poderá ajuda-los nesse sentido. Nossa aula de hoje terá duas partes: na primeira parte, dois exercícios para desenvolver a mão direita. Vocês deverão começar bem lentamente, e,na medida em que forem dominando o exercício, vão aumentando a velocidade. Exercícios como este deverão ser praticados todos os dias. Na segunda parte, falaremos sobre o chorinho.

1ª parte:

Road to Velocity número 1

Road to Velocity número 2

.

.

.

].

.

Gaming commission,

Divulgue Euterpe!:

  1. Official license of the online gaming industry, "white" license;
  2. Many players for whom other online casino powers are not available.
  3. Fairly low tax rates;
  4. Exemption from multiple license fees and commissions.

Organizational and legal forms of company opening.

Interest rates. license fees

.

Minimum authorized capital.

Protection of players' personal data

Other license requirements:

  • Contact number. +(60) 56 46 47

Collapse

Popular Slots