TOP online casino

O avião do Dumb Ways JR Madcap

Albuns de BD publicados em Portugal (edição de 2021)

by José Vitor Silva

Catalogo de álbuns de BD publicados em Portugal

Catalogo de álbuns de BD publicados em Portugal Less

Read the publication

Joe • - 2022 Álbuns de Banda Desenhada editados em Portugal 8ª edição José Vitor Silva

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Introdução O objectivo desta obra é dar a conhecer o mundo editorial português na edição de álbuns de Banda Desenhada. Assim, resolvemos catalogar todos os álbuns1 de que temos conhecimento publicados por editoras portuguesas. Até este momento, já conseguimos catalogar 6.939 álbuns. A catalogação foi feita por ordem alfabética do título da obra, estando os álbuns referentes a séries com o título do verbete em maiúsculas e os chamados «one-shots» em letras minúsculas. Não catalogámos as reedições da mesma editora, estando referenciada o ano da 1ª edição. Contudo, quando existem reedições por uma editora diferente, as mesmas são catalogadas. O ano da edição encontra-se entre [xxxx]. Sempre que possível, colocamos entre parêntesis o título original da obra, seguido do ano da primeira edição no país de origem. Este catálogo é um contributo para a história da Banda Desenhada editada em álbum em Portugal, assumindo omissões ou erros, pelos quais nos penitenciamos, solicitando, porém, que nos façam chegar ([email protected]) eventuais averbamentos e correcções. Em complemento, uma lista das obras relacionadas com banda desenhada editadas em Portugal. No final do catálogo encontra-se um índice por autor com as Jogos do Exército das obras/séries em que participou. Anualmente, faremos chegar uma nova edição actualizada com os novos álbuns publicados no ano e rectificações/aditamentos às edições anteriores. Os nossos agradecimentos a todos aqueles que me enviaram valiosas contribuições. José Vitor Silva 1 “Publicação autónoma ilustrada, no caso da BD, quase sempre com uma única história completa”, in Dicionário Universal da Banda Desenhada – Pequeno léxico disléxico, Leonardo de Sá, Pedranocharco, 2010 2

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] A A brincar vamos associar José RUY/Ed. Fundação Montepio [2015] À descoberta do mundo gráfico /Ed. APIGRAF [1996] À esquina João Paulo COTRIM (arg.) e Pedro BURGOS (des.)/Ed. Campo das Letras [2003] “a” maiúsculo com círculo à volta Rui Eduardo PAES/Ed. Chili com Carne [2013] À procura do F.I.M. Artur Jorge GONÇALVES (des.) e Nuno Artur SILVA (arg.)/Ed. ASA [1994] À roda do tacho Artur CORREIA (des.) e António Gomes ALMEIDA (arg.)/Ed. TV Guia Editora [1999] À sombra de Hollywood (The girl from Ipanema) HERMANN (des.) e Yves H. (arg.), 2005/Ed. Vitamina BD [2005] Um notável de Los Angeles mata acidentalmente uma jovem que contratou para uma saída à noite. O bandido que os colocou em contacto é responsável pela retirada do cadáver da vítima. Um policial conduz a investigação . A tempo inteiro Tamayo MARIN/Ed. Assírio e Alvim [2011] A 25, sempre a Abril! DERRADÉ (des.) e GERAL (arg.) /Ed. Polvo, Colecção Primata #27 [2001] Abandonos Ricardo SANTO/Ed. Escorpião Azul [2021] Misturando realidade e ficção, esta história revela-nos a luta de um grupo de pessoas que, após uma tragédia, se uniram na causa comum de preservar o património natural e cultural da Serra da Estrela. Esta BD fala sobre os dilemas internos de quem cresceu e de quem vive no interior, sendo também uma reflexão sobre as consequências do seu abandono. Duas amigas percorrem as zonas da Serra da Estrela afectadas pelos incêndios de 2017 em conjunto com os membros do “Movimento por uma Estrela Viva”, um dos vários movimentos independentes de cidadãos que se formaram na região, após a tragédia e que actuam na regeneração dos terrenos ardidos e abandonados. Assim como na vida e na alma das pessoas que ainda aí resistem. Abecedário dos inventos Artur CORREIA (des.) e António Gomes ALMEIDA (arg.)/Ed. Bertrand Editora [1993] ABELHA MAIA § Uma viagem perigosa + Os novos amigos de Maia/Ed. Círculo de Leitores [1979] Abolição do trabalho (A) Bruno BORGES/Ed. Oficina Arara/Turbina [2017] Abrafaxe e a bandeira dos piratas Massimiliano NARCISO (des.) e Sérgio TULIPANO (arg.)/Ed. ASA [2006] Alex, Max e Califax viajam no tempo e vivem as mais incríveis aventuras. Com coragem e determinação, os três enfrentam grandes perigos sem nunca desanimar ou pôr em causa a solidez da amizade que os une, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Desta feita, os três amigos foram violentamente arrastados para o século XVIII, O avião do Dumb Ways JR Madcap, para uma Ilha das Caraíbas. Após um inquietante encontro com o malvado capitão Barbanegra, O avião do Dumb Ways JR Madcap, Alex aterra na Ilha Tortuga, governada pela belíssima Anne Bonny. Aí reencontra Califax, que se separara 3

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] do trio durante a viagem pelo tempo. Max também está a caminho de Tortuga. Entretanto, a frota real espanhola, sob o comando do pérfido Almirante Dom Archimbaldo de la Cruz, navega ao largo daquela ilha paradisíaca e, graças ao jogo sujo de Barbanegra, encontrá-la será apenas uma questão de tempo. ABUTRE (O) Pedro MASSANO/Ed. Europress Humor negro. 1. Vem aí o abutre [1980] 2. O abutre vai às urnas [1981] 3. Boiando nas águas turvas da corrupção [1982] 4. Aborto proibido é o mais apetecido [1982] 5. O camaleão tem um fanico [1983] 6. As férias no Algás [1983] 7. Os miseráveis [1988] Acedia André COELHO/Ed. Chili com Jogo de Vestir 2 com Pontos [2016] Um homem, Daniel, sofre de distorções na sua percepção visual devido a um corpo estranho alojado algures na cavidade ocular. Apesar da insistência das notificações hospitalares para dar início aos seus tratamentos, ele vê-se confrontado com a hipótese das suas alucinações estarem a proporcionar-lhe uma fuga para uma nova percepção da realidade. Daniel terá que optar entre encarar a sua doença como um sinal evidente da sua mortalidade ou como uma intensificação da vida. Acender uma fogueira (Construire un feu) Christophe CHABOUTÉ, 2007 /Ed. Levoi-Públicor, Colecção Novela Gráfica (VI série) #13 [2020] Num deserto de neve e gelo, um homem e o seu cão confrontam as forças da natureza e o frio intenso, a sua vida depende unicamente dos poucos fósforos que possui e com a qual tem de acender uma fogueira para conseguir sobreviver. Achamento do Brasil – Uma ópera em banda desenhada (O) Artur Félix CRUZ (des.) e Risoleta PEDRO (des.)/Ed. Foco Musical [2006] Esta banda desenhada é inspirada na ópera O Achamento do Brasil encomendada pela Foco Musical ao compositor Jorge Salgueiro. Além da narração deste acontecimento histórico, aborda-se alguma da terminologia do mundo operático e apresentam-se os instrumentos musicais presentes na partitura. Este trabalho é essencialmente um estímulo e um complemento para a audição desta obra, escrita como um meio de sensibilização a este género musical, daí a inclusão do respectivo CD ACHILLE TALON GREG/Ed. Meribérica Achille Talon, estereótipo do quarentão da classe média francesa, tem um pequeno mundo à sua medida, uma pequena vivenda numa zona residencial, um vizinho agressivo, Lefuneste, uma noiva de origem nobre, Virgule de Guillemet, um pai apreciador de cerveja e uma boa mãe que lhe faz umas boas refeições. § Não ao sonho (Ne rêvons pas!), 1961 [1982] § Achille Talon agrava o seu caso (Achille Talon agrave son cas!), 1967 [1982] Colecção 16x22 #3. As férias de Achille Talon (Les vacances de Achille Talon), 1977 [1982] #6. Achille Talon ainda não disse tudo (Achille Talon n'a pas tout dit), 1977 [1982] #11. Com 50º graus de febre (A 50 degrés de fièvre), 1977 [1983] #20. Achille Talon vizinho de elite (Achille Talon voisin d'èlite), 1978 [1984] #21. O ABC da B.D. (Le ABC de la BD), 1978 [1984] #25. O invencível Achille Talon (L'invicible Achille Talon), 1979 [1984] #29. O homem de poucos amigos (Et le mal appris d'amis), 1978 [1984] Acontorcionista: Manifesto Grupo EMPÍREO/Ed. Chili com carne [2011] Acrobatas (Os) Marcos TRINDADE/Ed. Chili com Carne [2016] Daqui a 100 anos, investigando o que foi as primeiras décadas deste milénio será impossível apagar a enorme corrupção das nossas actuais classes políticas, tal é a quantidade de registos que mostram a javardice dos nossos dirigentes, em que este livro será mais um testemunho deste nosso sofrimento. Como muitos livros nossos em que a superfície engana a profundidade dos conteúdos, infelizmente, muitos olharão para Os Acrobatas como um manual de auto-ajuda para os "(blow)jobs for the boys" que queiram subir ao céu. A queda no entanto será fatal. ADAM 4

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Brian BASSET/Ed. Gradiva Humor sobre as tarefas domésticas de um homem. 1. Adam (Adam) [1997] 2. A vida começa às 6.40 h (Life begins at 6:40) [1997] 3. Pai há só um! (Life in the fast-food lane) [1998] 4. Carrinha laroca (Minivanity) [1998] 5. Deus abençoe este escritório. com benefícios fiscais (Bless this home office. with tax credits) [1999] 6. Café Adam (Cafe Adam) [1999] 7. Prisão domiciliária [2003] 8. Maldita cafeína [2004] 9. Lar, doce escritório [2004] 10. Aaahh, segunda-feira [2005] 11. Trabalho infantil [2006] 12. Danos colaterais [2008] ADÈLE BLANC-SEC Jacques TARDI As aventuras decorrem no início do século XX e o episódio inicial leva-nos ao Museu de História Natural de Paris. Após a eclosão de um ovo de um pterodáctilo, Adèle, jovem enérgica e sem complexos, se confrontará com os sábios mais loucos, com membros de seitas místico-criminais, além de uma múmia ressuscitada e bestas sanguinárias. Tardi, através das aventuras de Adéle, leva-nos ao místico fantástico de um século novo, confrontado com novas ideias e novas invenções. Ed. Livraria Bertrand § Adéle e o monstro (Adèle et la bête), 1976 Levantar Barra Sem Hesitação, Flexão de Cotovelo § O demónio da Torre Eiffel ( La démon de la Tour Eiffel), 1976 [1978] § O sábio louco (Le savant fou), 1977 [1979] § Múmias loucas (Momies en folie), 1978 [1980] Ed. Witloof 1. Adéle e o monstro (Adèle et la bête), 1976 [2003] 2. O demónio da Torre Eiffel ( La démon de la Tour Eiffel), 1976 [2003] 3. O sábio louco (Le savant fou), 1977 [2003] Ed. Público/ASA § O sábio louco (Le savant fou), 1977, Colecção Os Incontornáveis de Banda Desenhada #4 [2011]2 Ed. ASA § Volume 1 [2010]3 § Volume 2 [2010]4 § Volume 3 [2011]5 Adepto de futebol (O) Pedro AFONSO (des.) e Jaime Cancella ABREU (arg.), 2003/Ed. Prime Books [2003] ADLER René STERNE/Ed. ASA Oriundo de uma família bávara, ex-piloto da Luftwaffe, Adler von Berg, esgotado pela guerra, deserta em 1942 e parte para a Índia, onde funda a sua própria companhia aérea: a Air Freight. Aqui encontra a bela Helen, futura companheira de aventuras. No interior da selva indiana, vive dramáticas aventuras, lutando contra todas as formas de opressão. 1. O avião do Nanga (L'avion du Nanga), 1985 [1990] 2. O covil do Katana (Le repaire du Kanana), 1987 [1991] 3. «Muerte» em trânsito («Muerte» transit), 1989 [1991] 4. A última missão (La dernière mission), 1992 [1992] Afastar o medo Alain CORBEL/Ed. Abraço Edições [1997] Afirma Pereira (Pereira prétend) Pierre-Henry GOMONT, 2016/Ed. G. Floy [2018] Adaptação do romance de Antonio Tabucchi. "Afirma Pereira", obra emblemática sobre a resistência contra o totalitarismo e a censura, conta a progressiva tomada de consciência de um homem dos anos de 1930 contra a ditadura que se vai 2 Inclui o one-shot “O demónio dos gelos” (Le démon des glaces) 3 Adèle e o monstro + O demónio da Torre Eiffel (Adèle et bête+Le démon de la Tour Eiffel) 4 O sábio louco (Le savant fou) 5 Múmias loucas + O segredo da salamandra (Momies en folie + Le secret de la salamandre) 5

