TOP online casino

O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano

O ´Aviso` anónimo sobre João Micas na Colecção de S. Vicente.

ANAIS DE HISTÓRIA DE ALÉM-MAR, Vai. V, 2004, pp 253-282 O «AVISO» ANÓNIMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE CodyCross Viagem à Espanha Grupo 859 Quebra-cabeça 5 respostas por JosÉ ALBERTO RornuovEs DA Sn,v* TAVIM Jobam Micas parttio agora para Costamtinopla ou omde o Turco estiuer com cantas de Framça para ser fauorecido comtra Veneçianos por que com semtença dada nam lha querem rescetuir E eu lhe dey husn corntrasenho para que me auisase se auia armada para a Jmdia e de quamtas gales. Vossa merçe o digua. A Sua Alteza. Este documento singelo, que se encontra no MIlo 165 do livro 8 da Colecção de S. Vicente, depositada no Instituto dos Arquivos NacionaisdTorre do Tombo, em Lisboa, é de facto a prova mais candente da ligação directa do referido João Micas às ambições turcas em relação à Índia. O documento não está assinado, nem datado, mas é fácil chegar a con clusões sobre o assunto. ‘frata-se de um «aviso» escrito com a mesma letra de outros «avisos» inseridos na carta que o então embaixador de Portugal em Roma — o comendador-mor, 1). Afonso de Lencastre2 — enviou a 1). João EU em 11 de Novembro de 1SS3~. Apurado o autor, falta solucionar a questão da * Centro de Estudos Africanos e Asiáticos do Instituto de Investigação Centifica flopical. 1 Sobre os «avisos» que se podem, em pane, comparar aos actuais despachos, vide Deja nirah Couro, «Uespionnage portugais dans l’empire ottoman au XVI» siêcie., in La Dl.couvene, te Portugal ei l’Empire Acres du Coloque. Paris, 26-28 de Maio de 1988, pub. por Jean AUaIN, Paris, Fondation Calouste Gulbenkian, Centre Culturel Portugais, 1990, pp. 254-256. Sobre D. Afonso de Lencastre, comendador-mor da Ordem de Cristo, e seu desempenho como embaixador em Roma entre 1550 e 1559. vide 1). António Caetano de Sous., História Gene alógica da Cosa Real Poflugitesa. Coimbra. Atlântlda Livraria Editora, t. ix, 1951, pp. 35-38; e Fortunato de AWÉIDA, História da Igreja em Portugal, nova cd., preparada e pre~ciada por Damião Peazs, Porto-Lisboa, Livraria Civilização, vol. 2, 1968, p. 590. Instituto dos Arquivos Nacionaisfron’e do Tómbo (IANITT), Corpo Cronotógico (CC), Parte (P.) 1, maço (m.) 91, documento (doc.) 41. Pub. in Coipo Diplomático Portugués contendo os Actos e Relações Políticas e Diplomáticas de Portugal com as diversas partes do Mundo, desde O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano século XVI até aos nossos dias. Relações coma Cúria de Roma, cd. de LA. Rebelo da SIWA, José da Silva Mendes LEAl. ei. C. de Preitas MoNiz, Lisboa, Academia Real das Sciencias de Lisboa, t. vii, 1864, pp. 272-276. Vide em Apéndice os fac-similae do «aviso, aqui transcrito (doc, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. i) e dos «avisos» apensos a este documento (doc. ii). 254 iosÉ ALBERTO RODRIGIIES DA SILVA TAVIM O .AVISOw ANÕNLMO SOBRE JOÃO MiCAS NA coLEcçÃo DE s 1~CENfE 255 data. Esta não é difícil de apurar devido ao conteúdo. Refere-se ali que João A ocidente, foi Cecil Roth que, além de vários artigos sobre os Nasci, Micas partira, então, para Constantinopla, ou seja, Istambul. Ora, esta saida tentou esboçar a primeira biografia completa deU. Joseph, na sua obra clás de Micas verificou-se em Novembro de 1553, levando consigo cartas do rei sica Tire House ofNasi: Tire Dulce ofNexos, publicada em j94g7 O tema seria de França - Henrique II — para que a Sereníssima restituísse a fortuna que retomado, com acréscimo de informação, por P. Grunebaum-Bailin, que em lhe havia confiscado ~. 1968 publicaria também o seu Joseph Naci, duo de Nexos. Obras sobre O «aviso» também não se encontra recortado nem apenso a uma carta a família Mendes, em geral, ou sobre D. Grácia Nasci (Beatriz Mendes) — a do comendador, como seria devido, e se verifica na missiva de 11 de Novem famosa tia de E). Joseph Nasci — também não deixaram de apresentar con bro de 1553. O motivo éo conteúdo bem expresso e deveras comprometedor? tributos importantes sobre o percurso de 0. Joseph. Entre as primeiras 1). Afonso de Lencastre pretendia que João Micas lhe transmitisse infor destaque-se o artigo que Herman Frias Salomon e Aron de Leone Leoni mações sobre a partida da armada turca para a Índia. O «aviso, teria sido escreveram com o título «Mendes, Benveniste, de Luna, Micas, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, Nasci. The alguma vez enviado à parte? Teria sido retido por precaução, jazendo esque State of the Art (1532-1558», em 1998 ~. Cccii Roth redigiu, também em ciclo na colecção vicentina? Ou será mais uma prova de que, passando João 1948, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, a sua biografia sobre Dofla Gracia Nasi 9, a qual serviu como modelo Micas para Jstambul, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, não faria sentido enviar este «aviso» ao rei de Portugal? O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano a criações mais ou menos literárias, que enalteceram esta «mulher de negó O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano cios’. avan: la lettre, minimizando ou subalternizando na «Media. a perso * nagem de Joseph Nasci, de qualquer forma idealizando estes dois elementos da família Nasci como líderes benéficos do seu Povo, tal como Ester ou O próprio João Micas é figura bem conhecida. ~frata-se de um dos mem Moisés nos tempos bíblicos IO bros mais eminentes da família Nasci, Jardim de Cogumelos NEO quem o sultão Suleyman 1, o frata-se assim de uma das melhores documentadas e estudadas perso «Magnífico», concederia a ilha de Naxos, ficando também conhecido como nagens judaicas da Diáspora, no século xvi, embora a riqueza do seu 1). Joseph Nasci, o «duque de Naxos’. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano percurso e o espaço geográfico percorrido façam com que se encontrem A carreira e a família deste homem - considerado um líder sefardita do documentos originais dela, ou sobre ela, em diversos países, como é o caso século xvi - interessou, pela sua complexidade e projecção, a um grupo de his do inédito aqui apresentado li - toriadores de renome. É o caso do erudito e patriota turco, Abra}iam Galanté. autor de um vasto conjunto de estudos sobre os judeus da lhrquia, onde inclu sivamente traduziu documentação original turca para a língua francesa ~, e que em 1913 redigiria o primeiro estudo amplo sobre a nossa personagem 6 0. Joseph Nasci nasceu João Micas. Era filho do converso Dr. Agostinho Henriques Micas, professor de Medicina Jogo de Vestir Garçonete Universidade de Lisboa, antes O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano designado Samuel de José Nasci; irmão de Bernardo Micas, depois de 1558, CL P. GRUNEEAUM-$AUJN, !oseph Wa4 duo de Nexos, Paris-Haia, Mouton, 1968, cap. Iv, Samuel Nasci; sobrinho por afinidade de 0. Grácia Nasci; e seu primo co- O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. 68.69. Escreve o autor nestas páginas: «Pour bois fois cri quelques moia Miques va trouver M. de Lansac [embaixador de Henrique II de França em Roma], O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, lui fait ses offres de service, irmão, visto que sua mãe — uma Mendes Benveniste — era cunhada e ao II peul rêter au mi de France cinquante milie et mente cent rnille écus sans intérêt si Henri li mesmo tempo tia daquela. intervient en sa faveur pour 1i4 rendre soa épouse et ses bicas. Aucune réponse n’arrive de France. Toutefois, quand Miquez s’enibarque «a novembre 1553 pour constantiriople, il a obtenu de M. de Lansac das leures adressantes au grand Seigneur et priant celui-ci de favoriser à Venize or, son intervention ese de grands poids, l’execution de la senteace pontiflcale.a Sobre o assunto vide também Hernian Prins SAu)MoN e Aron de Leone LE0N, eMendes, Benve Publicada em Nova Torque, pela Greenword Press, niste, de Lusa, Micas, Nasci. fle State of the Art (1532-1558)., ia Tire Jawish Quarterly Review, a Vide supra, nota 4. vol. uoocvrri, n.°~ 3-4, laneiro-Abril de 1998, pp. 160-161. Traduzido como eMendes, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, Benve Edição mais recente em francês, traduzida do inglês por Claude Bonnafont e prefácio niste, de Luna, Micas, Nasci. Em que ficamos? (1532-1558)., ia Comunicações apresentadas no de Calhérine clément, Paris, Liana Levi, 1990. L°Coióquio Internacional O Património Judaico Português, coord. de Maria Helena Carvalho dos ‘° Vida, por exemplo, Edgarda Faaat, A judia Ora aia NatL Do Portugal da Inquisiçdo à flnu Sneros es ai., lisboa, Associação Portuguesa de Estudos ludaicos, 1998, pp. 101-103. Prometida, Lisboa, Quetzal, 2002 (o titulo original em italiano 6 L’ebrea errante Bonita Grada Sobre ,kbraham Galante ou Galante vida Albcrt E. ICALDESLON, Abraham Galante. A Bio Nasi dalia Spagna delt’Inquisizione alia Jk,ra Promessa, cii. pelas Edizioni Mondadori, 2000); dc gmphy, Nova lorque, pub. pela Sepher-Herman Press mc. para a Sepbanlic House at Congrega Andrée Aalion B,tootc~ o seu Tire Woman who Defled tings. Tire life and lime ofDor’kz Gracia Nasi tion Shearit Israel, 1983. A obra mais conhecida de Abz-aham G*wtrt é a sua tfisroire da Juifr A Jewlsh kadsr during tire Renaissance, St. Paul, Munnesota Parangais House, 2002; e sobre de Turquie. Istambul, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, Édltlon Jais, 9 is., O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, s.d. (1.’ cd. de 1926-1940). tudo Catbérine Ctszeetn, A Senhora, Lisboa, Asa, 1997 (título original La Senora, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, ed. pela Na verdade, trata-se de uma conferência realizada na Sociedade Bené-Bé,ith. vide Don Calman-Lé~, em 1992). Jaseph Nassi, Dua de Nexos, d’aprts de nouveaux documents, Constantinopla, Établissemerns 3. O professor Vier Cesare Ioly Zorattini informou-nos que havia encontrado um do & Fratelli Haim, 1913. cumento Inédito sobre Ioseph Nasci, em Ravena, deque resultaria um escrito sobre o assunto. 256 JOSÉ ALBERTO RODRIGUES DA SITIA TAVIM O ~AVISO~ ANÓNIMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE 257 Esta família tinha raízes em Castela, e possuía membros proeminentes Estava reunida a família, que se irá separar e reunir de novo, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, ao sabor como o «Ral, dela Corte., Abraham Benveniste (1406-1454), e Diogo e Fran O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano dos ventos das perseguições e dos assédios. cisco Mendes Benveniste, tios de João Micas, convertidos ao Cristianismo em Portugal, no ano de 1497 t2• Diogo Mendes, associado aos Affaittadi de Cremona, acordara em Antuérpia a venda das especiarias orientais trazidas pelos portugueses, nos Países Baixos e na Europa Central e do Norte, no contexto do monopólio régio português das mesmas. Foi também presta Não obstante uma passagem pela Universidade de Lovaina, os estudos mista do imperador Carlos V e do rei Henrique VIII de Inglaterra 13 Em dos dois irmãos Micas foram desvanecidos pela morte de Diogo Mendes, em 1532, Diogo foi preso em Antuérpia, acusado de judaizaz de favorecer a fuga 1543. Este deixou a «Casa» e a tutela da filha Beatriz até ao seu casamento de cristãos-novos para o Império Otomano, e ainda de monopolizar o comér e maioridade, a cargo da cunhada Beatriz e do sobrinho João Micas. cio da pimenta. Mas acabou por ser rapidamente libertado por pressão dos Durante a O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano estadia em Antuérpia, João Micas não deixou de auxiliar reis de Portugal e de Inglaterra, e a troco de uma caução de 50 000 ducados, os foragidos aos ardores da Inquisição, intervindo junto da rainha-regente emprestados sem juros ao imperador Carlos V. Por sua vez, o irmão, Fran dos Países Baixos, D. Maria da Hungria. Contudo, um decreto imperial de cisco Mendes, representante da Casa que se manteve em Lisboa, e casado 1544 poria fim à tolerância do Conselho do Brabante, e a partir dessa data com Beatriz de Lima - depois de 1552, D. Grécia Nasci — ficou conhecido toda a ajuda teve que ser prestada em termos secretos, através do acolhi como um dos cristãos-novos mais abastados, que tentavam demover a Santa mento em residência e pagamentos. Sé de estabelecer a Inquisição em Portugal. Mesmo quando estes esforços O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Em 1545 D. Beatriz deixaria Antuérpia em direcção a Veneza, receando se tornaram ineficazes, conseguiu obter para si e para os seus familiares, do estas imposições e a pretensão de Carlos V de casar Ana com um nobre papa Clemente VU, um «breve de protecção», datado de 11 de Dezembro de chamado 1). Fernando de Az-agão. Não deixou, porém, de passar previamente 1531. Morreu, porém, em Janeiro de 1535, após o nascimento da única filha CodyCross Pet Shop Group 357 Quebra-cabeça 4 respostas por Lyon, onde existia importante colónia de cristãos-novos e onde a família e herdeira - Ana. Beatriz de Luna solicitou um alvará para fazer inventário da Mendes detinha interesses comerciais, recentemente incrementados por ini fazenda do marido durante quatro anos. D. João m, que pretendia casar Ana ciativa de João Micas ~ De Veneza, as viúvas Mendes e suas filhas delegaram com um elemento do Paço, para aceder a metade da fortuna, recusou o em João Micas a missão de exigir junto de D. Maria da Hungria a restituição pretendido alvará e só concedeu um mês de intervalo para o início da inven dos seus bens. De facto, os cofres não foram restituidos, mas Micas conse tariação dos bens. Em Maio de 1537 foi feito o inventário e logo o rei tentou guiu a salvaguarda da restante fortuna familiar, a troco de um empréstimo controlar a criança, levando-a para a corte. Este verdadeiro assédio à fortuna de 200 000 libras ~ juntando-se a D. Beatriz só em 1546. da Casa Mendes e o receio das consequências do estabelecimento da Inqui D. Beatriz e João Micas estiveram envolvidos na publicação de obras sição em Portugal — legalizada em 18 de Novembro de 1536 — levou à fuga literárias. Em 1553, Abraão Usque publicaria a Biblia de Ferrara, cuja versão de uma parte importante da família, ainda que no seio da Europa cristã. hebraica seria dedicada a D. Grécia Nasci; e Samuel Usque também dedi Em 1537 Diogo Mendes fretaria um barco inglês em Antuérpia para ir buscar caria a Consolação às Tribulações de Israel, impressa em Ferrara, no mesmo os seus familiares em Lisboa: embarcaram D. Beatriz de Lima, sua filha Ana, ano, à dita Senhora”. É verdade que desde o Verão de 1552 que D. Grécia a irmã Brianda de Luna, a cunhada, que era viúva do Dr. Agostinho Micas, e se encontrava em Istambul. Mas nesse mesmo ano de 1552, os impressores os filhos deste casal — Bernardo e João Micas. Após uma estadia em CardifE de Veneza também se mostraram proficientes: Alonso NuÍles de Reinoso chegaram a Antuérpia, onde Brianda de Lima casou com Diogo Mendes, em dedicaria a sua novela Clareo y Florisea, a João Micas; e Ortensio Lando 1539. Um ano depois nascer-lhes-ia uma filha a que puseram o nome de também lhe mostraria a sua afeição num dos seus Due Panegirici e nas suas Beatriz, e que ficai-ia apodada de «La Chica», para se distinguir da tia ~ Lettere di Lucrezia Gonzaga de Gazuolo. Constance H. Rose apresenta a hipó tese de que o patrocínio de 1). Grécia e de João Micas à actividade literária, Cf. H. P. SaoMoN e A. L. Lsoni, «Mendes.j., cit., ia 27w O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Qwirtedy Review. vol. unv~u, n.~ 3-4, Janeiro-Abril de 1998, pp. 148-152 e 169-174; e in O Património Judaico ‘~ Sobre a deslocação a iyon vide c, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Roti, Dofla Gracia Nasi, pp. 63-64. Ponugues, pp. 94-95 e 107-112; e E GRUNBaUJM-BALuN. Foseph Naci.~, cit, pp. 28-34. 6 Sobre as negociações com D. Maria da Hungria vide Ernest GINSBURGER, «Marie de “ cf. Cedi Rani DoAa Grada Nosi, pp. 38-39; e ‘Jltorlno Magalbses Goninno, Os Dato O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Hongrie, charles-Quini, les veuves Mandes et les néo-chrétiens., in Rn’ue das Êtudes Juives, bflmentos e a Economia Mundial, Lisboa, Editorial Presença, vol. is, 1982, p212. ‘4 Cf. li. P. SALOMON e A. 1. LEONI, «Mendes.j., cft~ in Jlze Jewish Quo.nerly Review, t. Lxxxix, n.° 177-178, 1930, pp. 179-192. “ Vide Samuel Usoun, Consola çilo às 2whulações de Israel, fac-símile da ediçio de Ferrara vol. I.nxyig, n.~ 3-4, Janefro-Abi-ji de 1998, pp. 149-151; eia O Património Judaico Fórtuguês, de 1553, com estudos introdutórias de Yosef Hayim Yerushalmi e José V. de Pina Martins, pp. 90-95; e P. GRUNEBAUM-BALUN, Joseph NacL., cit., pp. 28-32. Lisboa, Fundação Calouste Gulbenidan, 2 vais., 1989. 258 josÉ ALBERTO RODR1GUES DA SILVA IXVIM Empate Jogo de Ataque O.AVISO. ANÕNIMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE S. WCENTE 259 quer de autores judeus quer de autores formalmente cristãos, além da pretensão do patronato sobre os artistas, que beneficiaria o seu estatuto Também em Junho de 1552, O. Beatriz de Luna conseguiu concretizar a social, teria como objectivo a obtenção de aliados cristãos fiáveis, que super eroica sua decisão: partiu com a sua filha e criados em direcção a Istambul. Mudou visionariam os seus interesses no Ocidente, não ficando à mercê das ameaças então o nome para Grácia Nasci, e o de sua filha para Reina, no sentido de que recaíam sobre agentes conversos ~ Então, tal demonstra que a estadia assumir abertamente outra identidade sócio-religiosa. Como veremos, eram em Itália significou logo, desde o primeiro passo, a pretensão última de também seus objectivos salvaguardar a existência dos familiares mais atingir a ‘tUrquia. próximos que ainda restavam no Ocidente, transferindo-os para a Sublime Mas foi em Veneza, igualmente, que se verificou a ruptura que assolaria Porta (com excepção da irmã Brianda); e assegurar os seus O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano econó a família e que é, ela própria, um sinal das angústias e das pretensões clivi micos no Ocidente, servindo-se igualmente da protecção dos sultões turcos. didas que perpassavam a vida destes conversos: ficar no Ocidente, supor Cerca de 1557, o 1k Andrés Laguna, na sua Viaje de Turquia, descreve a tando todas as investidas que se verificavam, com fundamento ou não, sobre entrada de O, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Grácia na capital otomana. Diz ele que a Senhora entrou na as suas pessoas; ou rumar para outros países, perdendo possivelmente alian O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano cidade, rodeada de um cortejo de quarenta cavalos. Do séquito, que se deslo ças, fortunas e membros da família. Um «barco com dois lemes» — foi assim cava em quatro carros triunfais, fazia parte um conjunto de damas e criadas que Brian Puflan designou metaforicamente esta inconstância existencial ~ Restante da Necessidade; Parte desnecessária espanholas. D. Grácia conseguiu ainda do sultão que —s seus criados não De facto, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, foi em Veneza que Brianda de Luna exigiu em nome da filha parte usassem a tradicional touca mas gorros, e que se vestissem à zian22 dos bens da família, pois parecia não seguir as intenções da irmã em insta lar-se no Império Otomano. Em Dezembro de 1548, um tribunal de Veneza É lógico que uma instalação tão faustosa e fácil foi bem planeada. decidiu que metade do capital ficaria na cidade, em nome da jovem Beatriz. De facto, de há muito tempo que O. Grácia enviava secretamente parte dos seus bens aos seus agentes em Istambul, sob a protecção e influência do Munida de salvo-conduto emitido pelo duque Hércules 11, 1). Beatriz partiu médico pessoal de Suleyman 1, o «Magnífico» — Moisés Hamon. Este, por sua para Ferrara, continuando ali o pleito com O. Brianda 20, Teve, contudo, que regressar a Veneza, para resolver a demanda: 100 000 ducados de ouro foram vez, aliciava o sultão sobre os benefícios para o Império da entrada destes, e depositados na Zecca, como pertencentes à jovem Beatriz. O. Beatriz devia de outros conversos, e pretendia casar seu filho mais velho com a jovem Reina. Na verdade, Moisés Hanion não conseguiu ficar imune às intrigas da receber 18.123,5 escudos de ouro de Itália (equivalente ao dote e juros). corte e sabemos que a sua influência decaiu antes do seu falecimento, pio Quanto a D. Beatriz, foi-lhe concedida plena liberdade de movimento, e reconhecida a gestão de todas as operações financeiras da Casa Mendes. Este vavelinente devido à demissão do seu aliado, o grão-vizir Rustam Paxá23 Mas serão os Nasci que vão aproveitar este «vazio» deixado por Moisés, acordo O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano ratificado em 12 de Junho de 1552, ficando Micas e outros agentes tornando-se uma das grandes Casas judaicas do Império Otomano. da Casa em Veneza21 João e Bernardo Micas continuaram a viver no Ocidente por mais dois anos, como já referimos, para assegurarem ali os interesses da família. Fo O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano ram depois Blackjack Surrender Online Como Jogar, Onde Jogar e Principais Estratégias de Veneza, devido a um episódio truculento. Sabemos que, permanecendo O. Brianda Bolo de Abacaxi Aula de Culinária da Sara Veneza, as autoridades da Sereníssima Corridas radicais de carros reais mostraram-se tão ávidas da sua fortuna, e da jovem Beatriz, como aconte IS Vide o seu artigo eNew Informations on the Lhe of Joseph Nasi, Duke of Nexos: The Venetian Phase., lo 71w Jewish Quaflerly Review, new atues, vai. Lx, 1969-1970, pp. 330-338. O outro dos flue PanegHci de Ortensio Lando é dedicado a Bernardo Micas. Sobre o caso de ~ lIde Cristóbal de VEILALÓN [atribuido a), Viaje de Turquia, ia Autobiografias e Memórias, Reinoso vide ainda o excelente artigo de Marcel BATAILLON, «Alonso Núfiez de Roinoso e les marranes portugais «a Italie». is Revista da Faculdade de Letms, 1. tu, n7 1 - Misceldnea de coleccionadas e ilustradas por M. Serrano y Sauz. Madrid, Libreria Editorial de Bailly Bailliêre Estudos em homenagem ao Prof Henntni Cidade — 3957, pp. 5-25. e Rijos, t, a, 1905, Colóquio DC, p. 131. MameI BATAJLLON demonstrou que o verdadeiro autor » Vide o seu artigo «“A ship with tworudders’: “Rlghetto Manano’ and tbe Inquisition aí desta obra é Andrés I,*ouit* - ci Erasmo y Espaila. Estudios sobre la historia espiritual dei siglo Venicea, ia Etc Ilistohcal Journal, a» 20, 1977, pp. 25-58. XVI, trad, do francês de Antonio Alatorre, México-Madrid-Buenos Ali-es, Pondo de Cultura 20 Sobre a fase de estadia em Ferrara, que não importa desenvolver no contexto deste Económica, 1979, pp. 669-692. estudo, vide C. Rara, Dona Gazeta Nasi, cap. 4; F GPUNEMUM-BÂUJN,JOSePIt Naci., cit., cap. 3; “ Vide Mark Alain Leriam, lhe Ottoman ,tewish Communities ant their Role in flue Fifte e Moa de Leone Leota, «Documentk e Notizie sulie Famiglie Benveniste e Nasal a Ferraras, ia emA and Sixteenfh Centuries, Friburgo, Klaus Schwarzverlag, 1980, p. 87. Sobre Moisés Bamon. Rassegna Mensile ditsnzel, vai. LVIII, 3.’ série, 1992, pp. 111-136. vide Abraham GAI,ANTÉ, Mêdecins juifs au service de la Steve e Alex, Istambul, Impremerie Babok, »~ Veja-se c. Ro’nh, Dona Gazeta Nasi, cap. 3; E GRUNEBSUM-BALUN, Joseph Miei. 1938, pp. 9-10; C. Rara, Dona Gmeia Nasi, pp. 69-71; Walter E Wttxsa, Onoman flsrks and the cit., cap. 3; e R. 1’. SALOMON e A. L LEONT, «Meados., cit., ia flue Jewish Quarterly Review, Bubble Shooter Ilimitado Jewish Polity: A Histoiy of flue Jews in Itirkey, Boston, Universlty Press of America, Jerusalém, vol. uoocvln. n.tu 3.4, Janeiro-Abril de 1998, pp. 155-159; e in O PaMmónio Judaico Português, ‘Fite Jesusalem Center for Public AiFaln, 1992; e Simon M.pcus, «Haman», ia Encyclopaedia Judaica, Jerusalém, Keter Publishing, vol. 7, 1971, pp. 1248-1249. pp. 97-IDO. 260 sosR ALBERTO RODRICIJES DA SILVA tAVIM Jogo de Vestir Elsa e Moana O .AVISO. ANÓNIMo SOBRE soho MiCAS NA cotzcçÂo 085. VICENTE 261 cera em Antuérpia relativamente a Reina: pretendiam que ela entregasse a «cousas da India». Fora de Ancona — informava ainda o embaixador no «aviso» filha e o seu dote de 100 000 ducados a um patrício veneziano. 1). Brianda, — que João Micas lhe escrevera, alertando-o que esperava retornar no espaço entretanto, pediu um tempo de reflexão para escolher entre o referido de três meses. E isto porque, caracterizava D. Afonso de Lencastre: «tem patrício ou seu sobrinho, João Micas. Contudo, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, esta última pretensão era pratica do mundo para saber da rezam de tudo» 25 J~ verificámos que o totalmente preterida pela República Veneziana. Foi então que, gorado o «aviso» anónimo aqui publicado reiterava esta pretensão de D. Afonso rela prazo, em laneiro de 1553, João Micas, acompanhado de Bernardo, recorreu tivarnente à pessoa de João Micas, clarificando contudo o teor da informação ao expediente de raptar a jovem prima, transportando-a aos territórios do desejada: saber se havia urna possível armada turca, lançada para navegar no duque de Ferrara, e daí até aos Estados Papais. Seria na Catedral de Ravena Índico. João Micas teria de facto chegado a Alepo? Qual a razão que levaria que, não obstante alguns contratempos, João obteria a autorização de cele D. Afonso de Lencastre a suspeitar que a passagem de D. Beatriz e de brar núpcias com a jovem Beatriz. Contudo, a Sereníssima, indignada com o João Micas para o Império Otomano era apena um subterfúgio rapto e por aviso materno, exigia a extradição do casal. Beatriz foi devolvida momentâneo, e que estes lhe continuariam fiéis? à mãe. Quanto a João Micas, então em Roma, e seu irmão, foram banidos de O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Ë que, quer D. Afonso de Lencastre quer Lourenço Pires de Távora mais Veneza. João foi mesmo ameaçado de morte: além de uma pensão vitalícia tarde (1559-1562), dirigiam — usufruindo da sua posição estratégica como de 200 ducados, quem o entregasse vivo seria premiado com 2000 ducados; embaixadores em Roma — uma vasta rede de espionagem que contava com e a quem o matasse à traição fora da República seriam entregues 1500 judeus e cristãos-novos, alguns dos quais viajavam nos territórios do Império ducados. De Roma, João Micas ainda tentou assegurar a sua posição: Otomano, sob o pretexto falso de serem pessoas neutrais e inocentes. Por sua ofereceu ao rei Henrique II de França um empréstimo de 100 000 ducados, vez, conheciam também todo o jogo da espionagem, da contra-espionagem e sem juros, se este intercedesse junto da Sereníssima, para que esta lhe resti Compatibilidade de casal dos espiões duplos, fazendo eles próprios uso das Suprimentos para crianças desta trama tuísse a mulher e a fortuna. Mas todos os esforços seriam gorados. E foi para construírem o seu edifício informativo26 assim que, em Novembro de 1553, João e Bernardo, rodeados da sua comi Mas o facto, já salientado, de o nosso «aviso» não ter sido recortado tiva, embarcaram em Ancona com destino a Istambul, sendo só então, nesta e apenso a uma missiva, parece o anúncio de algo mais dramático em que última cidade, circuncidados 24 1). Afonso não queria acreditar: a opção dos Mendes em se estabelecerem na Qual a O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano intenção dos Micas? Sabemos que o referido embai lhrquia e se empenharem nas actividades em prol do sultão seu protector. xador português em Roma — 1). Afonso de Lencastre —, na mesma missiva De facto, em Junho de O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, João Micas — depois de circuncidado, enviada aD. João DI, de 15 de Novembro de 1553, informava que João Micas D. Joseph Nasci — casaria em Istambul, segundo a Lei Judaica, com sua tinha partido para «Constantinopla» com cartas do embaixador do rei de prima Ana — então Reina. A opção do Judaísmo deveria acolher também França para o seu similar na Turquia. O intuito O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano que o último influen parte da família O maior museu de arte do mundo localizado na França próxima que restava na Cristandade. Em Junho de ciasse o sultão de forma a que este pressionasse a Sereníssima a obedecer ao 1555, Beatriz «la Chica», O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, que havia visto seu casamento com João anulado, Papa, ou seja, a devolver a João Micas esposa e dinheiro. Noticiava ainda que teve acesso à fortuna devida. No entanto, nessa mesma data, o Santo Ofício Beatriz de Luna havia enviado a João uni navio, roupas valiosas, créditos de Veneza acabaria por prender o Licenciado ~fristão da Cunha, em cujo inte e salvo-condutos do sultão, e ainda janízeros, para o acompanharem até rrogatório 1). Brianda seria implicada como judia. D. Brianda ainda tentou alcançar o «Turco». E contudo, não obstante o cenário que descreve, não deixa de alertar: «(.) e se a Beatriz de Luna se pode tornar dizem me que o fara, porque staa muito arrepisa de se ter hido e ainda staa christaã se o In IÁNITT, CC, P. 1, m. 91, doc. 41, pub. in Corpo Diplomético Português, t. VII. 1884. era e a filha solteira porque cuido que lhe derão hüa boa cresta de corenta pp 272-276. Corrida da Medalha de Olly ‘~ Sobre este assunto, vide Frédéric LêNe. Tbe Mediterranean Spice ‘nade. Further mil ducados que lhe pedio emprestados Ruztam». Mais à frente também não evidence of its reviva] ia the sixteenth century», ia 7lie Amuican Historical Review, vol, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. xr.v, Abril deixa de salientar, em favor de 1). Beatriz, que um seu feitor havia dado avisos de 1940, pp. 581-590; Maria Augusta Lima cruz FAGUNDE5, «Contribuição pan o Estudo dos sobre certos portugueses aprisionados na ilha junto a O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Em «aviso» correios entre Portugal e Roma no Século XVI., in Arquivos do Centro Cultural Catouste Gutben apenso à carta refere também que João Micas iria a Alepo, tendo-lhe enco kian, vol. 1, 1969, pp. 463-467; Dejanirah Coirro, «L’espionnage. cit, pp. 243-267; Maria do mendado e dado contra-senha para o avisar «do que pudesse» sobre as Rosário de Sampaio Themudo Barata de Azevedo Cauz, As Regências na Menoridade de D. Sebos tido. Elementos para uma História Estrutural, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, vol. n, 1992, cap. w, 1; Idem, «Os Diplomatas Portugueses em Roma no Século XVI e as Irifor nações acerca do ‘TUrco e da todia., ia Ponugatiae Histories. 2.’ série. vol. 1, 1998, pp. 103-138; 24 Vide P. GRUNEDAUM-BALUN, Joseph Naci., cit., pp. 52-54 e 69-70: e H. 1’. SALOMON e e SoM Alberto R. Silva TAvos. 0 intérprete judeu nos “grandes espaços’ do Oriente (século xvr): o triunfo do espião., in Em Nome da Ft Estudos in Memoria,n de ERas Lipiner, org. de Nachman A. L. 12am, «Mendes.», cit., ia 71,5 Jewish Quarterly Review. vol. tlvIH, n.~ 3-4, Janeiro-Abril Fasa cal., São Paulo, Editorial Perspectiva, 1999. pp 203-224. de 1998, pp. 160-161; Simulador de motorista de trem 3D ia O Património Judaico Português, pp. 101-103. 262 JosÉ AlSEflO RODRIGU2S DA SILVA TAVIM O ‘AVISO’ ANÓNLMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE 263 viver no gueto de Veneza, mas de facto, ela e a filha foram instadas destro em armas, bom leitor e «amigo de amigos», havendo poucos homens a sair da Sereníssima, minando para Ferrara com as suas posses, em Janeiro avisados que em Espanha, na Itália e na Flandres, não o conhecessem. de 1556. O. Beatriz «la Chica» adoptaria o nome judaico da tia: O. Grácia. Porém, o O. João Micas a quem Carlos V havia feito «cavaleiro» acabou E O. Brianda, parece que o de Reina. por se vender ao «Diabo» — isto se seguirmos as explicações mefistofélicas Quando O. Brianda faleceu, ainda em 1556, Bernardo Micas - ou seja, avan: la letue da mesma personagem fictícia 28~ Resta saber, também, em após a circuncisão, O. Samuel Nasci - partiu de Istambul para ir buscar a que contexto alguém se transformava em anjo ou demônio. Seria anjo o jovem Grácia, chegando a Ferrara no início de 1557. O duque Hércules II O. Afonso de Lencastre que pensava que João Micas continuaria a con autorizou as núpcias de Samuel e Grécia a troco de um empréstimo de tactá-lo a partir da Jhrquia, traindo o Senhor Otomano? 