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] erguendo no seu país, aqui contada numa adaptação gráfica profunda, imbuída de uma notável expressividade e dinamismo no seu desenho. Um verdadeiro retrato duplo: o de um homem cheio de sensibilidade humanista, e o de uma Lisboa ao mesmo tempo plena de cor e de melancolia. Afrika (Afrika) HERMANN, 2007/Ed. Vitamina BD [2007] Nesta obra de Hermann, Dário Ferrer é responsável pela segurança de uma reserva natural, protegendo os animais da caça furtiva. Charlotte é uma jornalista que pretende fazer uma reportagem sobre os caçadores furtivos e para isso recorre à ajuda de Dário. Mas de forma acidental, vão a um local onde um massacre é realizado por militares. A partir daí passam a ser eles a caça, tentando sobreviver na dura selva africana. Agá – A cura Vítor OLIVEIRA/Ed. Câmara Municipal de Lousada [2017] Em 2315 o mundo tal como o conhecemos já não existirá. Seis séculos de selvagem industrialização em nome do progresso deixaram a sua marca: um processo lento mas constante de alterações climáticas que mudaram para sempre o rosto do nosso planeta. Durante quase cem anos, a dinastia Berer reina e praticamente sem contestação. No interior da Aliança as vozes dissidentes são rapidamente silenciadas e no exterior há mais de trinta anos que ninguém ouve falar da Resistência. Poucos foram aqueles que prestaram atenção quando um soldado desertou e abandonou as linhas do exército. Tratava-se de um caso isolado, certo? E afinal… que diferença poderá um único homem fazer?… Agarrem esse chimpanzé (Follow that chimp) Philippe DUPASQUIER/Ed. Terramar [1993] AGATHA CHRISTIE Adaptação à Banda Desenhada dos contos policiais de Agatha Christie. Ed, Planeta Agostini § Crime no Expresso do Oriente (Le crime de l’Orient-Express), 1995, François RIVIÉRE (arg.) e Jean-François MINIAC (des.) [1997] § Morte no Nilo (Mort sur le Nil), 1995, François RIVIÉRE (arg.) e Jean-François MINIAC (des.) [1997] § O caso dos dez negrinhos (Dix petits nègres), 1995, François RIVIÉRE (arg.) e Frank LECLERCQ (des.) [1997] Ed. Arte de Autor • Hercule Poirot: Crime no Expresso Oriente (Le crime de l’Orient Express), CHAIKO (des.) e Benjamin VON ECKARTSBERG, 2017 [2018] • Miss Marple: Um cadáver na biblioteca (Un cadavre dans le bibliotèque) 2017, Olivier DAUGER (des.) e Dominique ZIEGLER (arg.) [2019] • Os Beresford: Mister Brown (Les Beresford: Mister Brown), 2017, Emílio VAN DER ZUIDEN [2019] • Hercule Poirot: Morte no Nilo + O misterioso caso de Styles (Mort sur le Nil + Le mystérieuse affaire de Styles), 2019/2020, CALLIXTE (des.) e Isabelle BOTTIER (arg.)/Romuald GLEYSE (des.) e Jean-François VIVIER (arg.) [2020] • Hercule Poirot: Os crimes do ABC (A.B.C. contre Poirot), 2020, Alberto ZANON (des.) e Frédéric BRÉMAUD (arg.) [2021] • Hercule Poirot: No início, eram dez. (Ils étaient dix), 2020, CALLIXTE e Georges VAN LINTHOUT (des.) e Pascal DAVOX (arg.) [2021] • Hercule Poirot: Encontro com a morte (Rendez-vous avec la mort), 2019, MAREK (des.) e Didier QUELLA- GUYOT [2021] Agência de viagens Lemming (A) José Carlos FERNANDES/Ed. Devir [2015] A Agência de Viagens Lemming foi editado em tiras semanais no suplemento de férias do Diário de Notícias em 2005, as histórias O avião do Dumb Ways JR Madcap agrupadas em duas secções: Dez mil horas de jet lag e O síndrome da classe turística. Quem aprecia A Pior Banda do Mundo vai encontrar aqui múltiplos pontos de contacto, mas A Agência de Viagens Lemming tem uma característica única na obra de JCF: mantendo uma linha condutora, alterna ritmos narrativos, mistura o apontamento curto com a história mais prolongada, e em dois ou três casos, afasta-se do remoque malicioso, que é a sua imagem de marca. AGENTE 212 (O) Daniel KOX (des.) e Raoul CAUVIN (arg.)/Ed. Book Tree O agente 212, de grande barriga, é um polícia corajoso. Contudo, o bravo 212 é muito desastrado. As missões que lhe são confiadas por Lebrun, seu superior, terminam sempre em catástrofes. O seu companheiro de turno é o agente Albert, não menos desastrado que o 212. Até a sua esposa, Louise, sofre com as gaffes de seu esposo. § Beco sem saída (Voie sans issue), 1984 [2001] § Um polícia medricas (Ainda flic flanche), 1991 [2002] AGENTE 327 6

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA Cavaleiro da Cidade 3D EM PORTUGAL] Martin LODEWIJK/Ed. Amigos do Livro § Dossier Círculo das bruxas & Dossier Subaquático (Geheimakte Hexenring) [1981] § Dossier Forte Cristóforo (Geheimakte Sonntagskind) [1981] AGENTE SECRETO X-9 O Agente Secreto X-9, mais tarde Phil Corrigan, é um defensor da lei, com um ódio de morte aos bandidos e criminosos, desde que estes assassinaram a sua esposa e filho. O sucesso e o realismo da série foi tal que o FBI deteve Hammett para descobrir as suas fontes de informação quanto à divulgação de supostos segredos de Estado. Edições 70/Alex RAYMOND (des.) e Dashiel HAMMETT (arg.) [1982] 1. 1934/01/22-1934/04/07 2. 1934/04/09-1934/06/27 3. 1934/06/28-1934/09/15 4. 1934/09/17-1934/12/02 5. 1934/12/04-1935/02/21 6. 1935/02/22-1935/05/13 7. 1935/05/14-1935/11/18 [continuação do episódio “O rapto de Philip Shaw”, “O caso das rosas egípcias” e “O organizador”] Editorial Futura/Al WILLIANSON (des.) e Archie GODWIN (arg.) § Corrigan [Tiras de 30.01.1967 a 09.09.1960], Colecção Antologia da Banda Desenhada Clássica #11 [1984] AGENTES DO C.A.O.S. Filipe TEIXEIRA (des.) e Fernando DORDIO (arg.)/Ed. Kingpin Books § A conspiração Ivanov [2010] § Nova ORDEM [2013] § Inspector Franco: CAOS e ORDEM [2014] Agentes S.M.A.S numa aquaventura em Almada (Os) Carlos LARANJEIRA e Paulo REBELO (des.) e Isabel LARANJEIRA (arg.)/Ed. S.M.A.S. de Almada [2006] AGNES Tony CROCHRAM/Ed. Gradiva Comic-strip de uma menina de uma escola primária da cidade de Ohio. § Sou demasiado nova para ser tão brasa (I’m for too young to look hot), 2003 [2005] § Estraguei o plano divino (I have tempered with the divine plan), 2005 [2008] Água que bebemos (A) Artur CORREIA (des) e Maria Alberta MENÉRES (arg.)/Ed. Caminho [2003] Banda Desenhada de cariz pedagógico. Águas perigosas Dominique DAVID (des.) e Cristina SQUADRA/Rudi MIEL (arg.), 2002/Ed. Parlamento Europeu [2002] ÁGUIAS DE ROMA (AS) Enrico MARINI/Ed. ASA Pênalti da Copa do Mundo 2016 ação decorre na Roma antiga, onde a intriga, a rivalidade, o amor são os ingredientes fulcrais da série. Roma, vencedora da guerra contra os Germanos, fica com o jovem filho do príncipe vencido, que será educado pelos canones romanos. Essa tarefa ficará a cargo de Marcus e Tito. Até que ponto o príncipe refém Ermanamer se transforma em romano ou ficará sedeoso de vingança pelos “sequestradores”. § Livro I (Livre I), 2007 [2011] § Livro II (Livre II), 2009 [2011] § Livro III (Livre III), 2011 [2011] § Livro IV (Livre IV), 2013 [2013] § Livro V (Livre V), 2016 [2016] Ai, Jesus! SAM/Ed. Livraria Bertrand [1977] Airbag e outras histórias Pedro BURGOS/Ed. Mundo Fantasma [2003] 7

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] AIRBORNE 44 Philippe JARDINET Dezembro de 1944. A Batalha das Ardenas já dura vários dias. Numa floresta congelada pela neve e pelo gelo, as detonações finais ainda chegam aos ouvidos de um GI Airborne abatido na neve. Na frente dele, duas crianças indefesas tentam impedi- lo de morrer. Mas nas suas costas, uma mancha de sangue cresceu inexoravelmente . Ed. Público/ASA 1. Onde os homens caem (Là où tombent les hommes), 2009 [2017] 2. O amanhã será sem nós (Demain sera sans nous), 2009 [2017] 3. Omaha Beach (Omaha Beach), 2011 [2017] 4. Destinos cruzados (Destins croisés), 2012 [2017] 5. Se é preciso sobreviver (S’il faut survivre), 2014 [2017] 6. O inverno das armas (L’Hiver aux arms), 2015 [2017] Ed. ASA 7. Geração perdida (Génération perdue), 2017 [2020] 8. Sobre as nossas ruínas (Sur nos ruines), 2019 [2020] AKIRA Katsuhiro OTOMO Aventuras de um jovem chefe de um grupo confrontado com o paranormal após a 3ª Guerra Mundial. Ed. Meribérica/Líber 1. A auto-estrada, [1998] 2. O poder de Tetsuo [2000] 3. A armadilha [2000] 4. O plano dos anciãos [2000] 5. O despertar [2000] 6. O satélite assassino [2000] 7. Missão Sakaki [2000] 8. A vitória de Takashi [2000] 9. O que domina o caos [2000] 10. Encontro nas profundezas [2000] 11. A batalha pelo templo de Miyako [2001] 12. O terceiro fenómeno [2001] 13. Visão do submundo [2001] 14. A demonstração do poder [2001] 15. A prova de força [2001] 16. A transmutação [2003] 17. O reencontro [2003] 18. Sonhos do passado [2003] 19. Amigos para a eternidade [2004] Ed. JBC Portugal 1. [2018] Ala dos namorados (A) José Manuel SOARES (des.) e Artur VARATOJO (arg.), 1956/Ed. Futura, Colecção Antologia da Banda Desenhada Portuguesa #15 [1985] Adaptação histórica e épica sobre o famoso grupo de jovens cavaleiros que formaram a ala esquerda da armada portuguesa na batalha de Aljubarrota e que pelos seus feitos na batalha se distinguiram. Foram chamados de “Ala dos namorados” por terem idades entre os 18 e os 25 anos, nenhum deles casado, e por serem ousados, um pouco inconsequentes mas destemidos e aventureiros, muitos dos quais viriam a tornar-se nos maiores heróis da cavalaria medieval portuguesa. + “De Angola à contra-costa – A viagem aventurosa de Capelo e Ivens”, José Manuel SOARES Aladdin (Aladdin) Ed. Diário de Notícias, Colecção “Os clássicos filmes de Walt Disney em banda desenhada” [1996]6 Aladino Chiqui DE LA FUENTE (des.) e Carlos CORNEJO (arg.) Adaptação do clássico em banda desenhada. § Ed. Fernando Pereira, Colecção Álbuns do Tio João #9 [1979] § Ed. Líber [1975] § Ed. Editorial Futura [1981] 6 Edição bilingue português/inglês. 8