35 000 ducados, retirados do dote da jovem. Mesmo assim, pensando na De facto, João Micas ascendeu rapidamente no seio do Império Oto «fortuna. ao seu dispor, o duque não queria que o casal partisse para mano, na sua condição de acolhido especial. Tal como aconteceu com sua Istambul. Não conseguiu, porém, fazer face a Suleyman 1, o «Magnífico», tia, a entrada de João Micas em Istambul foi magnífica, estando rodeado de que chegou a enviar um emissário a Ferrara. Mesmo a Sereníssima, numa vinte servidores, todos vestidos como senhores, envergando ele próprio derradeira tentativa de aliciar os Nasci, concedeu um salvo-conduto para vestes de seda guarnecidas de zibelina. Por sua vez, as festividades do seu que Bernardo, sua família e comitiva passassem pelos seus territórios. E em Reprodutor de mídia casamento com Reina duraram dois meses29 1567, todos os Nasci seriam ilibados por Veneza da pena do desterro. Mas As actividades económicas exercidas por Joseph Nasci permitem dimen já a essa data Joseph Nasci era um entre os grandes senhores do Império sionar não só a formidável fortuna disponível como a capacidade da sua toan27 rentabilização, com o suporte e usufruto do poder protector. Apoiado na sua O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano extensa rede de «servidores» e amigos judeus, tomou-se o grande fornecedor * O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano de vinhos do Serralho, rendeiro da dízima dos vinhos das ilhas turcas, da sua venda no Império e do seu comércio com a Moldávia e com a Polónia. e gestor da cobrança dos impostos que as populações cristãs e judaicas deviam A personagem «fantástica» Pedro, na 1f:aje de 2hn7uia, de Andrés de pagar. Os seus agentes estavam presentes nos Balcãs, no Dodecaneso, em Laguna, refere também a chegada de «dou Juan» Micas a Istambul, no ano Ragusa, Belgrado, Sarajevo, Naxos, Itália - aqui, particularniente em Ancona, de 1554. Depois idealiza — ou retrata-se o autor na personagem? — encontros Ferrara e Veneza —, em França — sobretudo Iyon —, e na Polónia 30~ Relativa com João Micas na capital otomana, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, desde os tempos em que entrara cristão, mente a Veneza, de salientar que Joseph Nasci estava ainda ligado à expor até aos da sua conversão oficial ao Judaísmo. Escreve Pedro: tação para essa cidade de alúmen, através do seu parente Haron31. Devia ser Los primeros dias que eI Juan Micas estubo alli christiano, yo le iba o alúmen proveniente das ricas minas da Phocaea (Foçeia), cuja exploração cada dia a predicar que no hizese tal cosa por eI intherese de quatro reales, havia arrendado juntamente com Aaron de Segura, em 156032, que selos Ileba ria vii dia cl diablo, y hailabale tan firme que çierto yo volvia Sem dúvida que o grande aliciador destas disponibilidades foram as consolado, y dezia que no iba más de a ver su tia y que se queria luego benesses financeiras oferecidas consecutivamente aos diferentes sultães. boluer Quando menos me caté supe que ya hera hecho miembro dei diablo. Em Istambul, O. Grécia Nasci dirigia em sociedade com seu genro Joseph Preguntado que por qué habia hecho aquello, respondio que no por más de no estar subjeto a las Inquisiçiones de Espaãa; a lo qual yo le dixe: Pues hagos saver que mucho mayor la temeis aqui si bibis, lo qual no penseis que sem mucho tiempo, y aquel maio y arrepentido; y no pasaron dos meses ~ C Vl1,ULÓN [A. L*ouw*J. Waje de Turquia, p. 131. que le vi Ilorarar su pecado, pero consolabale ei diablo coxi ei dinero. a. 1’. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano GRUNSBAUM-BALUN. íoseph Mcci., cit, pp. 67-76. ‘° Vide Cedi ROTH, lhe House of Mcd., eis., pp. 46-48; Abrabam G*tnuÉ, Dou Josepk A desilusão de «Pedro» era tanto maior quanto sabia que João Micas, Rasei., cit., pp. 13-14; Idem, Histoire des Juifs de Turqufe, t. Ix, pp. 61-63; Minna kozzN, «en corte traia gran fausto», tanto do Imperador (Carlos V) como do rei de A Ilistory of fite .Fewish Comnmnity ia Istambul. lhe Fornwtii’e Years, 1453-1 566, Leida-Boston. França, sendo merecedor destes reconhecimentos por ser «gentil hombre» e Erili, 2002, p. 240; e miii Iuacix, Via Ottorncn Empire. Via Ciassical Age 1300-1600, Londres, Phoenix, 1994, p. 132; idein, «Foundations ei Ottoman-Iewish cooperation», ia Jews, Turks, øttomans. A Shand History, Fifteenth 7hrough tire Twentienth Century, cd. por Avigdor LEVY, Syracuse, Syracuse Tiniversity Prtss, 2002, p. 10. Vide Suraiya Faoorn, «Before 1600: Ottoman Atütudes towards Merchants from Latin 27 Wde as sínteses de a i’. SAI.0M0N e A. L. LEot1I, «Mandes.», cit, ia lhe Jewish Quer ch»istendom», la lhrclca, t. 34, 2002, p. 86, nota 65. ‘~ ci. Benjaniin Ana, l’ading Madona .Fews and Venesians ia fite Eedy Moda, Eastenz tedv Review, vol. uoxvIu, n.°’ 3-4. Saneiro.Abril de 1998, pp. 162-163; ia O Património Judaico Portugu8s, pp. 102.104; P. GRUNEBIJJM.BA1UN, Jo,eph Mcci., cli., pp. 54-65 e 74-76; e A. L. Meditenunean, Leida-Nova lorque-colónia, E.). Brili, 1995. pp. 19, 100, 107 e 177; eM. RozEN, LE0NI. Docuraenti.cit.,pp. 118-122. A Histo,y of tire .Fewish Community., eis., p. 240. 264 CodyCross Cruzeiro Grupo 645 Quebra-cabeça 1 respostas JOSÉ ALBERTO RODRIGUES DA SILVA TAVIM O «AVISO. ANÓNIMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE 8-VICENTE 265 uma Casa bancária ~. Não será por acaso que, como especifica Halil Inalcik, dade, como o rei de França persistiu na recusa em pagar a Joseph Nasci a espectacular ascensão de D. Joseph se deve aos seus serviços financeiros o que lhe era devido este, autorizado por decreto imperial, conseguiu o em prol do príncipe Seim (futuro Selim 11) ~ Aliás, não teria ele próprio sequestro, em Alexandria, de barcos que navegavam sob pavilhão francês, aprendido com a experiência de sua tia? É que, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, conforme P. Grunebaum apropriando-se de suas cargas de forma a que fosse recuperada a dívida ~. -Bailin, aquando da sua entrada em Istambul, o grão-vizir Rustem Paxá Outra das «potências» visadas foi a República Veneziana, a quem jamais te-la-ia obrigado a emprestar ao sultão a soma de 10 000 ducados ~. Aliás, jogo vermelho e azul teria perdoado o sequestro da fortuna e daquela que era a sua cunhada. Teria esta prática de aliciamento — primeiro pressionada, depois entendida como sido devido às informações da destruição do arsenal veneziano, na sequência uma forma de favorecimento — continuou a verificar-se após a morte de de uma explosão, captadas pelos seus espiões, que Selim 11 deu ordem para D. Joseph. Sabemos por cartas enviadas de «Constantinopa», em 6 e 7 de CodyCross Underwater World Group 36 Puzzle 1 Respostas a conquista de Chipre, em 1570 40, No ano seguinte começou a exigit junto Março de 1595, que a «sultana madre» Sâfiye havia enviado uma carta «(.) de Selim 11, que fossem reparados os males causados pelas galés venezianas à duquesa que ilanian Hebrea muger que fue de don Josep Nasi, alias Juan no seu «reino insular» de Naxos4t Joseph Nasci serviu-se também da inter Micas portugues Duque de Naxia». Nela, a sultana insistia para que D. Reina venção do seu protector para que o rei da Polônia — Segismundo II (Augusto) continuasse a entregar a seu filho Mehmed IR (1595-1603) os presentes — respeitasse os seus interesses como rendeiro da importação da cera naquele (.cregalos») que soube dar a seu marido, Murad IR (1574-1595). E logo país42, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Aliás, Motorista de caminhão pesado que este mesmo rei se correspondia com Joseph 1). Reina cumpriu a outra parte do jogo de influências 3~. Nasci, enviando-lhe uma carta de recomendação como credencial do seu Mas outro grande jogo de influencias verificou-se no plano diplomático. enviado, Andrew Taranowsky ~. Mas as pretensões de alcançar a simpatia e Joseph Nasci era reconhecido como homem sabedor das negociações e das influência de Joseph Nasci surgem dos meios mais inesperados: Michel pretensões dos senhores europeus. Era devido a essas virtualidades que o Baby Hazel Goldfish Lesure revelou que Michel Cernovic, drogomano dos venezianos, desmasca sultão se dirigia a ele, assim como os embaixadores no Serralho, e até os rado como espião do imperador Fernando 1 pretendia, em 1561, que Joseph senhores europeus. Posição tanto necessária quanto os sultões não possuíam Nasci intercedesse na aproximação entre os sucessores dos dois impérios representantes seus nas cortes europeias”. O historiador turco Mehmed — respectivamente, os futuros Maxiniiliano 11 e Selim 11—devido à «sua devo Mourad refere que Joseph Nasci conheceu Selim em Magnésia, quando Cozinha Scramble 2 World Cook ção notável à nossa Casa de Áustria». Estas palavras, sugeridas por Cernovic, este era ainda governador, vindo à sua presença e propondo-se como seu foram redigidas por Fernando 1 na carta que enviou ao seu «embaixador «djévahirdji» (joalheiro), Certo é que, quando Suleyman 1 pretendeu enviar a oficial» em Istambul, Albert de Wyss, em 23 de Dezembro de 1563”. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano ver Selim 50 000 ducados em espécies e 30 000 ducados Hooligans de skate jóias, encarregou dade, Joseph Nasci continuou a servir de interlocutor influente, pois quando dessa missão Joseph, que se deslocou a Kutahia (Ásia Menor), em 1559. E foi Maximiiano II pretendeu negociar a paz com Selim 11, após a conquista na sequência dessa missão que Soseph Nasci recebeu o título de «Muteferik» turca de Szigeth (1568), não deixou de recomendar aos seus delegados que — ou seja, «nobre», «distinto» —juntamente com o de eFrenk bey oylou» — ou oferecessem ao influente judeu um presente de 2000 ducados. Aliás, Pós-barba masculino seja, «Príncipe Europeu» — expressos numa carta que o sultão escreveu ao próprio imperador chegou a corresponder-se com Joseph Nasci, para obter rei de França, Carlos IX, em 1565, exigindo que este o reembolsasse da soma o seu apoio 45. Mas o grande senhor que pretendia os serviços de Joseph que lhe devia no valor de 150 000 escudos 38~ Este documento revela também como o «escudo» dos sultões foi funda mental para que Joseph fizesse vencer os seus interesses na Europa. Na ver- “ «Ordem de Selim 11 ao Beyler-bey do Egipto, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, de 6 de Redjeb 976 (3.XI1.1568)», idetn, pp. 31.32. Vide ainda ide,, pp. 16-17. Quanto a este caso de pressão sobre a França, vide ainda C. ROTN, 27w House of Nasi., cit., pp. 66-74; e P. GKUNEBAU,i-BAWN. .loseph Miei., cit. cap. vi. ~° Cf. A. GALANTÉ, Da, Joseph Nasst., cit., p. 18. » IMe A. GALÀNTÉ, Ristoire des Juifs de ligrquie, t. izç p58. Cf. Michel Lasurta, «Notes a documents sur les relations vénéto-ottomanes, 1570’l 573, ~ 11. INALCIIC, «Poundations.», cit., p. LO. Vide ainda C. Roru, 27w House of Nasi., cit., Tu., in Turcica, t. IV, 1972, p. 153. 42 «Cana imperial ao rei da PolÓnia, de 17 de Ramazan de 975 (17.11I.l568), pub. por pp. 17-18. “ E GRUNEBÀUM-BALLIN, Joseph NacL., cit, pp. 67-68. Bolha de Resgate Florestal A. GAWUÉ, in Do. Toseph Nassi., cit., pp. 28-29. Vide ainda ide,n, p. 19. 36 Biblioteca Nacional de Madrid, cód. 3832, LÓ!. 223v. Sobre a sultajia Sâliye e as suas ° a. c. Roni, flue House ofNasi., cit., pp. 56-57. .dcixas. judias, vide Maria Pia PEDANI. Safiye’s Household and Venetian Diplomacy», ia Turcica, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano a .Michel cernovic ‘Ex$orator Secretu? a Constantinople (1556-1563)», in 21,rcica, t. XXIT —In Memoriwn Rabat Manita, — 2000, pp. 9-31. t. xv, 1983, pp. 153-154. “ a p. GRUNEBAUM-BALUN, Josqh Naci., cit, p. 72. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano ~‘ cf. A. GAI.nzTÉ, Do, Joseph Nassi., O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, cit., p. 15; e P. GRUNEBAUM-BAI.LIN, Joseph Miei. “ «Carta de Suleyman 1, sultão da 1\irquia, a Gados IX, rei de França», de 26 de Cha’ban cit., pp. 137.138. Sobre os acontecimentos aqui referidos, vide a síntese de Xean.Louis B*cout 972 (23111.1565). pub. por A. GALANTÉ. ia Dou Joseph Nassi. cit., p. 27. Vide ainda ide,, Gnweotn. L’apogée de I’Empire ottoman., in Histoire de l’Empire Ottoman, dir. de ltobert pp. 11-12, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. MANTRAN, Paris, Fayard. 1989, pp. 155-156. 266 JOSÉ AU~EItTO RODRIGUES DA SILVA TAVIM o «AVISO. ANÕ~w4o Sosas ioÃo MICAS NA coLEcçÃo DE S. VICENTE 267 era o sultão turco. Sabemos, por exemplo, que nos anos 60, e por pressão do em 1569, divergências no seio da população de Tiberíades, ataques dos Serralho, tentou influenciar o duque de Sabóia, Emanuele Filisberto, para beduínos e o facto do apelo de E). Joseph para que populações judaicas que este se apoderasse de Chipre, então na posse dos inimigos venezianos. da Europa (sobretudo da Itália 52) viessem povoar a cidade, não tivesse sido Por sua vez, em 1572, o duque escreveu pessoalinente a O. Joseph para que correspondido, fizeram com que o sonho não passasse de uma quimera. fosse favorável à livre circulação de comerciantes entre os seus domínios e Prova disso é a estagnação da população judaica aí residente, registada na os territórios otomanos 4k O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano documentação otomana de 1571-1 572 5~. A importância simbólica de Tlberí Os serviços de Joseph Nasci foram também recompensados com impor ades não se desvaneceu, pois sabemos que outro grande potentado judeu do tantes concessões territoriais. Império — Alvaro Mendes, aliás, Salomão ibn Yaish - obteve a sua concessão, Em 1561, Suleyman 1, o «Magnífico», entregou ‘Ilberíades a E). Joseph nos anos 90, para si e para o seu filho Francisco (Jacob) M, Fora em Nasci, que a tentou restabelecer como cidade judaica. tberíades — cuja ades que se reunira o último Sinédrio — o Conselho da Nação — sob a presi designação homenageia o imperador reinante aquando da sua fundação. Jogo de Defesa do Reino dência do último príncipe — em hebraico, «nasci». Face a Safed — cidade de ‘I~bério — fora, na primeira metade do século ii, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, escolhida para sede de Siné administração otomana - a dádiva de Tiberíades faria sentido quando da-lo e residência patriarca!. Contudo, os registos otomanos para os anos de Joseph ostentava igualmente a designação Nasci ~, e quando Vários reli 1525-1573 mostram que Tiberíades ficava incluída, então, na «província» giosos, como o rabi Jacob Berab, insistiam desde há anos que era necessário de Safed — revelando perda de autonomia administrativa — que possuía uma O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano restabelecer na Terra Santa o centro da vida espiritual judaica, assim como população maioritariamente não judaica, e que esta era pouco significa o antigo Sinédrio 56, Tomava-se assim um entre outros reis-vassalos, tiva ~. Na memória sobre Tiberíades recorda-se sobretudo que O. Grácia actuando sob as benesses dos sultões ~. tinha comprado a cidade por avultada quantia e tributo perpétuo de 1000 Mas a dádiva que lhe deu maior importância foi a do ducado de Naxos. cruzados de ouro ~. Contudo, Tiberíades e sete aldeias dos arredores foram Após o afastamento do favorito Eayezid e a ascensão de Selim II (1566- de facto entregues a O. Joseph Nasci. Não se conhecem exactamente os -1574), Joseph Nasci usufruiu de um contexto extremamente favorável, como termos da concessão, atas certamente que E). Joseph devia entregar ao sultão protegido daquele sultão. Foi no decurso da cerimónia de beija-mão, quando certa quantia anual, como ficara acordado com sua tia, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. E também como Selim II ascendeu ao trono por morte de Suleyman 1, o «Magnífico», e na O. Grácia, devia ter adquirido o «iltizarna, ou seja, o direito de colectar presença de todos os altos funcionários do tempo, que o favorito Joseph impostos ~‘. Cecil Roth pensa que faria ainda parte desta outorga a é*igência Nasci foi nomeado duque de Naxos e das Cidades Andros, Paros, Antiparos, da ecorveiaa ~ Sem poder abandonar Istambul, Joseph Nasci acabou por Milo, Siros, Santorin — no total dezoito ilhas - devendo pagar um tributo enviar como representante o seu agente ben Ardut, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, com o objectivo de anual de 6000 ducados 58, o arquipélago havia sido atribuído, no início do reconstruir a cidade. Há informações que a muralha foi reparada, assim século xw, ao veneziano Marco Sanudo e seus descendentes, e a partir de como a malha urbana e uma antiga sinagoga. E). Grácia subsidiou também a 1383 à Família Crispi, de Verona. Selim aproveitou uma revolta dos súbditos Academia Rabínica da cidade. E). Joseph conseguiu a importação de lã espa da ilha de Andros contra os seus senhores, para entregar o ducado a Joseph nhola e ordenou o cultivo dos arredores de Tiberíades com amoreiras, com Nasci 59. E é assim que se intitularia para sempre nas suas missivas a o objectivo de constituir ali importante indústria têxtil 5~. Contudo, estes senhores cristãos. Mas as suas ambições sempre foram maiores. Guarda-se planos ambiciosos não tiveram os efeitos desejados. A morte de E). Grácia, um documento endereçado ao seu administrador local, o gentil-homem ‘Ièriasn vindo sobretudo de cosi e flsazo — vide A. Arca, «Espionaje y última aventura a. cecil RoTil, «Joseph Nasi, dulce of Naxos, and the Counts of Savoy’. ia lhe Seventy de José Nasi (1569-1574)., O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, ia Sefiuud, ano xiii, fasc. 2, 1953, p. 275. ~ Cl. E. Lzwzs, «Notes and Documents., cit., p. 9. flfth Annivusary Volante ofthe Jewish Quarterly Review, ad. por Abrabam A. NEUMAN e Solomosi ZEntN. Filadélfia, pub. pela lhe JewLø, Quafterly Rei4ew, 1967. pp. 460-472. Jogo de roupas de encontro de princesas »~ Wde a síntese sobre este personagem, de Abrabam GALANTÉ, Don Salo.non Aben YaAche, ° Cf. Bernard Lewis. «Notes and E)ocuments from dia lUrkisb Arcliives: A Contribution dia, de Müelin, Istambul, Société Anonyme de Papeterie et d’Impremerie Frateili Haim, 1936. ‘5 Sobre a designaçio «Nasci» vide Solomon zarrtm, «The tities High Priest and lhe Nasi to the History of the Iews ia fite Ortoman Empire., )QC, in Studies in Classical and Ottonwa lsknz (7th-lóth Centuries), Londres, Varionim Reprints, 1976, p. 9. of fite Sanhedrin’, in lhe Jewish Quarterlv Review, new serias, vol. XLVI!, 1957.1958, pp. 1-5. 4’ Vide frei Pantaleso de Avziao, Itinemito de 2~na Sancta e suas particularidades, cd. de “ Vide C. Rmu, lhe House of Nasi., cit, pp. 100-101. Antônio BsiAo, coimbra, i. da Universidade, 1927, pp. 471-472. ~ Aceita da questio em tomo de Tiberfades, vide sobretudo C. Ruiu, lhe Rouse offlasi. ~ cf. M. RozaN. A History ofthefewish Com,nuniO., cit., p. 240. cit, cap. Vi e E GRDNEBAUM-BALIJN, Ioseph NacL., cit., pp.78-SI. ‘° Ci c. Row, lhe House of Nasi., cit, p. 110. ~‘ cii Ga*wrt, Don Joseph Nassi. clt., p. 13. 14000 Ducados, diria A. Arca—el. “ Vide YosefHk-doHzN, El ValSe dei Lianto (Rmeq Pia-Bakha)Crónica hebrea dei siglo Xv1 «Espionaje., O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, cit, p. 275. “ Ci C. ROTH, lhe Rosne of N.isi., cit, pp. 75-77. introduçáo e notas de Pilar Lefin TeIlo, Barcelona, Riopiedras Ediciones, 1989, pp. 164-165. 268 josÉ ALBERTO RODRIGUES DA SILVA TAVIM O .ÂVISO. ANÓNIMo SOBRE joÃo MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE 269 cristão (de facto converso) Francesco Coroneilo, no qual ele se intitula Selim II, o grão-vizir Rustem Paxá, Lala Mustafá e PiaM, também Paxás, e «Josephus Naci Dei Gratia Dux Segei Pelagi, Dominus Andri, etc. » ~ Não respectivamente general e almirante da armada turca67 possuía ele O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano vinhas de renome na Sicília, Ouios e Chipre 61? Aliás, como Mas foi também a pertença irrecusável a «determinados» círculos do veremos, tentou mesmo ser designado rei-vassalo desta última ilha. Serralho que levaram a uma «deterioração» da sua imagem e carreira, nomea Na verdade, embora Joseph Nasci não residisse em Naxos, preferindo damente quando se envolveu na conquista da ilha de Chipre, de que pre viver no seu palácio de Belvedere, em Istambul, junto da corte, para tratar de tendia ser rei-vassalo. todos os outros seus interesses com mais proficiência, entregou a adminis Já vimos anteriormente que ele tinha apoiado as pretensões do duque de tração da ilha, como já referimos, ao cristão Francesco Coronelio. Mas foi a Sabóia para se tornar rei da ilha sob tutela otomana 68~ partir de Istambul que ele obteve um «iradé» (ordem imperial), obrigando os Aliás, a conquista de Chipre era um «assunto» considerado «de lege» habitantes de Naxos, estabelecidos em Gálata, a regressarem ao seu ducado. pelas autoridades otomanas. Por exemplo, Cheikh-ul-Islam Ebou-el-Seoud O objectivo era, por esse meio, fazer com que todos os originários das ilhas Diretor francês de Leon The Professional Effendi preconizara a conquista de Chipre sob o pretexto de que essa ilha do ducado pagassem o imposto devido à sua Casa Ducal 62, Mais tarde enviou fazia parte, outrora, das Terras Islâmicas, e declarou-se prestes a promulgar a Naxos o cádi de Quios, com a missão de proceder ao recenseamento a .fetwa., justificando a declaração da guerra69 Já vimos anterionnente que das ilhas do seu ducado, e de apresentar uma lista dos seus habitantes em teria sido devido às informações da destruição do arsenal da «Sereníssima», estado de pagar o «haradj» (imposto) ~ E não deixou também de defender captadas pelos espiões de Joseph Nasci, que Selim II teria ordenado a o ducado que lhe foi entregue; conseguiu uma ordem de Selim II para que os invasão de Chipre 70, Os turcos apoderaram-se de Nicósia e cercaram Fama súbditos muçulmanos não se estabelecessem nas suas ilhas, pois podiam gusta em 1570, caindo a totalidade da ilha sob a tutela otomana no ano exigir a intervenção, a título de protector, do seu inimigo, Mehemed Paxá seguinte. Contudo, Joseph Nasci não ascendeu a um ambicionado título de Sokoui, que se tornara grão-vizir após a morte do «aliado» Rustem Paxá «rei-vassalo» da ilha. O grão-vizir Sokolli, seu inimigo figadal, chamou a Pialé M; conseguiu outra ordem imperial que autorizava o almirante PiaM a atenção para o facto de que a nomeação de Nasci para um território de tal perseguir os descendentes dos corsários que infestavam o seu arquipélago ~ importância seria mal acolhida pelas poténcias europeias cristãs e nomea e ainda outra ordem, para que os cádis da Rumélia e da Ánatólia apri damente pelos muçulmanos do império e de outros países. De facto corria (e corre) a lenda que o duque de Naxos se pretendia vingar das peri pécias negativas da sua estadia em territórios da Sereníssima. E ainda que este arquitectava graves exposições, de forma a seduzir o sultão à conquista 60 De PERA, em «Constantinopla., 15.V1L1577, pub. por A. GALnn’É, ii, Do, Joseph Jogo de cabeleireiro louco da ilha. Por exemplo; Manoli Blessi — um pseudónimo de António Molin, Nassi., cit., pp. 14-IS. chamado «II Burchiella» — no seu Dialogo de Seu, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, con Giosuf ebreo., ~ Idem, p. 13. 