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] ALAIN CHEVALLIER Christian DENAYER (des.) e André-Paul DUCHATEAU (arg.)/Ed. Arcádia [1974] Alain Chevallier é um piloto dos circuitos automóveis. Na companhia da sua noiva Tina Rex e do seu mecânico John John, vive as suas aventuras num cenário desportivo e policial. § A corrida diabólica (La course diabolique), 1974 ALBANY E STURGESS Jean-Louis FLOC’H (des.) e François RIVIÉRE (arg.)/Ed. Meribérica Sir Francis Albany exerce a profissão de crítico no Daily Wire e tem como principal amiga Olivia Sturgess, uma romancista muito querida nos meios literários londrinos. Entre cocktails mundanos, resolvem dedicar-se a resolver inquéritos policiais. § O encontro em Sevenoaks (9rive99e9-vous de Sevenoaks), 1977 [1983] § O dossier Harding (Le dossier Harding), 1980 [1985] § À procura de Sir Malcolm (A la recherche de Sir Malcolm), 1984 [1986] ALBERTO LOMBRIGA (Dr.) ALBERT LOMBAIRE/Bernard SWYSEN/Ed. Booktree O Dr. Alberto Lombriga é um simpático médico, com um espírito distraído e desajeitado, mas muito empenhado em ajudar os seus pacientes, mas que por vezes o levam ao desespero com as situações criadas pelos seus pacientes. 1. Depressa, doutor! (Vite, doctor!), O avião do Dumb Ways JR Madcap, 2003 [2005] Álbum de família Jorge de GUIMARÃES/Ed. Afrontamento [1988] Alcobaça em Banda Desenhada – Ambiente, História e Actividades Tradicionais Jorge DELMAR (des.) e Carlos MENDONÇA/Pedro TAVARES (arg.)/Ed. Câmara Municipal de Alcobaça [2001] ALDEBARAN LEO/Ed. Book Tree [2002] Sem qualquer contacto com a Terra há mais de um século, o planeta Aldebaran é governado ditatorialmente pela Igreja e o Exército. Um monstro marinho faz desaparecer a pequena aldeia de pescadores de Arena Blanca engolida por uma substância pegajosa. O misterioso Driss Shediac, a jornalista Gwendoline Lopes, os adolescentes Marc e Kim procuram a chave do mistério. § A catástrofe (La 9rive99e99), 1994 Aldeia branca (Uma)/O bar do barbudo (Ainda 9rive9 blanco) Tomeu PINYA/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (3ª série) #14 [2017] Trata-se de uma obra coral, povoada de personagens com histórias para contar e que, além de Rafa, o dono do bar, e de Núria e Marga, as empregadas, inclui naturalmente os clientes do bar. Clientes como Pantaléon, o vagabundo carregado de histórias; Eduardo Corona, o escritor argentino em busca de inspiração; Ignacio, o velho criador de pombos; Lucia, a fotógrafa de guerra: Don Nicolas, que espera (e desespera) pelas cartas do seu velho amor; o marinheiro Bernet Colóm, um Ulisses que O avião do Dumb Ways JR Madcap sempre a Núria, O avião do Dumb Ways JR Madcap sua Penélope, Hugo, o desenhador que não compreende a arte moderna; Kurt, o alemão de aspecto ameaçador e coração de ouro; e Fátima, a Sherazade por quem Rafa sonhou toda a vida. Em O Bar do Barbudo contam-se histórias que sabem a sal, à brisa do mar e a uma chávena de café. É ao balcão do seu bar que Rafa, o barbudo dono, ouve as histórias que os seus clientes lhe contam, em troca de comida ou de bebida, viajando deste modo por todos os mares do mundo, sem sair da sua pequena ilha. Alegre flibusteiro (O) (The Laughing Pirate) Vítor PÉON, 1960/Ed. Futura, Colecção Aventuras #9 [1997] Alexandre, o Grande – A vida de um conquistador (Alexander the Great: The life of the King and Conqueror) Rob SHONE e Anita GANERI (des.) e Chris ODGERS (arg.), 2005 /Ed. ASA [2008] Alfaiatezinho valente (O) § Chiqui DE LA FUENTE (des.) e Carlos CORNEJO (arg.)/Ed. Futura [1981] § (Le 9rive99e petit tailleur) MAZAN, 1996/Ed. Meribérica-Líber [2000] Alfredo Nuno FRAGATA/Ed. Cine-Clube de Avanca, Colecção BD #1 [2001] 9

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] ALGERNON WOODCOCK Guillaume SOREL (des.) e Mathieu GALLIÉ (arg.)/Ed. Book Tree [2002] Série que nos leva a um enredo fantástico onde o racional e o irracional rapidamente se tornam inseparáveis. § O olho de fé – primeira parte (L’œil Fé – première partie), 2002 Alguém desarruma estas rosas e outras estórias José Carlos FERNANDES/Ed. Pedranocharco [1997] Alguns dias com um mentiroso (Quelques jours avec un menteur) Étienne DAVODEAU/Ed. Mundo Fantasma [1999] O ponto de partida de Alguns dias com um mentiroso é uma semana de férias de cinco amigos, agora trintões, para recordar os (bons velhos) tempos em que a liberdade era total, sem famílias, nem empregos, nem responsabilidades. Férias que mais do que tempo de recordar, se tornam numa reflexão, quase sempre desiludida, sobre aquilo em que a vida transformou os sonhos (“nós crescemos; não vamos viver toda a vida como adolescentes”) que a juventude acarinhou. Ao longo dos oito dias/capítulos que dura a experiência, a proximidade força a revelar os traços fortes do carácter de cada um, os defeitos, as qualidades, os desejos, os recalcamentos. Mas há mais, pois um deles não conta (toda) a verdade; o único que mantém ainda o espírito da juventude, o único que recorda uma antiga aposta que quer ganhar para provar que (também) é capaz de ser alguém, mesmo que não tenha conseguido “vencer na vida”, o que é agora (triste) sinónimo de casar, ter filhos ou um emprego das nove às seis. Uma semana em conjunto que, nalguns casos, permite (voltar a) soltar amarras e partir ao encontro da liberdade (antes) sonhada, ainda que haja um abismo entre os sonhos de agora e de então. Fica pelo menos essa esperança, assim o deixe a implacabilidade da vida em sociedade pouco dada a diferenças e independências. Alguns meses em Amélie (Quelques mois à Amélie) Jean-Claude DENIS, 2002/Ed. ASA [2006] Aos 50 anos, Aloys Clark sente-se um homem falhado. Sem inspiração, incapaz de escrever uma linha, o escritor percorre as bibliotecas e os centros culturais de França para falar de literatura. Sem amor e sem alegria, atormentado pela morte do pai, o homem cede à depressão. Até ao dia em que, numa prateleira cheia de pó, encontra um livro, um livro de outro autor. Esta história, aparentemente autobiográfica, transmite alegria de viver e, graças a ela, Aloys decide seguir a pista do autor reencontrando o gosto pela escrita e, principalmente, o gosto pela vida. Ali Babá e os 40 ladrões Adaptação do clássico à banda desenhada. § Chiqui DE LA FUENTE e Carlos CORNEJO/ Ed. Fernando Pereira, Colecção Álbuns do Tio João #7 [1977] ; Ed. Futura [1981] § BEAUMONT/Ed. Edinter, Colecção Turquesa [1978] ALI BÉBER BÉDU (des.) e BLAREAU (arg.)/Ed. Edinter [1983] Aventuras nos reinos das Mil e Uma Noites 1. O escorpião negro (Le scorpion noir), 1980 [1983] 2. A chave da felicidade/O sombra branca (La clef du bonheur/ L’ombre blanche), 1981/1982 [1983] Alice na cidade das maravilhas Luís LOURO/Ed. ASA, Colecção Estórias de Lisboa #7 [1996]; Ed. Ala dos Livros [2020]7 Uma história que, passando-se em Lisboa, se projecta e nos projecta para horizontes sem fronteiras e espartilhos, numa interpenetração de ideias, conceitos e abordagens O avião do Dumb Ways JR Madcap de ingénuos nos remetem para o clima de atracção, indispensável a uma obra literária divertida, mas cuidadosa. É assim que aborda temas tão diversos e actuais como a prostituição, o património, o meio ambiente, os animais em vias de extinção, a solidariedade e a violência, numa notável amálgama de doçura e perspicácia. Alice torna-se, assim, o fenómeno visível do quotidiano que nos inquieta e transforma, retrato puro e duro daquilo a que as vidas de Alice e nós mesmos chegámos. Alice no país das maravilhas Adaptação da obra de Lewis Carroll. • A.RUE e F. HOFFMAN/Ed. Agência Portuguesa de Revistas [1975] • (Alice au pays des merveilles) TURK, DUPA, Bob DE GROOT e DANY (des.) e GREG (arg.), 1973/Ed. SEL [1980] • (Alice au pays des merveilles) David CHAUVEL (des.) e Xavier COLLETE (arg.), 2010/Colecção Grandes Clássicos da Banda Desenhada #2, Ed. Levoir/RTP [2020] 7 Existe também uma edição especial dos 25 anos da Ed. Ala dos Livros com uma tiragem de 150 ex. 10

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Alice num mundo real Susanna MARTÍN (des.) e Isabel FRANC (arg.)/Ed. Público/Levoir [2016] Qual a mulher que não fica assustada quando ouve falar de cancro de mama? Sim, o tema é forte e não convida a brincadeiras. O mesmo não pensaram Isabel Franc (argumento) e Susanna Martín (desenhos) quando em 2010 se juntaram para criar o romance gráfico Alice num mundo real, uma história contada na primeira pessoa. ALINE Adão ITURRUSGARAI/Ed. Devir 2. Fantasias urbanas [2005] 3. Era uma vez. [2005] 4. Cama, mesa e banho [2008] ALISE E OS ARGONAUTAS (Alise et les Argonautes) Alfonso FONT (des.) e Patrick COTHIAS (arg.)/Ed. Meribérica [1990] Em 2032, a França é governada pelo presidente Pélias que utiliza as guerras bacteriológicas para aterrorizar o seu povo. A fome e a poluição reinam por todo o lado. Alise festeja os seus vinte anos junto do seu pai adoptivo Chiron. Após saber que o seu verdadeiro pai é prisioneiro de Pélias, ela parte à sua procura. § A noite do presidente (La nuit du président), 1986 ALIX Jacques MARTIN As aventuras de Alix decorrem em plena ascensão do Império Romano nos anos 50 A.C. Alix é um jovem gaulês que descobre uma parte das suas origens após a morte do seu «proprietário» Honorus Galla. Liberto da escravidão, Alix participa na grande aventura do Império Romano, na companhia do seu amigo Enak, descobrindo múltiplas civilizações, desde o Egipto à China. Ed. Edições 70 1. Alix, o intrépido (Alix l’intrepide), 1956 [1981] 2. A esfinge de ouro (Le sphinx d’or),1956 [1981] 3. A ilha maldita (L’île maudite), 1957 [1981] 4. A tiara de Oribal (La tiare d’Oribal), 1958 [1982] 5. Garra negra (La griffe noire),1959 [1982] 6. As legiões perdidas (Les légions perdues), 1965 [1982] 7. O último espartano (Le dernier spartiate), 1967 [1983] 8. O túmulo etrusco (Le tombeau étrusque),1968 [1983] 9. O deus selvagem (Le dieu sauvage),1970 [1983] 10. Iorix, o grande (Iorix le Grand), 1972 [1984] 11. O príncipe do Nilo (Le prince du Nil), 1974 [1984] 12. O filho de Espártaco (Le fils de Spartacus), 1975 [1985] 13. O espectro de Cartago (Le 11rive1111 de Carthage), 1977 [1986] 14. O deus vulcão (Les proies du volcan), O avião do Dumb Ways JR Madcap, 1978 [1987] 15. A torre de Babel (La tour de Babel), 1981 [1987] 16. Herkios, o jovem grego (L’enfant grec), 1980 [1989] 17. Vercingetorix (Vercingétorix), 1985 [1989] 18. O imperador da China (L’empereur de Chine), 1983 [1990] 19. O cavalo de Tróia (Le cheval de Troie), 1988 [1990] Ed.

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] § Ó Alexandria O avião do Dumb Ways JR Madcap Alexandrie), 1996, Jacques MARTIN, Marc HENNIQUIAU e Rafael MORALÈS (des.) e Jacques MARTIN (arg.) [2002] § O rio de Jade (Le fleuve Jogos de zumbis Jade), 2003, Rafael MORALÈS (des.) [2004] § O ibero (L’ibère), 2007, Christophe SIMON (des.) e Jacques MARTIN, François MAINGOVAL e Patrick WEBER (arg.) [2011] Ed. Público/ASA [2010] 1. Alix, o intrépido (Alix l’intrepide), 1956 2. A esfinge de ouro (Le sphinx d’or),1956 3. A ilha maldita (L’île maudite), 1956 4. A tiara de Oribal (La tiare d’Oribal), 1958 5. Garra negra (La Griffe noire),1959 6. As legiões perdidas (Les Légions perdues), 1965 7. O último espartano (Le dernier Spartiate), 1967 8. O túmulo etrusco (Le tombeau étrusque),1968 9. O deus selvagem (Le dieu sauvage),1970 10. Iorix, o grande (Iorix le Grand), 1972 11. O espectro de Cartago (Le Spectre de Carthage), 1977 12. O deus vulcão (Les proies du volcan), 1978 13. Herkios, o jovem grego (L’enfant grec), 1980 14. A torre de Babel (La tour de Babel), 1981 15. Vercingetorix (Vercingétorix), 1985 16. O cavalo de Tróia (Le cheval de Troie), 1988 ALIX SENATOR Thierry DÉMAREZ (des.) e Valérie MANGIN (arg.)/Ed. Gradiva Roma, ano XII aC. O imperador Augusto é um homem poderoso. Alix tem mais de 50 anos. É um senador. Enquanto a paz parece finalmente reinar no Império, Agripa, genro de Augusto, é morto selvaticamente por uma águia, o pássaro de Júpiter. Ataque político ou maldição divina? Caberá a Alix descobrir o que se esconde por detrás dessa morte misteriosa. Com a ajuda de Tito, o seu filho, e Khephren, filho do seu companheiro desaparecido Enak, ele descobrirá que um terrível inimigo se instalou no coração de Roma. 1. As O avião do Dumb Ways JR Madcap de sangue (Les Aigles de sang), 2012 [2021] 2. O último faraó (Le dernier pharaon), 2013 [2021] Jogo de ordenha YOU NEED IS KILL Takeshi OBATA (des.) e Ryosuke TAKEUSHI (arg.)/Ed. Devir A Terra é invadida pelos Mimics, uma raça alienígena de monstros quase 12rive1212e12121212s12 que se lançam numa guerra de extermínio. Keiji Kiriya é apenas um entre inúmeros O avião do Dumb Ways JR Madcap 12rive1212e12121212s ser metido numa armadura mecanizada e atirado para o meio da carnificina, onde é abordado por Rita Vrataski, a famosa «Pantera Blindada». Será ela a chave para a salvação? Será que existe uma esperança pela humanidade? 1. [2015] 2. [2015] Volume duplo #1+#2 [2021] Almanaque – Curtas de BD COLECTIVO (des.) e André OLIVEIRA (arg.)/Ed. Bicho Carpinteiro [2018] Almeida Garrett e a cidade invicta José RUY/Ed. Âncora [1999] Ligado ao Porto, pelo seu nascimento e grande dedicação como homem público, João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett é um dos filhos mais ilustres desta cidade. Através da sua arte e sensibilidade José Ruy aflora a biografia desta notável figura a quem o Porto – e todo o País – prestou homenagem por ocasião do 2.º Centenário do seu nascimento, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Alô? Filipe ABRANCHES/Ed. Polvo, Colecção Primata Comix #8 [1999] Altemente MOSI/Ed. Comic Heart Entre 6 e 18 de Julho, Mosi e um grupo de colegas da Faculdade de Belas Artes de Lisboa frequentaram uma residência artística na aldeia algarvia de Alte, perto de O avião do Dumb Ways JR Madcap 2 semanas, tiveram de desenvolver um projecto artístico que envolvesse a comunidade. Assim, decidiu que o seu fosse um conjunto de pequenas histórias traduzidas para banda desenhada. Algo que ilustrasse o quotidiano e os momentos mais marcantes durante aqueles 15 dias que passaram em Alte.Distribuído por 3 volumes, Altemente vai manter uma narrativa bastante aberta e solta. A autora procura um espírito livre e descontraído, de forma a condizer com o ambiente e com as pessoas fantásticas que fizeram parte destas histórias. Devido à espontaneidade dos acontecimentos, não existe uma sequência fixa, há apenas um tema que liga os vários 12

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] momentos que foram vividos jogo de luta samurai longo da estadia.Para ela, o mais importante é que todo este projecto seja genuíno. Teve a preocupação de retractar os locais, as pessoas e os eventos da forma mais fiel que as suas memórias a permitiram, mas sempre de um ponto de vista pessoal. No entanto, não é uma história sobre Mosi; é uma memória de 2 semanas fantásticas entre pessoas extraordinárias num local remoto que foi tão acolhedor, ao qual a autora tem muito prazer em partilhar e que vai para sempre guardar, com muito carinho. 1. [2016] 2. [2016] 3. [2016] ALTOR Marc BATI (des.) e Jean GIRAUD (arg.)/Ed. ASA A Nova Terra foi colocada sobre a vigilância da Confederação Galáctica que a condenou a 18.000 anos de sabedoria. A horrível feiticeira negra aproveitou uma brecha aberta por Apildom, O avião do Dumb Ways JR Madcap, o mágico míope, para dominar a Terra. Altor, um menino, Aurelys, a filha da luz, Lorcan, o homem do céu e Licorne unem-se contra a ambição da feiticeira. § O cristal maior (Le cristal majeur), 1986 [1991] § Na ilha do Unicórnio – O cristal maior 2 (Sur l’île de la licorne – Le cristal majeur 2), 1988 [1991] § O segredo de Auralis – O cristal maior 3 (Le secret d’Aurelys), 1990 [1991] § Os imortais de Shinkara (Les immortels de Shinkara), 1992 [1994] Alves dos Reis – Uma burla à portuguesa José RUY (des.) e Alexandre HONRADO (arg.)/Ed. ASA, Colecção Estórias de Lisboa #3 [1994] A história de Artur Virgílio Alves dos Reis, personalidade fascinante, portuguesa enquanto dotada de engenho e raça empreendedora, homem de descobrimentos Amadeo – A vida e obra entre Amarante e Paris Eduardo VIANA (des.) e Jorge PINTO (arg.)/Ed. Saída de Emergência [2018] Amadeo CodyCross Nosso Mundo Grupo 16 Quebra-cabeça 4 Respostas Souza-Cardoso, o segredo mais bem guardado da arte moderna. Assim Crianças aprendem a ler Lite ser considerado o pintor português, nascido em Manhufe, Amarante, e participante ativo no movimento da vanguarda modernista parisiense. Permanentemente inconformado e dividido entre o provincianismo de Manhufe e o cosmopolitismo de Paris, Amadeo viveu de forma furiosa e em procura constante: de si mesmo e de novas formas de expressão artística. Recusando aderir a qualquer escola, Amadeo rompeu convenções e esteve ao lado de grandes nomes da pintura mundial, de Modigliani, seu grande amigo e parceiro, a Brancusi, passando pelo casal Delaunay. Amália Rodrigues Aude SAMAMA/Ed. FNAC8 Amarante – A 13rive1313 defesa da ponte José RUY/Ed. Âncora [2009] A 19 de Junho de 1808, os cidadãos da Vila de Amarante, revoltam-se contra os franceses que ocupavam Portugal, à semelhança do que acontecera na cidade do Porto, conseguindo que o comando do implacável general francês Henri-Louis Loison batesse em retirada. Um ano depois (1809), as tropas de Napoleão voltam a invadir o nosso País e, uma vez mais, atacam os amarantinos que, durante 14 dias, defendem a ponte estoicamente. AMIGOS DE LUCA (OS) Laurent HOUSSIN (des.) e Stephan VALENTIN (arg.) /Ed. Sinais de Fogo Série dedicada ao público juvenil. 1. Tim adora os seus amigos [2001] 2. Zeca está apaixonado [2001] Amor de perdição Miguel JORGE (des.) e João Miguel LAMEIRAS (arg.)/Ed. Lev [2006] Adaptação da obra de Camilo Castelo Branco. Amor é um inferno (O) (The love is hell) Matt GROENING, 1986/Ed. Gradiva [2006] Este livro consubstancia uma apresentação sincera e directa de factos, teorias e espírito positivo que assegurará a satisfação de quem alimenta um interesse amadurecido pelo comportamento amoroso humano, masculino e feminino, já para não falar no dos coelhos. No interior, encontrará utilíssimos conselhos especializados sobre todo o tipo de problemas amorosos, desde Conseguir o Amor que Merece até Partir o Seu Coração em Milhões de Pedacinhos. E muito, muito mais. Fazemos votos para que O avião do Dumb Ways JR Madcap um amor tão duradouro e substancial como o livro que tem nas mãos. Amor é vermelho e arde (O) 8 CD+Livro 13

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Terry MORGAN/Ed. Assírio e Alvim [2005] Amor fatal Marcel RUIJTERS/Ed. Polvo, Colecção Primata Comix #11 [1999]9 Amor infinito que te tenho e outras histórias (O) Paulo MONTEIRO, 2010/Ed. Polvo [2010] [2021]10 Reúne um conjunto de histórias curtas efectuadas entre 2005 e 2010 e mostra de forma clara e concisa o percurso de maturação de um autor que vive intensamente as histórias que conta e desenha. Amnistia Internacional em BD COLECTIVO/Ed. Amnistia Internacional [1991] Ana dos cabelos ruivos – Novela gráfica Brenna THUMMLER (des.) e Mariah MARSDEN (arg.)/Ed. Fábula [2021] Uma edição que torna acessível o clássico de Lucy Maud Montgomery, com beleza e um estilo moderno, e ao mesmo tempo fiel à época em Jogo de caminhada se desenrola a história. Narrativa cheia de pureza e valores universais e que promove a coragem, a bondade, a alegria, a superação e a resiliência. Andanças e confissões de um homem em pijama (Andanzas de ainda hombre ainda pijama + Confesiones de ainda hombre ainda pijama) Paco ROCA, 2014, 2018/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (VI série) #7 [2020] Recolha das histórias publicadas na revista El Semanal e uma história inédita, em que o autor continua a relatar de forma divertida o dia-a-dia de um quarentão que conseguiu cumprir o seu sonho de ficar em casa todo o dia de pijama vestido. Andar de cima (O) Francisco Sousa LOBO/Ed. Chili com Carne [2014] Bola Rolante 3D ou o longo caminho para casa Zé BURNAY/Ed. de autor [2019]11; Ed. A Seita [2019] Jornada do herói que acompanha um estranho nómada perdido numa viagem entre o iniciático e o surreal, Andrómeda é também a crónica de um regresso a um destino simultaneamente desejado e desconhecido, através de uma jogo de luta samurai pós- apocalíptica ou perdida na antiguidade. Uma obra-prima da banda desenhada portuguesa, que mergulha o leitor no imaginário do seu autor, feito de mitos e lendas, terror, simbolismo e aventura. ANDY CAPP Reg SMYTHE/Ed. Fólio Edições • Zé do Boné – Volume I [2007] • Zé do Boné – Volume II [2007] • Zé do Boné – Volume III [2007] Anel da rainha de Sabá (O) Fernando BENTO, 1953/Ed. Futura, Colecção Antologia da Banda Desenhada Portuguesa #19 [1988] ANGELA & RENÉ Curd RIDEL /Ed. Meribérica Angela é uma pequena criança iguais a todas as outras que tem por companhia um pequeno porco chamado O avião do Dumb Ways JR Madcap. Contudo, os seus pais não apreciam a presença constante do animal dentro de sua casa, mesmo ela sendo no campo. Angela tem um pequeno namorado de nome Giovanni. A série é apresentada em gags de uma prancha. § Amigos do peito (Copains comme cochons), 1997 [2000] Angola – A intentona do 27 de Maio KALYANA (des.) e Rui GALHANAS (arg.)/Ed. QB Comunicação [2017] O que foi realmente o 27 de Maio? Diga-se o que se disser, torne-se o partido que se quiser, a tentativa de golpe de estado fraccionista – como ficaria conhecido – abriu a caixa de Pandora. Ódios mal digeridos provocaram uma onda avassaladora de sangue e crueldade. As causas e as consequências políticas destes acontecimentos, demasiado confusos e traumatizantes, ainda hoje provocam acesas discussões. 9 Inclui as seguintes histórias: “Amor fatal”, “A mulher macia”, Mat GLESEN (arg.) e “Da caixa de sabão” 10 Edição com uma nova capa. 11 Versão em inglês 14

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Angola janga Marcelo D’SALETE/Ed. Polvo [2018] Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de história, Palmares. Por mais de cem anos foi como que um reino africano dentro da América do Sul. E, apesar do nome, não era tão pequeno como isso: Macaco, a capital, tinha uma população equivalente à das maiores cidades brasileiras da época. Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. O seu maior líder, Zumbi, transformou-se numa lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra. Animais, uns e os outros TURCIOS /Ed. Documenta [2013] Animal’Z Enki BILAL, 2099/Ed. ASA [2009] Num cenário que pode ser o nosso futuro, ou apenas uma versão paralela da História, um desastre ecológico e climático alterou dramaticamente o planeta, desestabilizando por completo a ordem social. Aqui a água potável é um raro tesouro. A sobrevivência individual é uma luta desesperada de todos e a comunicação é errática. O transporte é perigoso e poucos núcleos urbanos conseguem preservar a Compatibilidade de casal social. Anjos (Os) Jakob KLEMENCIC/Ed. Polvo, Colecção Primata #15 [2000] ANJOS DE AÇO (Les anges d’acier) Victor DE LA FUENTE (des.) e Victor MORA (arg.) /Ed. Meribérica Silver Stone, Randy, Dallas e o conde Ícaro formam os Anjos de Aço. Os heróis participam em golpes de Estado, combatem no Japão em 1937 e na Guerra da Abissínia. As aventuras decorrem entre as duas Grandes Guerras Mundiais. § Os Anjos de Aço (Les anges d’acier), 1983 [1988] § Os Anjos de Aço na floresta maldita (Sur la jungle des damnés), 1986 [1989] § A rota da Abissínia (La rose d’Abyssinie), 1987 [1989] Anjos e outras armadilhas Pedro PIRES/Ed. DEVIR [2005] Uma história constituída por um trio de contos aparentemente isolados, com um grupo de personagens que atravessam os tempos, ligados por um fio condutor: um combate entre um demónio e um anjo. Anna na selva (Anna de la jungla) Hugo PRATT /Ed. Meribérica [2001]12 Acampamento britânico de Gombi. Enquanto os soldados estão entediados, o tom-tom anuncia notícias terríveis: o espectro de Wambo, feiticeiro-chefe dos Wagaias, vai reaparecer, O avião do Dumb Ways JR Madcap. O comissário McGregor, preocupado, decide trazer o Doutor Livingstone e a sua filha Ann para Gombi, como medida de segurança. Entretanto chega o marinheiro Tipperary O’Hara, com o jovem Dan, um príncipe que viaja incógnito e pretende fazer um safari. Os planos de Dan logo se alteram. Muita coisa está acontecendo nesta parte da África, onde tudo é pretexto para embarcar no “Golden Vanity” de O’Hara. Às vezes, para resgatar companheiros em perigo. Ou para uma caça ao tesouro – cidade perdida, cemitério de elefantes . A oportunidade de encontrar encontros incríveis e enfrentar todos os perigos. Ann CodyCross Cruzeiro Grupo 646 Quebra-cabeça 4 respostas Dan, dois adolescentes de coragem e inteligência excepcionais, vão unir-se para sempre. Anne Frank – Biografia gráfica Sid JACOBSON (des.) e Érnie COLON (arg.), 2010/Ed. Devir [2013] O ponto de partida para este livro, foi o conhecido Diário, que descreve o dia-a-dia de Anne Frank durante os dois anos (1942- 1944) que permaneceu escondida num anexo durante a ocupação nazi na Holanda, durante a Segunda Guerra Mundial. Nesta biografia gráfica, os autores vão mais longe, e suportada por testemunhos reconstroem uma narrativa que abrange um período que se situa entre o antes o depois dos acontecimentos contados no Diário, o que possibilita não só conhecer melhor a extraordinária figura de Anne Frank como igualmente permite uma melhor contextualização dos acontecimentos escritos no Diário. Ano de Camões (O) Fernando BENTO (des.) e Adolfo Simões MULLER (arg.)/Ed. Biblioteca Calouste Gulbenkian [1980] Anos dourados Marco MENDES /Ed. Mundo Fantasma [2013] 12 Contém os episódios “Wambo Morreu. Wambo Vai Voltar”, “A cidade perdida de Amon Rá”, “O feiticeiro de Ujiji” e “O cemitério dos elefantes”. 15