6~ Vide «Ordem ao Cádi de Gálata., Adrianópolis, de 22 de Djemazi-uI.ewel de 975 editado em Veneza após a queda de Chipre e a vitória naval cristã de.Lepanto (243U11567), pia). ide,, pp. 27-28. Vide ainda ide,, p. Impulsionador de velocidade do carro (7 de Outubro de 1571), reflecte aquela «imagem construída». No referido ‘~ Vide «Ordem ao Cádi de Ouias., s.I., de 27 de Djemazi-ul ewei de 975 (29.XI.1567), pub. Dialogo o sultão Selim queixa-se a Joseph que foi ele, contrariamente aos ide,, p. 28. conselhos do grão-vizir (Sokolii), que o instigou à conquista da ilha, que lhe “Vide «Ordem a Pialé Paxá., si., de 23 de Ramazan de 975(231111568), pub. ide,, p. 30. Vide ainda idem, p. 20. 65 Vide «Ordem a Pialá Paxá., si., de 23 de Rmnazan de 975 (23.111.1568), pub. idern, p. 30. Vide ainda ide,, pp. 20-21. «‘ Vide «Ordem aos cádis da Ruméliae daAnatólia», de ló de Zilhidjá de975 (13.V1.1568), 66 Vide supra, nota 46. pub. ide,, p. 31. Vide ainda ide,, p. 21. Sobre o seu domínio de Naxos e de outras ilhas do Cf. A. GAWaÉ, Don Joseph Nassi., cit., p IS. ducado, vide o detaibado estudo de C. RoTn, in Etc liouse aí Nasi., cit., cap. IV; e ainda 7 Vide supra, nota 40. P. GRUNEBÀ,JM-BALuN, Joseph Naci., cit., pp. 81-83, e cap. v~ e A. GAI.ANTÉ, Don .Toseph Nassi., “ Cf. A. GALsNfl, Do. Toseph Nassi., cit., p. 19. Sobre este assunto de Chipre vide ainda cit., pp. 14-15e 19-21. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano o estudo detalhado de c. ROTI1, in Etc Iiorise of Mui., cit., cap. vi; e ainda 1’. GRUNEBAUM •‘ Cf. B, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Ana, Tvading Nations., cit., p. 36. -BAi.uN, Joseph Naci., cit., cap. VIII. 270 JosÉ ALBERtO RODRICUES DA SILVA TAVIM O «AVISO» AN&4BAO SOER! mÃo MICAS NA COLECÇÃO DE & VICENTE 271 custara, em consequência, a perda de uma importante frota — ou seja, a da O seu sucessor, o sultão Murad m (1574-1595), manteve-o na sua dignidade, batalha de Lepanto. Mas Joseph logo tentou aplacar o sultão, lembrando que embora fosse Sokolli, aliado ao judeu Solomon Ashkenazi’8 — ou, seja, o havia conquistado um novo reino, engrandecendo assim a sua Casa, e que a «partido pró-veneziano. —, quem passou a ter um lugar de destaque. perda da frota era algo de reparável 72 Contudo, como chama a atenção Joseph O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano morreu em 1579, no seu palácio de Belvedere. Instigado Benjamin Arbel, partindo da análise dos relatos dos vários «bafos» vene pelo grão-vizir Sokolli, o sultão ordenou que fosse realizado um inventário zianos em Istambul, as grandes decisões da política estrangeira otomana só dos seus bens — incluindo as suas jóias e tesouro — sob o pretexto da necessi indirectamente teriam sido influenciadas por um homem como o «cortesão» dade de pagamento das suas dívidas. Mas segundo o embaixador de França O. Joseph Nasci, resultando sobretudo da luta pelo poder entre os pode em Istambul, Jacques de Genssigny, da sua riqueza pouco restava além do rosos Paxás 7~. Na verdade, duas visões opostas sobre a política bélica rela necessário para repor o dote da duquesa Reina, no valor de 90000 ducados. tiva ao Ocidente adensavam-se então no Serralho. O grão-vizir, Mehmed A restante fortuna teria sido dispensada em vida luxuosa, na intriga diplo Paxá Sokolli, aliado tradicional da República de Veneza, pensava voltar o mática, e no suporte do seu ducado «artificial». Este, por sua vez, acabou por poder turco contra Filipe U de Espanha, considerado o grande inimigo do ser integrado no Império. Quanto a O. Reina, continuou na posse do seu Islão. Pelo contrário, Lala Mustafá, o almirante Pialé Paxá e, por arrasta palácio, e devia ter herdado uma vasta fortuna de sua mãe. E embora Cecil mento, Ioseph Nasci, insistiam em que o embate com a frota de Filipe 11 Roth considere que ela estava O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano interessada na actividade intelectual, seria desastrosa, e face a essa presunção, a conquista da ilha de Chipre mantendo a grande biblioteca de seu marido e o patrona sobre a imprensa era justificada sob o pretexto da antiga pertença ao Islão 74.Arbel chama a hebraica, retirando-se da cena de influência política exercida por outras atenção para o facto de que, por outro lado, a sua aversão em relação a judias contemporãneas ~ na verdade, como já referimos, encontrámos Veneza não era assim tão diametral. Não esqueçamos que em 1567 tinha uma informação O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Biblioteca Nacional de Madrid que revela o con obtido da Senhoria a remissão da ordem anterior de expulsão, na sequência trário: em cartas enviadas de «Constantinopla., de 6 e 7 de Março de 1595, do episódio do rapto da jovem Beatriz ~. E que possuía agentes na veneziana soube-se em Madrid que a «sultana» (Sâflye) tinha enviado uma carta a ilha de Creta, devido ao seu negócio dos vinhos. Por outro lado ainda, O. Reina, sugerindo que entregasse a seu filho — o sultão Mehmed 111 (1595- quando persuadiu Selim fia requisitar os barcos e bens franceses em Alexan -1603) — os «presentes» que havia dado a seu marido Murad 11180 O. Reina dria, para ser compensado dos 150 000 ducados que o rei de França lhe continuaria assim o jogo político do marido, «tolerado» por Murad ifi graças devia, Nasci não deixou de encorajar a Sereníssima, em Setembro de 1568, ao favor de sua mãe, Nou Banou, esposa de Selim fl81 Durante este período, a intensificar os seus negócios naquele porto, para ultrapassar os prejuízos a duquesa teria já abandonado o palácio do marido e habitava em da queda do tráfego marítimo local, que aquela decisão acarretou 76, Kuruçesme, num subúrbio situado mais a oriente. Mais uma vez Cecil Roth coloca a hipótese que esta «habitação recente» seria menos magnífica82 Mas * o facto é que Stéphane Yerasimus revelou que Moisés Hamon, Reina Mendes e Ester Kira8’ foram as únicas personalidades judaicas que aglutina Benjamim Arbel chama também a atenção para o facto de, nas vésperas ram comunidades ligadas estritamente às suas pessoas: descendentes, da guen-a cipriota, o auge da can-eira de Soseph Nasci estar já ultrapassado. clientes e servidores. No caso de Reina tomava o nome de Cema’at-t Sinyora, Na verdade, a sua Casa estava em bancarrota, pois J’oseph Nasci entrara e era constituída, também, por «domésticos» de sua casa84 A segunda numa situação de débito em diversos locais e os credores haviam-se apro priado das suas mercadorias “. Mas foi a morte do protector Selim 11, em 1574, que provocou um verdadeiro declínio do poder deste duque judeu. Truques de toque ~» Sobre Solomon Ashkenazl, vide E. Ana, ZPading Nations., cit., n.°’ 4 es. Jogo de confeitaria ‘» É o caso da judia Ester lOra. Sobre as «influentes Idres», vide o artigo de M. P. PED*NI, cit. supra, nota 36. Acerca de “ a P. GRmauM-Eaun, Jose» Miei., cir, p. 144; e B. AnEL, Trading Nadons., cit, Ester lOra leia-se nomeadamente a sintese de A. G*wrrt, na sua Histoire de, Juifs de 7l~uie, pp. 56-57. a, Iv, pp. 145-147. “ a. n. Ansa, Tra4ing M#ions., cit., p. 57. ‘° Vide supra, nota 36. “ U. 1’. GRUNEDAUM-BALTJN, Joseph Meti., cit., pp. 133-134; e supra, nota 69. ~ ~f. P. GRUNEBACJM-BAUJN, Joseph 2-Saci., cit., p. 161. ‘3 Vide supra, nota 27. »‘ C. Roni, fie House of No,si., cit., p. 219. O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano Cl. 3. Ansa, Tro4ing Nations., cit., pp. 57-58. «~ Sobre Ester Kira vide supra, nota 79. “ a. p. GKUNENAUM-BALUN. Foseph Miei., cit., pp. 123, 125, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, 128; e E. Anac., Trnding “ Cl. Stéphane YER.AsIMUS, «La communautt juive d’istambul à Ia fim du XVI’ siêcle», in Natio,. cit., p. 58. Ikrcica. n.°27, 1995, pp. 113, 118 e 125. 272 rosÊ ALBERrO RODRIGUES DA SILVA TAYIM O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano o .*wso. ANÓNIMo soaits joÃo MICAS NA CoLEcÇÃo DE S. WCENrE 273 Senhora morreu Cerca de 1599. A única descendente do casal teria falecido turca pronta a zan)ar para a Índia, e de quantas galés era constituída, espe ainda jovem ~ Doces anos sessenta cificando de novo o embaixador que lhe havia dado uma contra-senha91. Ficando integrado definitivamente no Império Turco, Joseph Nasci pas * O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano sou a gerir o seu «edifício» de informação em prol dos sultões, partindo da sua experiência no «campo» do inimigo que antes servira. Aliás, já referimos Acontece que a designação «domésticos» não tinha naquele tempo algures que a gestão de redes informativas era um negócio e um serviço pres apenas a conotação actual, sendo aplicada também a comerciantes e pro tado à entidade estatal suprema como qualquer outro, sendo essencial para curadores que operavam em prol de grandes potentados judaicos a6 E foi concretizar os actos de diplomacia e da resposta bélica. Era por isso mesmo através de uma rede de «clientes, servidores e aliados» que os Nasci Conti Romeu, por que és tu? empreendida por entidades gradas ao serviço das Casas Reais, como é o caso nuaram a investir em território cristão, e mesmo de forma secreta, na Penfn~ dos embaixadores de Portugal em Roma ~ No caso da Sublime Porta, pen sula Ibérica. Por exemplo, foi na situação de mestre da sinagoga de Joseph samos que Joseph Nasci obteve, neste campo da política informativa, uma Nasci ~ em Istambul, que João Bezerra, ou seja, João português de Lamego função semelhante à daqueles, até porque detinha uma posição privilegiada ou Muce Darselai, actuou junto dos cristãos-novos portugueses que tinham similar como duque de Naxos. E há de facto informação que lembra o outro parentes na lbrquia, e que enviavam dinheiro para as sinagogas daquele país lado do espelho pretendido por D. Afonso de Lencastre. Por exemplo, Antó através de David Cohen e David Pimoslino as• O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano rijo da Fonseca, residente na «Corte de Roma», enviava cartas a Joseph Domésticos teriam sido também os «espias» que serviram o duque de Nasci, avisando-os das pretensões da «Cristandade contra o TUrco». Também Naxos, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Embora Benjamin Ai-bel considere como «mítica» a ideia de que João Ribeiro, outro cristão-novo que vivia em Veneza, procedia de forma Joseph Nasci liderava uma espécie de organização internacional de espio semelhante ‘~. Relativamente a este último, alguma documentação publi