[ÁLBUNS DE Boomerang Make and Race DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Anos de fogo 1933-1945 (Os) (Les anées de feu 1933-1945) Michel SCHETTER, O avião do Dumb Ways JR Madcap, 1982/Ed. ASA, Colecção Histórias da História #3 [1990] Ano em que fomos campeões mundiais (O) Andreas DIERSSEN/Ed. Polvo, Colecção Primata Comix #19 [2000] ANOS SPOUTNIK (OS) (Les Années Spoutnik) BARU /Ed. Polvo Anos 50 do século XX. Crónica de um tempo, um meio, um universo, com a história e a realidade de que convidar sem cerimónia dentro de rituais, emoções e imaginação da infância do autor. § O penalti (Le penalty), 1999 [2002] § Eu é que sou o chefe (C’est moi le chef!), 2000 [2002] § Bip bip! (Bip bip!), 2002 [2003] ANSELMO CURIOSO (As aventuras de) (Anselme Lanturlu) Jean-Pierre PETIT /Ed. Publicações Dom Quixote [1982] Usando um chapéu de palha, Anselmo é um jovem curioso de como funciona o universo. Acompanhado pela loura e bela Sophie, vai descobrindo os segredos da informática, dos buracos negros, da geometria, etc. § O sonho de voar (Sin on volait?), 1980 § A magia da informática (L’informagique), 1980 § Einstein e a teoria da relatividade (Tout est relatif), 1981 § Einstein e o buraco negro (Big Bang), 1981 § Os mistérios da geometria (Le géométricon), 1982 Antologia da mente Tommi MISTURI /Ed. CHILI COM CARNE [2018] António o Barrosão Carlos Dias TAVARES /Ed. Câmara Municipal de Montalegre [1996] Ao som do fado (Sur um air du Fado) Nicolas BARRAL, 2020 /Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (VI série) #14 [2020] A história decorre em Portugal, na década de 1960, período em que o país tinha Salazar como presidente do Conselho de Ministros do governo ditatorial do Estado Novo. Nicolas Barral começa Ao Som do Fado com a queda da cadeira dada por Salazar, durante umas férias no Forte de Santo António, no Estoril. Fernando Pais é um médico lisboeta que leva uma vida tranquila vivendo longe das tensões que se fazem sentir no país, até ao dia em que é contratado para tratar os prisioneiros torturados pela PIDE. O que deverá ele fazer? Ignorar ou passar a fazer parte dos horrores do regime? Não fazer nada é aderir e Fernando não tem outra opção que não seja envolver-se activamente na resistência. Aparição de Fátima (A) Eduardo Teixeira COELHO/Ed. Meribérica [2001] A história do milagre de Fátima. Apesar de tudo (Malgré tout) Jordi LAFEBRE, 2020/Ed. Arte de Autor [2021] Ana e Zeno são dois amantes platónicos destinados a encontrarem-se à distância, protagonistas de um romance no qual Fall Guys Running Race Game final é, na verdade, O avião do Dumb Ways JR Madcap, um novo começo. Ela é a Presidente da Câmara de uma pequena cidade de províncias focada no seu trabalho, ele um espírito livre e sonhador difícil de encaixar. A vida parecia empenhada em mantê-los separados. até que a ambos acabam as desculpas para se reencontrarem. Jordi Lafebre oferece-nos a sua primeira obra a solo, um relato doce e irresistível sobre um par de corações vibrando em uníssono através do espaço e do tempo narrado com a audácia de todo um mestre. APENAS UM PEREGRINO Carlos EZQUERRA (des.) e Garth ENNIS (arg.)/Ed. Devir § Apenas um Peregrino (Just a pilgrim), 2001 [2002] § Jardim do Éden (Garden of Eden), 2002 [2003] Apocalipse – A revelação de São João 16

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Corrado ROI (des.) e Alfredo CASTELLI (arg.)/Ed. A Seita, 2 volumes [2021]13 O Apocalipse, ou Livro das Revelações, é o último e o mais visionário livro do Novo Testamento. Atribuído ao evangelista São João, este capítulo fulcral da Bíblia é adaptado à banda desenhada de forma simultaneamente rigorosa e inovadora por dois mestres dos fumetti italianos, Alfredo Castelli e Corrado Roi, não só traduzindo em imagem o texto alegórico de São João, O avião do Dumb Ways JR Madcap, como analisando a importância deste texto bíblico ao longo dos tempos, através da influência que o Apocalipse teve sobre personalidades tão diversas como Isaac Newton, Aleister Crowley e Jorge Luís Borges. Uma adaptação espectacular e visionária, que encontra na arte de Corrado Roi a sua representação mais eficaz e surpreendente, e que é o segundo volume da Colecção Nona Literatura, o selo d’A Seita consagrado à adaptação de grandes textos literários à banda desenhada. APOCRYPHUS Colectânea/Ed. de autor 1. Fantasia [2016]14 2. Crime O avião do Dumb Ways JR Madcap 3. Femme Power [2018] 4. Sci-Fi [2019]16 Apontamentos de Raphael Bordallo Pinheiro sobre a pitoresca viagem do Imperador de Rasilb pela Europa Raphael Bordallo PINHEIRO/Ed. ? [1872] Apontamentos de terror PEPEDELREY/Ed. Escorpião Azul [2018] Quando se vagueia sozinho numa cidade fria e distante, onde nos parece e nos soa a diferente e violento, a alma cria em nós uma ilusão de algo que está para além do racional. As quatro histórias que constituem este livro tentam criar medos e pavores ancestrais, mas tudo não passa de simples incapacidade de admitir a nossa violência interior, o medo de nos expormos e sermos julgados. Aprender a ter medo (Apprendre à frissoner) MAZAN, 1998/Ed. Meribérica [2000] Adaptação do conto de Grimm AQUABLUE Olivier VATINE (des.) e Thierry CAILLETEAU (arg.)/Ed. ASA [2004] Após um naufrágio espacial, a jovem Wilfrid Morgenstern e o seu robot Cybot são recolhidos em Aquablue, um planeta composto por vários arquipélagos povoados por indígenas pacíficos, na sua maior parte. Contudo, as riquezas do planeta atraem visitantes perigosos. § Não (Ainda), 1988 AQUAMAN Ed. Levoir § O abismo, Ivan REIS (des.) e Geoff JOHNS (arg.), Colecção Super-Heróis DC Comics (série 3) [2016] Aqueles que te amam (Ceux qui t’aiment) Étienne DAVODEAU, 2002 /Ed. MaisBD [2002] “Aqueles que te amam” começa nos últimos momentos da grande final europeia em que se enfrentam franceses e italianos. O empate, a manter-se, assegura a vitória dos primeiros. Jogam-se os últimos segundos da partida e Renaud Landy, o guarda- redes dos franceses do F.C.E., prepara-se para bater o último pontapé de baliza. Faz um compasso de espera, dá alguns passos para a bola, 17riv e, de repente, golpe de teatro! Chuta para a própria baliza, dando a vitória à equipa italiana. Aqui, à Terra Paulo PATRÍCIO (des.) e Miguel MOURA (arg.)/Ed. Polvo, Colecção Quadradinho #6 [1997] Aqui há houve algo. 13 Existe uma edição com uma capa exclusiva para a Wook. 14 “Duelo”, João RAZ (des.) e Miguel JORGE (arg.); “O destruidor de Azalur”, Pedro POTIER (des.) e Inocência DIAS (arg.); “Coisas viris”, Miguel MONTEGEGRO; “Mutatis Mutantis”, Rui GAMITO (des.) e Miguel MONTENEGRO (arg.); “Absolvição”, Miguel JORGE 15 “Tábua rasa”, Miguel JORGE (des.) e Keith CUNNIGHAM (arg.), “Pesadelos de uma noite de verão”, Pedro POITIER (des.) e Patrícia FURTADO (arg.), “Impressões”, Daniel da Silva LOPES (des.) e Nuno Amaral JORGE (arg.), “Dois gládios e um copo de vinho”, Diana ANDRADE (des.) e Inocência DIAS (arg.), “O olho”, Miguel MONTENEGRO, “A futilidade do mal”, Filipe COELHO e Fernando MADEIRA (des.) e Sofia FREIRE (arg.) 16 “Espaço Negativo”, Fernando LUCAS; “Relatividade” © Keith CUNNINGHAM & Miguel JORGE; “Guerra das Flores” Rogério RIBEIRO & Aires MELO; “Plano B-123”, André MATEUS & Jorge COELHO; “Silencioso na Escuridão”, Bruno Martins SOARES & Filipe COELHO; “O Alien em Nós”, Sofia FREIRE & Diana ANDRADE; “Arena”, Nuno Amaral JORGE & Paulo MONTES; “Está-lhes no Sangue”, Carlos SILVA & Gabriela TORRES; “Silêncio” Pedro CIPRIANO & Daniel da Silva LOPES 17

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] FLIX/Ed. Polvo [2020] “Aqui já houve algo…” reúne as memórias da infância de Flix, o autor deste livro, e de uma série de parceiros de conversas. Do tempo em que a Alemanha ainda estava dividida e o muro existia. Tudo começou em 2008 com a publicação, num jornal de Berlim, de uma pequena história sobre tanques de brincar, O avião do Dumb Ways JR Madcap, percepções erradas e uma realidade que, para uma criança de sete anos, era inconcebível. Mas após esta estreia, Flix foi tendo cada vez mais conversas sobre o tema com amigos e conhecidos e apercebeu-se que também eles tinham recordações interessantes para relatar dessa época. Uma única história transformou-se em duas, depois três, quatro e por aí fora. Quase todos os meses aparecia uma no jornal, até se atingir mais de trinta episódios. Estes são, pois, os seus testemunhos. AQUI HÁ GATO (Get Fuzzy) Darby CONLEY/Ed. Bizâncio Humor americano sobre um executivo de publicidade de Boston, Rob Wilco, e dos seus dois animais de estimação: o cão Satchel Pooch e gato Bucky Katt. 1. O cão não é um brinquedo (The Dog Is Not a Toy), 2001 [2004] 2. Contra gatos não há argumentos (Fuzzy Logic), 2002 [2007] 3. A era do gato (The Get Fuzzy Experience: Are You Bucksperienced), 2003 [2007] 4. Gatástrofe (Blueprint for Disaster), 2003 [2008] 5. Olhó passarinho! (Say Cheesy), 2005 [2008] 6. Formação desordenada (Scrum Bums), 2006 [2010] 7. Hollywood é demasiado pequeno para mim (I’m Ready for My Movie Contract), 2007 [2011] Aqui mesmo (Ici même) Jacques TARDI (des.) e Jean-Claude FOREST (arg.), 1979/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (4ª série) #2 [2018] “Aqui Mesmo”, conta a história surreal e satírica de Arthur Même, que foi despojado das suas terras que lhe foram usurpadas pelos primos sem escrúpulos. Depois de numerosas disputas consegue recuperar os muros da propriedade onde passa a viver. E é ali, no alto daqueles muros que mantém a sua posição estratégica, possuidor das chaves que abrem e fecham todas as portas e portões da propriedade e, com a ajuda de um célebre e caro advogado, que espera recuperar a totalidade das suas terras. “Aqui Mesmo” foi um dos títulos fundadores da revista francesa (À Suivre) em 1978, tendo feito a capa do primeiro número e vencido o prémio de melhor argumento no Festival de Angoulême de 1980. A parceria destes dois grandes artistas, Tardi/Forest, resultou numa das obras mais originais de toda a história da BD. Ar puro e água fresca PERO/Ed. Polvo [2013] Filho de caçador, Joshua vê-se brutalmente órfão após o ataque à casa familiar por um grupo de índios. Terá então de aprender a sobreviver sozinho e a tornar-se adulto no ambiente vasto e rude das Montanhas Rochosas de meados do século XIX. ÁRABE DO FUTURO (O) Riad SATTOUF/Ed. Teorema Uma novela gráfica de cariz autobiográfico e alcance político em que, com um humor arrasador e uma grande sensibilidade, o autor conta a sua infância e juventude na Líbia do General Kadafi e na Síria de Hafez Al-Assad. 1. Ser jovem no Médio Oriente (1978-1984) (Une jeunesse au Moyen-Orient [1978-1984]), 2014 [2015] 2. Ser jovem no Médio Oriente (1984-1985) (Une jeunesse au Moyen-Orient [1984-1985]), 2015 [2016] 3. Ser jovem no Médio Oriente [1985-1987] (Une jeunesse au Moyen-Orient [1985-1987]), 2016 [2017] 4. Ser jovem no Médio Oriente [1987-1992] (Une jeunesse au Moyen-Orient [1987-1992]), 2018 [2020] Aranha (A) Carlos PAIS/Ed. Escorpião Azul [2021] Numa floresta sombria esconde-se um ser furtivo: a Aranha. A curiosidade atrai Pigmalião com uma força irresistível que o guia numa viagem de autodescoberta. Esta história leva-nos no percurso de Pigmalião rumo ao objeto do seu desejo. Neste caminho, as imagens servem de pretexto para conhecermos o seu pensamento. Ardalén (Ardalén) Miguelanxo PRADO/Ed. ASA [2013] Se é certo que somos o que recordamos, não é menos verdade que a memória não é um registo objectivo e inalterável. Sabela tenta reconstruir uma história, uma parte da sua história, através das recordações de Fidel, um ancião que vive perdido numa pequena localidade galega. A memória deste, porém, confunde realidade com fantasia, recordações com desejos, habitando um espaço interior cheio de fantasmas, sonhos e ilusões. Entretanto, há outros fios que se vão entrelaçando neste processo de recuperação, outras pessoas, outras memórias. Sim, porque também somos aquilo que os outros recordam! E nessas memórias, próprias e alheias, há amor e carinho, mas também rancores e ódios. Por isso recordar não é inócuo. E quem não recorda, não vive! Uma novela gráfica que ganhou, em 2013, o Prémio de Melhor Obra Espanhola no Salão de BANDA DESENHADA de Barcelona. Arde Cuba (Arde Cuba) Agustin Ferrer CASAS, 2015/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (VI série) #9 [2020] 18

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Em Arde Cuba, Agustín Ferrer Casas relata-nos os últimos tempos do regime corrupto e violento de Fulgencio Batista e o avanço da guerrilha de Fidel Castro, numa mistura de realidade e fantasia, onde personagens reais como Fidel Castro, Camilo Cienfuegos, Che Guevara, ou Ernest Hemingway se misturam com outras criadas por Ferrer Casas, como o velho mendigo de dons proféticos. Ardínia e D. Tedon Pedro EMANUEL/Ed. Quartzo [2013] O argumento baseia-se numa lenda medieval da região do Tabuaço, contando uma história de amor, quase impossível, da bela moira Ardínia e do cavaleiro cristão D. Tedon. Argumentos para Banda Desenhada João FAZENDA/Ed. SOS Racismo [1999] ARIA Michel WEYLAND/Ed. Meribérica Livre, independente, perita no manejo de armas e vestida com uma túnica que evidencia as características atraentes da heroína. Aventuras numa época indeterminada, Aria combate déspotas e feiticeiras, evoluindo num mundo crepuscular de magia e aventura, de mundos bizarros e monstros fabulosos, além de encantadores cavaleiros. § A fuga de Aria (La fugue d’Aria), 1980 [1984] ARIA Brian HOLGUIN (arg.)/Ed. Devir A história começa numa livraria de Nova York, especializada no esotérico. A dona da loja, uma jovem chamada Kildare, ao longo de um dia lida com uma mulher que encontrou uma espada no seu apartamento, dois góticos que querem beber absinto e um homem que procura uma poção do amor barata. Depois do trabalho, volta para seu apartamento, onde é saudada por um espelho falante e um aquário cheio de minúsculos sereianos . § A magia de Aria, Jay ANACLETO (des.) [2002] § O mercado das almas, Lan MEDINA (des.) [2003] § Os rituais de encantamento, Lan MEDINA [2005] Aristides de Sousa Mendes – Herói do holocausto17 José RUY/Ed. Âncora [2004] Natural de Cabanas de Viriato, Aristides de Sousa Mendes, é um dos filhos mais ilustres do Concelho de Carregal do Sal. Diplomata da época do holocausto nazi, o Cônsul foi, acima de tudo, um homem O avião do Dumb Ways JR Madcap, exemplo de coragem e tolerância numa época em que as directivas do Governo Nacional eram colocadas acima de qualquer imperativo de consciência. E esse foi, acima de qualquer outro, o motivo que transformou Aristides de Sousa Mendes numa das grandes figuras do panorama histórico e político nacional. Através do desfolhar destas breves páginas pretende-se divulgar, dar a conhecer, de uma forma cativante, o Homem cujo gesto humanitário salvou a vida a mais de 30 mil pessoas que eram perseguidas pelo regime de Hitler. Foi este acto que conduziu Aristides de Sousa Mendes e toda a sua família à miséria. Aliás, o Cônsul faleceu, sozinho, no Hospital da Ordem Terceira, em Lisboa, no ano de 1954. Mas o seu gesto só muito mais tarde viria a ser reconhecido. Aristogatos (Os) (The Aristocats) Ed. Diário de Notícias, Colecção “Os clássicos filmes de Walt Disney em banda desenhada” [1996]18 ARMANDINHO Alexandre BECK/Ed. O Castor de Papel Com um olhar terno mas crítico sobre o mundo actual, a vida em família ou a convivência com um sapo dentro de casa (!), Armandinho, para além deste último, quase só contracena com os pais – de quem conhecemos apenas as pernas, o que torna o mundo em que se move ainda mais seu. Os problemas escolares, as questões alimentares, a falta de tempo dos progenitores (para o que é realmente importante), a guerrilha pela manutenção do sapo como animal de estimação e, principalmente (?), as questões relacionadas com a infância, sejam elas a imaginação, os temores, as traquinices ou a perspectiva diferente que as crianças conseguem ter do (mesmo) mundo em que vivemos, são abordados com humor, ternura e sentido crítico q.b. por Beck. § Armandinho Zero [2014] § Armandinho Um [2014] § Armandinho Dois [2015] Armas do metabarão (As) (Les armes du métabaron) Travis CHAREST e Zoran JANJETOV (des.) e Alejandro JODOROWSKI (arg.), 2008/Ed. Vitamina BD [2008] 17 Existe uma versão em francês: “Aristides de Sousa Mendes – Héros de l’holocauste” [2004] 18 Edição bilingue português/inglês. 19

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Armário psicótico (O) Mariette TOSEL19/Ed. Eterogémeas [2008] ARMAZÉM CENTRAL (Magasin général) Régis LOISEL e Jean-Louis TRIPP A história de Armazém Central decorre numa uma aldeia do Quebec rural nos anos 40 do século XX. O argumento gira em torno de uma personagem feminina, Marie, viúva e herdeira da principal empresa local (o “Armazém Central”, que dá o título para a história). Ed. ASA § Marie (Marie), 2006 [2007] § Serge (Serge), 2006 [2007] § Os homens (Les hommes), 2007 [2011] Ed. Arte de Autor § Confissões + Montreal (Conféssions + Montreal), 2008/2009 [2020] § Marie (Marie), 2006 [2021] § Serge + Os homens (Serge + Les hommes), 2006/2007 [2021] § Ernest Latulippe + Charleston (Serge Latulippe + Charleston), 2010/2011 [2021] Arnaldo, o pós-cataplético Nuno SARAIVA (des.) e Júlio PINTO (arg.)/Ed. Contemporânea [1999] ARNO André JUILLARD (des.) e Jacques MARTIN (arg.) /Ed. Edinter Arno Firenze é um jovem músico veneziano que, por acaso, salva a vida a Bonaparte, alvo de um atentado orquestrado por uma organização chamada Espadas Vermelhas. Posteriormente, seguindo a rota das conquistas napoleónicas no Egipto, Arno encontra o seu amor, a bela Djeilà. § Espadas Vermelhas (Le pique rouge), 1983 [1987] § O olho de Kéops (L’oeil de Kéops), 1985 [1988] O avião do Dumb Ways JR Madcap Diniz CONEFREY (des.) e Herberto HÉLDER (arg.)/Ed. Íman [2001] ÂROMM O avião do Dumb Ways JR Madcap PELLEJERO (des.) e Jorge ZENTNER (arg.) Sepaq e Talis correm atrás da mesma mulher, Gida, competindo furiosamente através da estepe. Os dois homens não podem resolver o litígio sem a intervenção de Honnoh, o único capaz de transmitir a vontade dos Espíritos da Estepe. Talïz, para tomar posse de Gida, abandona o comando das Dez Tribos, que voltará a Sétaq. Dez anos se passam, mas os espíritos vêm relembrar Talïz que ainda lhes está em dívida. O filho nascido de sua união com Gida Âromm irá servir de aprendiz de Sétaq, um líder cruel e temido. § Destino nómada (Destin 20rive20), 2002/Ed, O avião do Dumb Ways JR Madcap. ASA [2003] § Coração da estepe (Coeur de steppe), 2003/Ed. ASA [2003] § Destino nómada + Coração da estepe (Destin nómade + Coeur de steppe), 2002/2003/Ed. Público/ASA [2008], Coleção Grandes Autores da Banda Desenhada #8 ARQUEIRO VERDE Super-herói Ed. Levoir § Caçadores, Mike GRELL, Colecção Super-Heróis DC Comics #12 [2013] § Ano Um, JOK (des.) e Andy DIGGLE, 2007, Colecção Super-Heróis DC #5 [2016]20 ARROWSMITH Carlos PACHECO (des.) e Kurt BUSIEK (des.)/Ed. Devir § A guerra da magia [2005] Arte da guerra (A) C. C. TSAI/Ed. Editorial Presença [2019]; Pete KATZ/Ed. Vogais [2020] 19 Pseudónimo de Tiago Manuel. 20 O volume contém as revistas norte-americanas Green Arrow: Year One #1 a #6. 20

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Arte de bem-amar: a sexualidade em banda desenhada (A) (Le savoir aimer – La sexualité ainda bande dessinée) WAMRY (des.) e Luc NORIN (arg.), 1990/Ed. Pergaminho [1993] Arte de Jirô Taniguchi: O homem que caminha (A) Jirô TANIGUCHI/Ed. Panini Comics [2005], Colecção Série Ouro – Os Clássicos da Banda Desenhada #19 Arte de José Carlos Fernandes: Antologia 1998-2005 (A) José Carlos FERNANDES/Ed. Panini Comics [2005], Colecção Série Ouro – Os Clássicos da Banda Desenhada #17 Arte de Moebius (A) MOEBIUS/Ed. Panini Comics [2004], Colecção Os Clássicos da Banda Desenhada #17 Colectânea com os episódios “Garagem Hermética”, “Long Tomorrow” e “Cidadela Cega”. Arte de Prado (A) Miguelanxo Jogo de compras infantil Kid-E-Cats. Panini Comics, Colecção Os Clássicos da Banda Desenhada #14 [2004] Colectânea com os episódios “Traço de giz”, “Tangências”, “Cronicas incongruentes” e “Quotidiano delirante” Arte de voar (A) (El arte de volar) KIM (des.) e Batalhas de monstros TCG ALTARRIBA, 2010/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica (1ª série) #6 [2015] Nascido em 1910 em Espanha, António Altarriba, pai, atravessará o século e as suas horas mais negras, para se suicidar em 2001. António Altarriba, filho, irá em busca da história dele, para poder contá-la e talvez conseguir perceber as razões do suicídio deste homem de 91 anos que tinha sobrevivido a duas guerras mundiais, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Mas mais do que uma simples biografia gráfica, A Arte de Voar é um panorama brilhante do século 20 espanhol. Arte suprema (A) António Jorge GONÇALVES (des.) e Rui ZINK (arg.)/Ed. ASA [1997] Artefacto perverso (O) Frederico DEL BARRIO (des.) e Filipe Hérnandez CAVA (arg.)/Ed. Baleiazul, Colecção Alboom #2 [1998] Artes e partes QUINO/Ed. Publicações Dom Quixote, Colecção Humor com humor se paga [1982] Árvore-coração (A) (Le arbre-coeur), Didier COMÈS, 1988/Ed. Meribérica [1992] A trágica história de um jovem jornalista francês ferido no Afeganistão, tentando sobreviver na sua casa de infância no coração das Ardenas. Arzach (Arzach) MOEBIUS, 1976/ Ed. ASA [2003] Pássaro fabuloso inventado por Moebius. ÁS DE ESPADAS Juan GIMENEZ (des.) e Ricardo BARREIRO (arg.)/Ed. Futura [1985] Uma história da 2ª Guerra Mundial, sem heróis, sem maniqueísmos – mas espectacular como poucas. que ao rigor documental e histórico alia um perfeito domínio da linguagem da BD e um virtuosismo gráfico excepcional. § 1º volume, Colecção Aventuras #221 § 2º volume, Colecção Aventuras #722 Asa quebrada (A) (El ala rota) KIM (des.) e António ALTARRIBA (arg.), 2016/Ed. Levoir-Público, Colecção Novela Gráfica O avião do Dumb Ways JR Madcap série) #14 [2016] Antonio Altarriba volta a visitar a história espanhola do século XX através da vida da protagonista deste volume. “A Asa Quebrada” é a outra face de “A Arte de Voar”. As duas obras formam um díptico onde o autor homenageia uma geração e mergulha nas suas raízes pessoais e familiares. Conta de novo com o traço original, quase punk O avião do Dumb Ways JR Madcap Kim, um dos fundadores da célebre revista satírico-humorística El Jueves, que reconstruiu magistralmente o visual da história da Espanha recente. A mãe de Petra morreu ao dar à luz a filha, e o seu próprio pai tentou matá-la. Depois disso, Petra ficou com um braço paralisado, e agora, nos seus últimos dias de vida, o seu filho descobre tudo o que ela sempre manteve em segredo. A 21 Contém Salão de Maquiagem Princesa episódios "Missão Especial", "Afundar o Von Ruddel", "Little Nemo" e "Difícil Regresso". 22 Contém os episódios “Dresde, inferno nocturno”, “Dresde, inferno diurno”, “Amor e aviões” e “O voo final”. 21