nagem e sabotagem, sublinhando que, paradoxalinente, nunca se encon cada por Piere Cesare Ioly Zorattini comprova que se tratava de um espião traram evidencias de tal facto ~, na verdade essas provas existem, e com mensagem de emilly duplo, casado com uma possível parente do Duque de Naxos e de D. Reina, certa abundância. chamada Ajumbra de Luna ~. Já vimos no início deste estudo que Joseph Nasci era um «informador» Neste jogo informativo, a «matéria do Oriente» tinha um papel de des de 1). Afonso de Lencastre, embaixador de Portugal em Roma, o qual, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, presu taque. Foi devido a preconceitos éticos relativamente à actividade da espio mindo que ele se dirigia a Alepo, pretendia que o informasse das «cousas da nagem e do jogo informativo — que macularia uma «imagem sã» do duque — India». Aliás, nessa mesma missiva — datada de IS de Novembro de 1553 —, o que as preocupações de Joseph Nasci relativamente ao Oriente teriam sido embaixador refere que lhe havia «encomendado» e «dado contrasenho», preteridas nas análises da sua carreira, efectuadas por historiadores no procedimentos usuais quando se utiliza o serviço de um espião 90• Na ver Ocidente 95. Ora, sabemos que, em meados do século xvT, cristãos-novos esta dade, o «aviso» da Colecção de S. Vicente esclarece que D. Afonso de belecidos na Índia teriam escrito já a Moisés Hamon, para que este aconse Lencastre pretendia, de facto, que João Micas o elucidasse se havia armada lhasse o sultão Suleyman 1 a intervir no Oriente 96~ “ L%Nffl, Colecção de & Vicente, liv. 8, fól. lós. °‘ Sobre o final da vida de D. Joseph e de D. Dinossauro jogo Zuma vide c. Rara, V,e House ofwasi., 92 Vide 3. A. R. S. TAvIM, «O intérprete judeu., cli., pp. 203-224. cit., cap. vlIr; 1’. GRUNEaAUM-BALUN, iosepl, NacL. cit, caps. Ix e x; e A. GALANTÊ, Do, Joseph °‘ IANÍrI’, inquisição de Lisboa, proc. 10.906, fóIs. 70-71. Nassi., etc., pp. 24-25. cf. P~ocessj deis. Vifizio di Venezia Centro Ebrei e Giudaizzanti (1579.1586), coord. de »~ Vide o nosso estudo Os judeus na Expansão Portuguesa em Marrocos durante o século Pie, Cesare IoIy ZopÃrrINg, Florença, Leo S. Olschk.i Editore, vol. vil, 1987; idem, «The Ribeiros: XVI. Origens e actividades duma eomunido4e, Braga, Ediçoes APPAcDM Distrital de Braga, a sixteenth century of conversos between two Inquisitions: Lisbon and Venice», in inquisição: 1997, pp. 389-392; e ide,, «Abraso Benzamen-o, ‘judeu de sinal’, sem sinal, entre o Norte de Ensaios sobre a Mentalidade, Heresia e Arte, OIE. de Anita Novmsrv e Maria Luiza Tucci África e o reino de Portugal», in Mate ijbengm, n.» 6, Dezembro de 1993, p. 125. C,jtnenco, S. Paulo. EDUSP, 1992, pp, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. 307-317; e Brian PLJU.AN, TheJews ofEurope and the inqui “ ‘flatar-se-á da sinagoga Seniora, cuja fundação foi de facto atribufda a O. Grácia Nasci? sitio, of Venice, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, 1550-1670, Londres-Novalorque, 1. B. T»unis Publishers, 1997, pp. 99, 104-106, — ai. Abrabam GALMITÉ, Les Synagogues d’istambul, extracto do iía,néno,u, Julho-Agosto de Dinossauro jogo Zuma 145, 231-233 e 237-240. 1997, p. 7. “ Desenvolvemos esta perspectiva na comunicação apresentada em Paris, no Colóquio da ‘9 LANa?, Inquisição de Lisboa, proc. 12813, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, 3l-47~ 70-98v e 153-153v. Vide ainda Fundação calouste Gtilbenkian, La Diaspora de, nouveaux-chr&iens d’origine portugaise, reali Ana Cannas da Cututa, A inquisição no Estado da Índia (13394560), Lisboa, Instituto dos zado entre 30 e 31 de Outubro de 2003, intitulada: «Pagas ouvertes. pages ferrntes, sur le passé Arquivos Nacionaistrorrt do Tombo — Divisão de Publicaçães, 1995, pp. 66-68. des nouveaux.clu-étiens du XVP siécle: le fétiche dela ‘marche civilisationeile”. Quelques exem ‘9 E. APSEL, D’ading Nations., cit., p. 59. pIes autour du cas de l’Iode» (em publicação nas respectivas Actas). ‘° Vide supre, nota 25. ‘~ L4N/TT, inquisição de Lisboa, proc. 10.906, Ml. 7. 274 josÉ ALBERTO RODRIGUES DA SILVA TAVIM O ‘AVISO. ANÓNIMO SOBRE JoÃo MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE jogo de lendas ninja P. Ga-tmebaum-Bailin foi o único que chamou a atenção para o facto de comprovante, alguma informação obtida revela o interesse de Nasci pelo Joseph Nasci estar interessado pelo Oriente, devido ao facto de a sua família Oriente, em ligação com judeus e cristãos-novos dessas paragens. Sabemos, ter gerido o monopólio português das especiarias em Antuérpia. Especificou por exemplo, que judeus da India enviaram cartas a Joseph Nasci, através ainda que Joseph Nasci esteve ligado às negociações que um vice-rei portu do filho de Sem Toh Espanha, para que o duque de Naxos aliciasse o sultão guês prosseguiu junto do sultão, e que se empenhou para que houvesse uma a conquistar a Índia portuguesa. Também Simão Correia, que fora médico na aliança ente as frotas otomana e portuguesa, com o objectivo de manter os Índia portuguesa, e judaizara em Istambul, incitava Joseph Nasci e o sultão «indianos» em respeito 97. E embora Bailin não mencione documentação a intervirem contra os interesses portugueses. Uma das missivas transpor tadas pelo judeu Espanha era precisamente dirigida a um irmão de Simão Correia, que também viera judaizar à capital otomana 98, “ E GRurwaAuM-B*ujr, Joseph Naci._ cit., p. 157. O referido vice-rei foi o Conde de Na questão da Índia são vitais as notícias de Tomé Pegado da Paz, que Redondo, 1). Francisco Coutiobo, que enviou AmÕnlo Teixeira junto de Suleyman 1, para tratar de problemas de livre-circulação de silbditos. A iniciativa teria partido do paxá de Baçorá, que por sua vez mostram como o jogo informativo de Ioseph Nasci era «trespas pretendia a abertura do comércio com Ormuz - vide Diogo do Conto e a Década &‘ da Ásia, cd. sado. pela política de espionagem controlada por seu pai — o famoso Duarte critica e comentada de uma Versão Inédita, por Maria Augusta Lima Cauz, Lisboa, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, Comissão da Paz — e de outras personagens que continuavam servindo a Coroa Portu Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Imprensa Nacional-Casa da guesa, secretamente. Duarte da Paz era um cristão-novo do Porto, antigo Moeda, vol.r, 1993, Livro Segundo, cap. 4; e Livro Terceiro, cap. 2. No cap. 4 referido, Couro agente duplo de D. João 01 e dos cristãos-novos perante a Santa Sé, a quem especifica que foi D. Amónio de Noronha que enviou António Teixeira a Istambul no inicio do seu vice-reinado, No cap. 2, o mesmo cronista relata que António ~Nxeim veio até Lisboa com o rei de Portugal acabara por retirar o hábito de Cristo, assim como as apontamentos do sultão sobre planos de liberdade comercial: os tintos podiam navegar e honras e privilégios relativos ao estatuto de cavaleiro, ordenando a sua comerciar em toda a índia; e os portugueses podiam ter feitorias em Baçorá, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, no Cairo e em expulsão de Portugal, e a dos seus parentes, em 1542. Duarte da Paz diri Alexandria. Reunido um Conselho por ordem régia, a decisão foi negativa portemor em relação giu-se então a Roma e, por fim, tal como outros cristãos-novos, à Sublime aos interesses otomanos, detennlnando.se que, visto o sultão não ter enviado embaixador ou alguém especial, se podia «deixar esquecer o negocio. (p. 214). Maria Augusta Lima CRUZ Atirador de Bolhas Arco-íris Porta ~. Mas aqui continuou o jogo duplo, informando o rei de Portugal comprova a mençAo errada de Coato relativamente ao vice-rei: foi o conde de Redondo e não D. António de Noronha que, em 1563, enviou António ‘Ibixeira —ide,, vol. r, 1993, p. 778, nota 150. Aliás, o próprio Tomé Pegado da Paz, em Lisboa, perante a Inquisição, a II de Outubro de 1578, refere que haveria 10 ou 12 anos que da tndia foi ter a «Constantinopla. um .fiaãoa, da Zbrre do lbn,bo, dir, de A. da Silva Rs,oo, Lisboa, Centro de Estudos Históricos Ultramarinos, Teixeira de Azevedo, português «embaixador ao Turco., com o objectivo de arquitectar pazes, vol, Iv, 1964, pp. 463-464, na qual se refere o nome do .homo nominatto NIcollao Petro indo da metrópole um grego com cartas do rei português sobre o mesmo assunto, mas que esse Coctirio. Na 2.~ carta — «‘D’aductione della legra la qualla scrive Sua Alteza gran seniore dclii empenho não teve sucesso devido ao «estorvo, de João Micas —~ Inquisição de Lisboa, musulmani alIo serenissimo ac illustrisimo seniore Sebestiano re di Portugallia etc., faz-se proc. 10.906, fóls, 48v-49. SaIU, OzBuwt publicou uma carta de Suleyr,nan 1 dirigida ao rei de referência a «Antonio Tesseri Azevedo nominatio. — pub. ide,, ibideni, pp. 464-465, Sobre este Portugal, de 28 de Mubarrem de 972 (513(1564), na qual o sultão requer a 1), Sebastito que assunto vide ainda 5. Ozs*psn. The Ottoman Turks., cii., in Journal of Asia,z Histo,y, vol. 6. assegure a passagem por terra e por mar de mercadores otomanos que comerciavam em terras n.° 1, 1972 p, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. 68; e in lhe Oteoman Response., cii, p. 138. ‘~ IANFrt Inquisição de Lisboa, proc. 10.906, Mis. 6-7 e Il-llv. indianas sob domínio português. Acusou-se também o nome do outro Interlocutor — Nikola — um dos notáveis do .millet» (comunidade) cristão — vide «The Ottornan lUilçs and the Portu “ 1~Ide ‘Carta de Duarte da Paz, português, cristão-novo, escrita da Turquia, na cidade de guese in The Persian Gulf, 1534-1581., in Journat of Asia, History, vol. 6, it° 1, 1972, pp. 82-84; Alepo, ao comendador-mor (1). Afonso de Lencastre], sendo embaixador em Roma., 2.3(11.1545, e in lhe Oetoman Response to European Htpansion. Studies 1, Ottoman-Portuguese Relations in 1, Britisli Libras3’ (EL), Additionals,ms. n.° 28.462, MIs. 257-258v; e «Resposta do corregedor da lhe Índia, Cosa, and Otroman Administration à, lhe Amb Lapide Dudng tire Sixteenth Centwy, Cidade do Porto sobre Duarte da Paz, solicitador e procurador dos Cristãos-Novos, serem Istambul, The Isis Press, 1994, p. 152. Abrubão GMANn publicou duas canas enviadas por lançados seus parentes deste Reino no ano de 1524., Porto, 2.VI.1542 (cópia consertada de Suleyman o «Magnífico. aD. Sebastiao, acusando estes intentos de paz— vide «Carta imperial Jogo de corrida Hill Climb Gaspar da Lousada, de 1629), ide,, ibide», Mis. 259v-260v. Existe uma Incongruência na data ao rei de Portugal., Costantanich (Constantinopla), de 23 de Mobari-en de 973 (20.VUI.1565); e do primeiro documento mencionado, ou no seu conteúdo, pois este comendador-mor só seria «Carta impesial aD. Sebastião, rei de Portugal., si., de 6 de Rebi-ul-ervel de 973 (1.X,1565), ia empossado como embaixador em Roma no ano de 1551 -vide E ALMEIDA, História da Igreja .Nouveaux documenta sur les rapports turco-portugais au xvi siêcle., ia linheiros da Academia Pedaço de pano rasgado e inútil em Portugal, vol, Ii, p. 590; eM. R. 5. t E. A. CRuz, As Regincias., cit., vol. I,p, lIS, nota 203. das Sciencias de Portugal, 1.’ série, til, Segunda Parte, 1915, respectivamente peças justifica Sobre Duarte da Paz vide Alexandre Heacur.a,so, História da Origem e do Estabelecimento tivas 1 e ri, Na primeira das missivas faz-se referéncia às cartas enviadas pelo .representsnte da Inquisição em Portugal, Lisboa, Circulo de Leitores, vol. r, 1987, livros 3, 4, 5 e 6; Meyer português nas índias., e ao nome do representante dos interesses portugueses em Istambul — KAysnLrnG, Hrsrdria dos Judeus em Portugal, trad. do alemão de Gabriele Borcbardt Corréa da Nicola, Na segunda, o sultão protesta pelo facto de, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, ao contrário dos pressupostos da paz Silva e de Anita Novinsl~ç introdução, actualização bibliográfica e notas de Anita Novinsky. 5. concluída, peregrinos muçulmanos e negociantes vindos da índia, por via maritima, conti Paulo, Livraria Pioneira Editora, 1971, il. Parte, caps. 2, 3 e 4; 3, Lúcio de Azeveco, Hisrdria nuarern a ser atacados. Nikola ou Nicola é certamente Nicolo Petrocochino, 1/Ide «Cartas do dos CrisMas-Novos Portugueses, Lisboa, Livraria Clássica Editora, 1975, p. 446; e Maria José grão-turco para el-rei D. SebastiAo., ConstantInopla, 14i(1.l563, 1.’ carta: .Tt’aductionne Pimenta Ferro TAvAns, Judaísmo e Inquisição —Estudos, Lisboa, Editorial Presença, 1987, della lettra da qualla active Sua Altitudo ii grande seniore dli musulmani etc, silo serenissimo pp. 50, 128 e 149. Sobre a farnilia de Duarte da Paz, vide ainda Carlos Manuel Vasjmu, «Mestre ac illustrissimo rede Portugalila, etc., in IANfrr, Gavetas, XV, m, 14, doc. 20, pub. in As Gavetas João Paras - um sefardita ao serviço de D. Manuel 1., ia Cadernos de Estudos Seflirditas, n.° 1, 2001,pp. 167-220. 276 iosÉ ALBERTO RODRIGUES DA SILVA TAVIM O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano O «AVISO. ANÔNIMO SOBRE JOÃO MICAS NA COLECÇÃO DE 5. VICENTE sobre as consequências da emigração de cristãos-novos para o Império ordenou a sua prisão em Sófia — segundo Tomé —, para não dar avisos sobre Otomano IQO Foi devido a esta actividade que chamou Tomé Pegado da Paz as coisas que aquele havia ordenado contra Portugal e sobre a Índia. Con a Istambul, em 1552 ou 1553, pois pensava que sendo seu filho, Não perturbe 2 brincadeira engraçada um seguiu, contudo, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, fugir para Ragusa, e daí alcançar o Ocidente. Deriva do Mundo Aberto, foi o homem de confiança a ser utilizado no seu jogo de espionagem, mais espe próprio Matias Bicudo, juntamente com o embaixador português, João cificamente incumbindo-o de informar as autoridades portuguesas sobre os Gomes da Silva 104, que em Roma obtiveram uma carta-patente do Papa para intuitos do sultão e de Joseph Nasci acerca da Índia e do Índico, e ainda que ele pudesse regressar a Portugal. João Gomes, por sua vez, teria recom sobre as intenções dos cristãos-novos que da Índia passavam a «Terra de pensado Tomé Pegado da Paz pelo facto deste o ter avisado que os «judeus Thrcos». Mas nove meses a seguir à sua chegada morreu seu pai, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, e colo da Índia» comunicavam com João Micas lOS. Entre as personalidades cou-se ao serviço de Joseph Nasci, que o fez circuncidaz pois receava que visadas, com uma importante vivência no Oriente, encontrava-se Jácome fosse mais um espião duplo (o que na realidade era verdade). Foi como seu de Olivares, um cristão-novo de Cochim que havia sido detido em 1557 e servidor que em 1565-1566 se deslocou à corte francesa para arrecadar os transportado paz-a Lisboa, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, onde saiu em auto-da-fé que se realizou na praça 150000 cruzados devidos por Carlos IX: seguiu então o percurso de Istambul da Ribeira em 16 de Março de 1561 106• Tomé Pegado da Paz vê-lo-ia em a Argel, cujo paxá lhe entregou uma galera para alcançar Marselha, junta Istambul, em 1571, tecendo depois em Lisboa, passados sete anos, os seguin mente com vinte cativos franceses 101. tes comentários: Outra das suas missões esteve relacionada com os judeus Bicudo, recru tados como informadores por Lourenço Pires de Távora enquanto embai (.) Jácome de Olivares portugues que foy prezo na Inquisicaorn da Imdia xador em Roma, a partir de 1559 1O2 Isaac actuava em Alepo, e o sobrinho e veo a este Regno e daquy se foy tomar judeu a Costamtinopla e sempre Matias no Cairo’03 Jogo de corrida de pescoço longo tratou com ho Thrquo pasado de senhos com que se tomaria a Imdia (.). Após a chegada de Tomé Pegado da Paz, o segundo apareceu em Istam bul em trajes de «mouro», com o intuito de tomar conhecimento sobre as Se este turco «passado» é Suleymari 1(1520-1566), e não seu filho Selim galés que o sultão pretendia enviar para o Indico, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. E logo Joseph Nasci, 11(1566-1574), então podemos suspeitar que as ligações secretas à TUrquia suspeitando por notícias de Veneza que Matias actuava em prol dos portu ter-se-iam mantido pelo menos desde os tempos em que ele vivia em Cochim, gueses, ordenou ao «servidor» Tomé que o prendesse. Este encontrá-lo-ia em ou seja, a partir de 1549-1550 — portanto, desde a época de Moisés Hamon. Alepo, com a pretensão de alcançar Ormuz, mas não o reteve. Aliás, Tomé Também não é por acaso que Tomé Pegado da Paz inseriu o episódio da chegou mesmo a dizer aos inquisidores, em Lisboa, como avisara Matias que chegada do embaixador do Achém à corte turca, em 1562 ou 1564, com o não podia levar aquele caminho, porque o prenderiam, devendo voltar a objectivo de obter apoio naval para a conquista de Malaca, no seu relato Alexandria e regressar ao Cairo. Devido O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano todas estas peripécias caiu sob sobre actividades e informações dos judeus e cristãos-novos judaizantes, a suspeita de Joseph Nasci, que o acusou de pactuar com Matias Bicudo, e É que esta passagem de homens e de informações para o «campo turco» teve um peso primordial na conjuntura dos anos 60 e 70 do século xvi. E nela, de uma forma ou de outra, Joseph Nasci jogou um papel determinante no seio do Império Otomano, no contexto da rede negocial, política e infonnativa ‘°° «Carta de Duarte da Paz, português, cristão-novo, escrita na Ttirquia, em Alepo, ao que soube constituir 107 comendador-mor [D. Afonso de Lencastrt3, sendo embaixador em Roma. (cópia consertada de Gaspar da Lousada), l2flLi545, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, ia BL, Additionajs, ms. a.° 28.462, Mis. 257-258v. “‘ IANftE Jnquisiçdo de Lisboa, proc. 10.906, fóls. 7v e 47-47v. Sobre o assunto do empréstimo ao rei de França, vide 5km, notas 4, 38 e 39. (04 Sobre João Gomes da Silva, embaixador em Roma entre 1578 e 1579, que exerceu ‘°‘ Sobre a rede de espionagem em torno de Lourenço Pires de Távora, embaixador de como os seus antecessores no mesmo cargo semelhante actividade de coordenar uma política Portugal em Roma, ente 1559 e 1562, vide E. L4NE, «The Mediterranean Spice Dade., cit.; e informativa em região estratégica, vide E. ALMEIDA, História da Igreja em Portugal, vol. II, p. 591. ainda M. A. L. c. FAouNns, «Contribuição para o Estudo dos Correios., clt. 103 Aceita da actividade dos Bicudo pode ler-se, em termos de síntese, de Dejanirah L4)JIfl~ Inquisição de Lisboa, proc. 10.906, fóIs. 8-10v, 29-29v e 49v-SO. Modelo de super dinossauro 06 Sobre este personagem, vide o nosso estudo «Erom Setúbal to tbe Sublime Porte. Couro. L’espionnage., cit., pp. 250-251 Maria José 1’. Ferro TAvAxas, «Judeus, cristãos-novos The Wanderings of Jácome de Olivares. New Christian and Merchant of cod,in (1540-1571). ia e o Oriente., in Estudo, Ørientajs III — O Ocidente no Oriente através dos Descobrimentos Motorista de tanque Agame Santa Bastam Ponuguese Studies, vol. TI — cd, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. de Sanjay SusRAHats,lwt e Kenneth McPHER5ON. Portuguesa, Lisboa, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano, Instituto Oriental-Universidade Nova de Lisboa. 1992, pp. 54-55; idem, 1995, pp. 94-134. Reer, com a mesma paginação ia Sinners and Saints. lhe Sucesso, of Vasco «Judeus, cristAos-novos e os descobrimentos portugueses., ia Sefarad, ano xtvin, fasc. 2. 1988, da Gama, ed. por Sanjay Suaa*joaeryn., Dcliii, oxfoni Universfty Press, 1998. pp. 296-297; e M. R. 5. T. B. A. CRuz, «Os Diplomatas., cit., pp. 105-138; e idem, As Regên ‘o~ IAN/T’t Inquisiçflo de Lisboa, proc. 10906, Ml. II. O sultão do Achém era então ‘Allah cias., cit., vol. is, 1992, pp. 74, 77, 89 e 95, O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano. Vide ainda de Dejanirah Couro, «Bicudo, Isaac e Jogo de Arranjar Casa ad-Din Ri’ajat Syah al-Kahar (1539-1578). Sobreeste assunto pode ler-se, delorge Santos ALVE5, Matas., in Diciondrio do Judatsmc, Português, coord. de Lúcia Liba Muaniic, José Alberto TAVIM «tal., Lisboa, Presença (em publicação). CodyCross Seasons Grupo 64 Quebra-cabeça 3 Respostas Hegemoniano Norte de Sumatraos sidranatos de Pacém, Achêm e os Portugueses (1509-1595), dissertação de mestrado em História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa, apresen 278 iosè ALBERTO RODRIGUES DA SILVA TA3IIM O ‘AViSO’ ANÔNIMO SOBRE ioAo MICAS NA COLECÇãO DE 5. VIcENTE 279 Dice (Agustín Manuel) esser estatto ia Constancinopoli, hauer ritro uato aI Michas di moIro bon animo in senjitio di Dio e di V. M.ta et poita Em 1953, A. .per quel isola ~ Já cerca de 1569, Joseph revelaria ao converso Agustín Manuel as suas pretensões de retornar ao Cristianismo, de entregar a Filipe II a praça de Acontece que a esta data, já 0. João de Áustria, irmão de Filipe II de Casteinovo — na Dalmácia — e de regressar a Espanha, trazendo toda a sua Espanha, se tornara o grande herói da batalha de Lepanto, e Joseph Nasci grande fortuna, e fazendo-se acompanhar de outros judeus e turcos 109 via defraudados os seus planos para ser empossado por Selim II como rei de Mas o próprio João Micas acabaria por enviar um «Memorial» a Filipe Chipre ~ A. E a «magnífica, Espanha vencedora não «capitalizaria» agora tuava que não devia ser enviado salvo—conduto ou escrita alguma carta, sem O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano melhor os seus interesses comerciais? Mas como demonstra Arbel, não que fossem bem certificados os intuitos de Micas — «C.) y si ha mudado de O título da pessoa cujo professor foi Lala no Império Otomano mantinha ele, também, negócios na veneziana ilha de Creta, e relações privi propósito o está en ei mismo» “~. Em 17 de Agosto de 1572 era o duque de legiadas com a Senhoria’ ‘~? Tertanova que informava de Palermo Filipe II acerca do diálogo entre É de 1574 a última notícia de Simancas sobre o «caso Micas». Em carta Agustín Manuel e Micas. E nele, a questão de Chipre não deixava de estar cifrada, enviada a Filipe II, de Palermo, em 15 de Fevereiro desse ano, o presente, com a suspeita