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] percepção de Antonio muda radicalmente e irá reconstruir a história da mãe, uma mulher devota e sofredora, que apesar de tudo conseguiu ser razoavelmente feliz. ASCENDER Dustin NGUYEN (des.) e Jeff LEMIRE (arg.)/Ed. G. Floy Studio Passou-se uma década desde os eventos da série Descender. Tudo mudou desde então. A magia destronou as máquinas, e as regras são agora bem diferentes. Mila, a filha de Andy Jogo de direção de caminhão Effie, passa os dias a explorar as florestas do planeta Sampson, tentando manter-se a salvo dos discípulos malignos da toda-poderosa bruxa vampira conhecida como Mãe. Mas, tal como os pais, Mila não joga segundo as regras, e, assim que surge um certo amigo robótico do pai dela, tudo acaba virado do avesso. 1. A galáxia assombrada [2021] Ascensão Mário FERREIRA/Ed. Escorpião Azul [2019] E se te dessem a oportunidade de te tornares um deus, aceitavas o desafio? Mesmo sabendo que se falhasses o mais certo era morreres? Ascensão é a segunda parte da aventura iniciada em Terra 2.7 por quatro heróis improváveis e que dá respostas às questões então levantadas. A acção decorre nas míticas cidades de Tenochtitlán e Atlantis no continente Oríon. Askar, o general Dileydi FLOREZ/Ed. Chili com Carne [2015] Aspiração horrífica/Vacuum horror Aaron SHUNGA/Ed. Chili com carne [2011] ASSASSIN’S CREED Neil EDWARDS (des.) e Anthony DEL COL e Conor McCREERY (arg.)/Ed. Goody Ed. Goody • Prova de fogo, [2018]23 • Crepúsculo [2018] Tanque Mania Regresso a casa [2018]24 ASSASSINATION CLASSROOM Yusei MATSUI/Ed. Devir O som dos disparos enche a sala de aulas juntamente com uma atmosfera de ordem! A turma do 9º E da Escola Secundária de Kunugigaoka é uma turma de assassinos, O avião do Dumb Ways JR Madcap, onde todos os alunos tentam matar o professor. A relação entre os alunos e o professor, os assassinos e o seu alvo, torna cada dia nesta escola um dia extraordinário! 1. Hora de matar [2015] 2. Hora dos adultos [2015] 3. Hora do aluno transferido [2016] 4. A hora da incredulidade [2016] 5. Hora do talento [2016] 6. Hora da natação [2016] 7. Hora da ilha [2017] 8. Hora da oportunidade [2017] 9. Hora do embate [2017] 10. Hora dos ladrões [2017] 11. Hora do desporto [2018] 12. Hora do Shinigami [2018] 13. Hora das escolhas [2018] 14. Hora do fim das aulas [2019] 15. Hora da tempestade [2019] 16. Hora do passado [2020] 17. Hora de cisão [2021] 18. Hora de São Valentim [2021] 19. Hora de ir à escola [2022] ASSASSINO (O) (Le tueur) Luc JACAMON (des.) e MATZ (arg.) 23 Inclui as bandas desenhadas da revista Assassin’s Creed #1 a #5. 24 Reúne os livros #11-14 incluídos em Assassin’s Creed: Homecoming 22

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] A autobiografia de um assassino profissional. Um homem solitário e frio, metódico e consciencioso, que não se preocupa com escrúpulos nem remorsos. Compartilhamos os seus pensamentos e descobrimos sua vida através de muitos flashbacks, ouvimos o seu monólogo, acostumamos-nos com a sua implacável lógica solitária e quase nos solidarizamos com ele. Ed. Book Tree § Debaixo de mira (Long feu), 1998 [2002] § A engrenagem (L’engrenage), 2000 [2002] Ed. Público/ASA § A dívida + Laços de sangue (La dette + Les liens du sang), 2001/2002, Colecção Os Incontornáveis de Banda Desenhada #12 [2011] Assembleia de mulheres Zé Nuno FRAGA/Ed. A Seita [2019] ASTÉRIX Albert UDERZO (des.) e René GOSCINNY (arg.) Aventuras de uma tribo de gauleses que resiste à conquista total da Gália pelos romanos de César, graças a uma poção mágica que lhe dá uma força sobre-humana. Ed. Íbis/Livraria Bertrand • Astérix, o gaulês (Astérix, le gaulois), 1961 [1967] • Astérix entre os bretões (Astérix chez les Bretons), 1966 [1967] • Astérix nos Jogos Olímpicos (Astérix aux jeux olympiques), 1968 [1968] • Astérix e Cleópatra (Astérix et Cléopatre), 1965 [1969] • O combate dos chefes (Le combat des chefs), 1966 [1969] • Astérix e o caldeirão (Le chaudron), 1969 [1970] • Astérix na Hispânia (Astérix ainda Hispanie), 1969 [1970] • A zaragata (La zizanie), 1970 [1970] Ed, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Círculo de Leitores • A volta à Gália (Le tour de Gaule d’Astérix), 1965 [1981] Ed. Difusão Verbo • O filho de Astérix (Le fils d’Astérix), 1983, UDERZO [1987] • As 1001 horas de Astérix (Astérix chez Rahazade), UDERZO, 1987 [1987] • O grande fosso (Le grand 23rive), 1980, UDERZO [1988] • A odisseia de Astérix (L’odyssée d’Astérix), 1981, UDERZO [1989] Ed. Meribérica 23

ASA • Astérix, o gaulês (Astérix, le gaulois), 1961 [2004]25 • A foice de ouro (La serpe d’or), 1962 [2004] • Astérix e os godos (Astérix et les Goths), 1963 [2004] • Astérix gladiador (Astérix gladiateur), 1964 [2008] • A volta à Gália de Astérix (Le tour de Gaule d’Astérix), 1965 [2005] • Astérix e Cleópatra (Astérix et Cléopatre), 1965 [2006] • O combate dos chefes (Le combat des chefs), 1966 [2005] • Astérix entre os bretões (Astérix chez les Bretons), 1966 [2005]26 • Astérix e os normandos (Astérix et les Normands), 1966 [2006] 25 Existe uma versão em mirandês (L Goulés) [2005] 26 Em 2012 foi lançada uma nova edição com uma nova capa. 24

Salvat [Astérix – A colecção] Foi lançada uma colecção especial com os primeiros 33 volumes. Ed. Salvat [Astérix – Coleção Integral: Edição de colecionador]31 • Astérix e Latraviata (Astérix et Latraviata), 2001, UDERZO [2020] • Astérix na Hispânia (Astérix ainda Hispanie), 1969 [2020] • Astérix entre os pictos (Astérix chez les pictos), 2013, Didier CONRAD e Yves FERRY [2020] • Astérix, o gaulês (Astérix, le gaulois), 1961 [2020] • Astérix e o regresso dos gauleses (Astérix et la rentrée gauloise), 1993 [2020] • Astérix e os normandos (Astérix et les Normands), 1966 [2020] • O papiro de César (Le papyrus de César), 2015, Didier CONRAD e Yves FERRY [2020] • O filho de Astérix (Le fils d’Astérix), 1983, UDERZO [2020] 27 Existe uma versão em mirandês (L’ Galaton) [2006] 28 Existe uma versão em mirandês (L Papiro de César) [2015] 29 Existe uma versão em mirandês (Astérix an Eitália) [2017] 30 Existe uma versão em mirandês (La filha de Bercingétorix) [2020] 31 Cada volume contém mais 16 páginas com conteúdos inéditos sobre a elaboração de cada episódio. 25

Difusão Verbo • Astérix e os piratas (Les pirates), 1984 [1985] • A grande corrida (Le course des chars), 1983 [1985] • O abominável Horrifix (L’abominable Horrifix), 1983 [1986] Edições hors-serie • Os 12 trabalhos de Astérix – Segundo o desenho animado (Les 12 O avião do Dumb Ways JR Madcap d’Astérix), 1976, Meribérica [1981]; Ed. ASA [2016]33 • Astérix e a surpresa de César – Àlbum do filme (Astérix et la surprise de César – L’album du filme), 1985, O avião do Dumb Ways JR Madcap Verbo [1986] • A cozinha com Astérix (La Cuisine avec Astérix, O avião do Dumb Ways JR Madcap, pour petits Gaulois débrouillards et gourmands), 1991, Meribérica [1992] 32 Pequenos livros ilustrados 33 Álbum ilustrado, nova capa assinada por Albert Uderzo, 40 ilustrações inéditas em grande formato assinadas por Albert Uderzo, edição comemorativa do 40º aniversário do filme de animação 26

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] • As viagens gulosas d’Astérix (Les voyages gourmands d’Astérix), 1999, Meribérica [1999] • Os bolos preferidos d’Astérix (Les gateaux préférés d’Obélix), 1994, Meribérica [2000] • Vamos procurar o O avião do Dumb Ways JR Madcap (Mais où est donc Panoramix?!?), 2000, Meribérica [2000] • Vamos procurar o Ideiafix? (Mais où est donc Ideiafix?!?), 2000, Meribérica [2000]; ASA [2012] • Como Obélix caiu no caldeirão do druída ainda era pequeno (Comment Obélix est tombé dans la marmite du druide quand il etait petit), 1989, Meribérica-Líber [1990]; ASA [2007] • Astérix conquista a América – O álbum do filme (Astérix et les indiens – L’album du lendas do futebol, 1995, Meribérica [1995]34 • Astérix e os Vikings – O álbum do filme (Astérix et les vikings), 2006, ASA [2006] • Astérix nos Jogos Olímpicos – O álbum do filme (Astérix et les Jeux olympiques), 1999, ASA [2008] • À procura de… Astérix? (Mais où est donc Astérix?!?), 2000, ASA [2011] • Ao serviço de sua majestade – Álbum do filme (Au service de ainda majesté), 2012, ASA [2012] • O domínio dos deuses – O grande álbum do filme (Le domaine des dieux – Le grand album du film), 2015, ASA [2015] • O domínio dos deuses – O álbum do filme (Le domaine des dieux – Le album du film), 2015, ASA [2015] • O domínio dos deuses – Livro de jogos, 2015, ASA [2015] • O domínio dos deuses – O plano de César, 2015, ASA [2015] • O segredo da poção mágica, Fabrice TARRIN (des.) e Olivier GAY (arg.), ASA [2018] • O menir de ouro (Le menhir d’or), ASA [2020] • Os banquetes de Astérix – 40 receitas inspiradas nas viagens de Astérix e Obélix (Les Banquets d'Astérix), 2018, Thibaud O avião do Dumb Ways JR Madcap [2021] Colecção Tudo sobre…/Ed. ASA • Tudo sobre Obélix [2011] • Tudo sobre Cleópatra [2011] • Tudo O avião do Dumb Ways JR Madcap Atrevidix [2011] • Tudo sobre Panoramix [2011] • Tudo sobre Pepe [2011] • Tudo sobre Romanos I [2011] • Tudo sobre Tulius Venenus Jogo de pênaltis • Tudo sobre Cacofonix [2012] Astérix e os seus amigos – Homenagem a Alberto Uderzo (Astérix et ses amis – Hommage a Albert Uderzo), [Colectivo]35, 2008/Ed. ASA [2008] ASTEROID FIGHTERS Rui LACAS/Ed. ASA Após o primeiro cataclismo, em 2012, o planeta Terra vivia há quase 100 anos sem sobressaltos, defendido por uma nova tropa de elite, munida de indivíduos superpoderosos, os “Asteroid Fighters”. § Tomo 1 – O início [2009] § Tomo 2 – Os oráculos [2012] Astrágalo Terkel RISBJERG (des.) e Anne-Caroline PANDOLFO/Ed. G. Floy [2016] Astrágalo é a história da“fuga permanente da jovem Anne depois de saltar os muros da prisão e, na queda, fracturar o osso do pé, cujo nome dá título a esta obra. Entre esconderijos e armadilhas, ergue-se dos escombros um ser rebelde e impetuoso, confrontado com a vertigem da liberdade e a paixão arrebatadora que a prende a Julien, o seu salvador.” ASTROBOY Ozamu TEZUKA/Ed. ASA Manga “shônen” (ou seja, 27rive2727e272727 para o público juvenil masculino), de grande longevidade – foi publicado até 1968 – é uma história de ficção-científica que decorre no (então futuro e distante) ano de 2003, O avião do Dumb Ways JR Madcap, num tempo em que máquinas e humanos vivem lado a lado. O protagonista é um poderoso robot, criado por um cientista para substituir o seu filho falecido num desastre de automóvel, mas depois abandonado por não crescer e se desenvolver. Astroboy CodyCross Transporte Grupo 109 Quebra-cabeça 5 respostas por tornar-se o herói de Metro City, usando as suas supercapacidades para combater o mal 1. [2010] 2. [2010] 3. [2010] ATALANTA 34 Reedição em 2003 com uma nova capa. 35 Scotch ARLESTON, Jean VAN HAMME, Raoul CAUVIN e Laurent GERRA (arg.) e LOUSTAL, Juanjo GUARNIDO, Alan MOUNIER, ZEP, William VANCE, François BOUCQ, BARU, Gzergorz ROSINSKI, Milo MANARA, TURK, LAUDEC, ACHDÉ, BELTRAN, CARRÈRE, BROSEL, JIDEHEM, DANY, CUZOR, IMMONEN, TIBET, VICAR, Jean GRATON, DERIB, BATEM, FORGES, LLOYD, KUIJPERS e Didier TARQUIN (des.) 27

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] CRISSE/Ed. ASA A fabulosa lenda da Atlântida. 1. O pacto (Le pacte), 2000 [2007] Ataque do submarino alemão (O) Martinho Duarte ABREU (des.) e Roberto Macedo ALVES (arg.)/Ed. APCA – Agência de Promoção da Cultura Atlântica / Sétima Dimensão [2015], Colecção As Fantásticas Histórias da Madeira #1 Uma carta misteriosa enviada para o Sr. João Almeida Fonseca, obriga-o a revisitar as suas memórias do ataque do submarino alemão ao Funchal, em Dezembro de 1916 e a conhecer o outro lado desta história, do ponto de vista do Comandante Max Valentiner, responsável por esta investida ao Funchal. ATAQUE DOS TITÃS Hajime ISAYANA/Ed. JVC Portugal 1. [2018] 2. [2018] 3. [2019] Ateneu (O) Marcello QUINTANILHA/Ed. Polvo [2017] Sérgio, de 11 anos, tem de largar os brinquedos, o conforto caseiro e o carinho dos pais, para iniciar uma nova fase da sua vida: o internato. É por isso matriculado no renomado Ateneu, comandado pelo ilustre director Aristarco, uma figura ostensiva e luxuosa. Se a princípio se deslumbra com a aura de excelência que envolve o colégio, depressa se O avião do Dumb Ways JR Madcap sozinho num ambiente que lhe é estranho. Um sistema repressor que fomenta a hostilidade entre estudantes faz com que as suas ilusões rapidamente se esfumem. Sérgio tem de ser forte o bastante e aprender a lutar para se impor e sobreviver. Atentado a Salazar (O) Santos COSTA/Ed. do autor36 Atitude Carlos ROCHA (des.) e SOS Handling (arg.)/Ed. SITAVA [2015] Atlântida, o continente perdido Ed. Abril/Controljornal, Colecção Álbuns Disney #20 Através do deserto José GARCÊS, 1958/Ed. ASA, Colecção Clássicos da Banda Desenhada Portuguesa #3 [1993] + O santuário de Dudwa, 1981 Auschwitz Pascal CROCI, 2000/Ed. Witloof Auto da barca do inferno Artur CORREIA/Ed. Bertrand Editora [2007] A peça de teatro de Gil Vicente Autumn. The Wind in the Tree, The Wind in the Water HETAMOÉ (des.) e Joana ESCOBAL (arg.)/Ed. Kunsthalle Lissabon [2019] Avaria e outras histórias. José Carlos FERNANDES/Ed, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Casa da Cultura de Loulé [1997] Contém as histórias Ilusão, Blind Idiot Gold, O espaço entre as estrelas, Avaria e Teresa Ave rara Pedro MOTA/Ed. Insónia [2015] Aventura de Cabral ou a invenção do Brasil (A) António MARTINS/Ed. Câmara Municipal de Santarém [2001] A biografia do descobridor português do Brasil. 36 História publicada no jornal "O Crime", que o autor reeditou em forma de caderno, com ajustes na montagem das vinhetas, numa tiragem limitada de 100 exemplares 28

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] Aventura de comer (A) QUINO/Ed. Teorema [2008] Aventura de um Santo – Vida de Inácio de Loiola /Ed. Apostolado da Oração [1991] Aventura do passado perdido José RUY/Ed. ASA [1994] A biografia de Francisco Martins Sarmento Aventura em Paris (Uma) Marcello de MORAES/Ed. Camarada [1964] +O signo do centauro Aventura no Pacífico (Uma) Júlio RESENDE (des.) e António Resende DIAS (arg.)/Ed. O Papagaio [1938] Álbum de 16 páginas, oferta da revista O Papagaio AVENTURA OLÍMPICA (A) Pierre DUPUIS (des.)/Ed. ASA A história dos Jogos Olímpicos. 1. Da antiguidade a 1924 (De l’antiquité à 1924), 1990, O avião do Dumb Ways JR Madcap, Claude MOLITERNI (arg.) [1992] 2. De 1928 a 1956 (De 1928 a 1956), 1992, Thierry ROLAND (arg.) [1994] Aventuras cómicas Eduardo MALTA (des.) e Augusto de SANTA RITA/Ed. Sociedade Nacional de Tipografia, Biblioteca Pim-Pam-Pum #6 [1926] AVENTURAS DA EQUIPA COUSTEAU (AS) Dominique SÉRAFINI (des.)/Ed. Bertrand Editora Após o sucesso televisivo das resportagens científicas do oceanólogo Jacques Cousteau, é a vez da Banda Desenhada descrever as aventuras do barco Calypso e das suas missões científicas nos fundos dos oceanos. § A ilha dos tubarões (Lîle aux requins), 1985, SÉRAFINI (arg.) [1993] § O galeão submerso (Le galion englouti), 1986, Yves PACCALET (arg.) [1991] § Os leões do Calypso (Les lyons de la Calypso), 1987, Yves PACCALET (arg.) [1991] § O golfinho do Amazonas (Le dauphin de L’Amazone), 1989, SÉRAFINI (arg.) [1993] Aventuras da Família de Craig (As) Sharon MENDES/Ed. Escorpião Azul [2015] AVENTURAS DE TOOT & PUDLLE (AS) Hollie HOBBIE/Ed. Vitamina BD Série infantil. Toot & Puddle são uns porquinhos bons amigos, apesar de Toot gostar de viajar e Puddle de ficar em casa. § As aventuras de Toot & Puddle [2004] § Estarei em casa pelo Natal [2003] Aventuras de Bonk e Cronk, Homens das Cavernas do Kung-Futuro (As) Dav PILKEY/Ed. Gradiva [2012] Aventuras de D. João e O avião do Dumb Ways JR Madcap Artur CORREIA, 1956/Ed. Futura, Colecção Antologia da Banda Desenhada Portuguesa Banda Desenhada Portuguesa #14 [1985] + A seita da cobra verde + O roubo do elefante branco Aventuras de Fernando Pessoa, escritor universal. (As) Catarina VERDIER (des.) e Miguel MOREIRA (arg.)/Ed. Parceria A. M. Pereira [2015] A vida de Pessoa transformada numa aventura em BD, através de um texto bem informado e de uns desenhos sóbrios, com momentos de uma elegância inegável. “As Aventuras de Fernando Pessoa”, são uma série de animação congelada que nós imaginamos a ganhar movimento, como se tivesse vida própria. Aventuras de João Sem Medo 29

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] José PAULO/Ed. Moraes Editora [1981] Aventuras de Hergé (Les aventures d’Hergé) STANISLAS (des.) e José-Louis BOUCQUET e Jean-Luc FROMENTAL (arg.), 1999/Ed. Mundo Fantasma/Devir [2003] Aventuras de Pigarço (As) João FERREIRA /Ed. Comissão Executiva da XIX Olimpíada Columbófila Porto 85 [1985] Aventuras de 4 lusitanos e 1 porca José RUY (des.) e Paulo MADEIRA (arg.)/Ed. Futura, Coleção O avião do Dumb Ways JR Madcap da Banda Desenhada Portuguesa #12 [1984] Aventuras de Tom Sawyer (As) § Chiqui DE LA FUENTE e Carlos CORNEJO/Ed. Jogos de design, Colecção Clássicos em Quadradinhos [1979] § E. R. CRUZ (des.) e Irwin SHAPIRO (arg.)/Ed. Pública, Colecção Biblioteca RTP #9 [1985] § Danilo LOIZEDDA (des.) e Caterina MOGNATO (arg.)/Ed, O avião do Dumb Ways JR Madcap. Levoir, Colecção Clássicos da Literatura em BD #5 [2020] Aventuras do Barão Wrangel – Uma autobiografia (As) José Carlos FERNANDES /Ed. Pedranocharco [1997]; Ed. Devir [2003] Equivalente em banda desenhada a um encontro inesperado entre os Salteadores da Arca Perdida e O Pêndulo de Foucault, este álbum é uma trepidante aventura intercontinental que, para além de acção, crime, mistério, sedução, (muitas) sociedades secretas e teorias conspirativas, O avião do Dumb Ways JR Madcap, conta ainda com a participação especial de grandes heróis da literatura e do cinema. Aventuras do fim do episódio (Les aventures de la fin de l’épisode) Lewis TRONDHEIM (des.) e Frank LE GALL (arg.), 1995/Ed. ASIBDP, Colecção Quadradinho #3 [1996] AVENTURAS DO MAGRIÇO (As) Santos COSTA Ed. do autor • Primeiro Livro [2015] • Segundo Livro [2016] Ed. Sete Vidas • 1º volume [2017] Aventuras do Super-Bebé Fraldinha (As) Dav PILKEY/Ed. Gradiva [2003] Aventuras formativas de Fortunata, Maria e Garção (As) Filipe ABRANCHES /Ed. Instituto de Emprego e Formação Profissional [1994] Aventuras na ilha do tesouro Pedro COBIAÇO/Ed. Kingpin Books [2017] “A Ilha do Tesouro é um lugar fantástico, feito de formas e cores exóticas. Essa é uma história sobre os momentos quentes e rasgados da vida, e sobre como uma série de aleatoriedades, curiosamente conectadas, acabaram por levar Capitão – que, ao que tudo indica, será nosso protagonista – a botar seus pés nesse pedaço mágico de terra & gente.” Uma viagem libertária, e libertadora, ao imaginário tribal e mitológico do Brasil. Ou como a revolta dos Cabeças-de-Abóbora contra uma qualquer guarda real invasora pode despoletar uma aparente ligação onírica a um estranho limbo, povoado pelas narrações e desabafos de um demiurgo mascarado que procura lidar com a perda do pai. Aventuras no mar (Racconti di mare), Franco CAPRIOLI/Ed. Pública, Colecção Clássicos em Quadradinhos #10 [1987] Colectânea com os episódios “Os corsários do Rio Grande do Sul”, “Lâminas Cruzadas”, “Uma descida ao Maelstrom”, “Um punhado de pérolas” e “Os violadores do bloqueio” Avril Lavigne pede 5 desejos Camilla d’ERRICO (des.) e Joshua DYSART (arg.)/Ed. Gradiva • Volume 1 [2007] 30

[ÁLBUNS DE BANDA DESENHADA EDITADOS EM PORTUGAL] • Volume 2 [2008] Azul é uma cor quente (O) (Le bleu 31rive3131 couleur chaude) Julie MAROCH/Ed. Arte de Autor [2016] O livro, uma história de amor que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2013, conta-nos a história de Clementine, uma adolescente de 15 anos que, um dia se cruza na rua com um par de raparigas. Uma delas tem o cabelo pintado de azul e sorri-lhe. A partir desse preciso momento, tudo muda na vida de Clementine: a sua relação com os amigos na escola, a sua relação com a família, as suas prioridades. e sobretudo a sua sexualidade. Através de textos do diário da protagonista, o leitor acompanha o primeiro encontro de Emma e Clementine que tentam amar-se apesar das dificuldades implícitas na visão da homossexualidade por parte da sociedade e dos próprios preconceitos de Clementine. É difícil saber o que é o amor e que aspecto assume, mas o amor entre as duas caminha entre as descobertas, tristezas e maravilhas dessa mesma relação. B Babinsky, o salteador de Praga Lu